Provérbios 30:29

Há três que têm um bom andar, e o quarto passeia muito bem.

Play Audio

Quão importante é a maneira de andar? Com que maneira, atitude, procedimento e comportamento você se conduz? Não basta praticar o que é certo e ser sábio, para que você seja também atraente e agradável pela forma em que você pratica as duas coisas. Você adorna a virtude com maneiras atraentes?

O inspirado profeta Agur usou conjuntos de quatro coisas para ensinar a Itiel e a Ucal (Pv 30:1). Ele havia ensinado quatro lições de sabedoria prática tirada de quatro pequenas criaturas - formigas, coelhos, gafanhotos peregrinos e aranha (Pv 30:24-28). Então ele passou para considerar o modo de andar de outras quatro criaturas.

Deus criou todas as coisas em infinita sabedoria, para que elas incluíssem lições para o homem (Jó 12:7-10). Grandes homens e mulheres não só vivem justa e sabiamente de acordo com a verdade, mas também se conduzem de tal forma a adicionar brilho e convicção à piedade. É de envergonhar que muitos cristãos mancham a sua religião por excesso de faltas e grosseria.

Temos aqui quatro criaturas belas em seu caminhar - lindos na aparência, nos movimentos e na maneira de se conduzirem (Pv 30:29-30). Elas são impressionantes no exercício dos seus dons e papéis dados a elas por Deus. Se você meditar cuidadosamente nestas quatro criaturas e suas características singulares, há lições de sabedoria a serem descobertas (Pv 30:24; Sl 107:43; 119:96).

Considere o leão - um leão macho por seu maior tamanho e régia aparência. A sua beleza é a sua grande força e destemor com a qual ele se conduz. Sua cabeça e juba são gloriosas. Ele é lindo e assustador à vista. Ele tem uma forma de andar audaciosa e majestosa, demonstrando um orgulho confiante: ele não teme criatura nenhuma, e ele não se desvia de nenhuma delas (Pv 30:30). Ele é o rei dos animais e exemplo de ousadia, confiança e temeridade.

Considere o galgo. Ele é um cão delgado, de forma aerodinâmica, tendo os lombos fortemente presos para atingir uma invulgar velocidade ao correr. Com pernas e rabo compridos, músculos compactos, e perfil delgado, o galgo é atraente, ligeiro e ágil. É gracioso no seu andar, esteja ele andando ou agilmente perseguindo um coelho num campo aberto, uma tarefa que só pode ser comparado a um guepardo. Ele é o mais rápido dos cachorros e bem exemplifica a rapidez e a velocidade na execução de suas tarefas.

Considere o bode. Lembre-se da instrução de Agur para olhar a sua maneira atraente de andar. Com uma longa barbicha, chifres magníficos e presença constante como líder do rebanho, o bode apresenta a figura de uma liderança compenetrada e sóbria. Era de conhecimento geral que o bode vai adiante da manada (Jr 50:8). O bode é um bom exemplo de guia e protetor, ilustrando a beleza de uma fiel liderança patriarcal.

Considere um rei invencível. Comparativamente, os governantes nacionais possuem pouca autoridade ou poder. Ele não foi eleito para o cargo; ele não respondia a ninguém senão a Deus; opositores não desenhavam rudes caricaturas; ele não apertava mãos nem beijava nenéns. Seu rosto e a sua voz levavam criminosos a tremerem (Pv 16:14-15; 19:12; 20:2,8,26; Ec 8:2-5). Ele esmagará todo o mal no seu reino (Pv 14:35; 16:10; 20:8 e 26; 29:14). O traço que você deve admirar é a sua invencibilidade e irresistibilidade, ilustrando como a autoridade num cargo deve ser exercitada.

Que lições podem ser aprendidas por esta lista baseada na criação natural? Em primeiro lugar, o Senhor Jesus Cristo preenche perfeitamente estas características; e, em segundo lugar, os crentes devem também procurar preenchê-los. As lições de Agur foram para o homem, portanto o perfeito Homem Cristo Jesus terá estas características em um grau maior do que qualquer outro homem. Olhe para Jesus Cristo para ver o perfeito modo de andar.

O Senhor Jesus Cristo é o Leão da tribo de Judá e não se desvia de nada (Ap 5:5). Ele é como o galgo, pois ele é rápido no entendimento (Is 11:3), e voltará rapidamente (Ap 2:5,16; Ap 3:11; Ap 22:7,12,20). Ele conduz o Seu povo, como o Apóstolo, Bispo e grande Sumo Sacerdote deles, de forma parecida com o bode. E nada se levantará contra Ele, pois Ele é Rei dos reis, o Abençoado e Único Potentado (ITm 6:13-16)! Aleluia! Amém!

Não basta você ser justo; você também precisa ser maravilhoso no seu ir e vir, acrescentando beleza e graça a toda ação. É pela conduta atraente na execução das suas tarefas que os crentes acrescentam glória e louvor à sua religião. Dever e justiça são excelentes, mas o modo e o espirito no qual você os pratica acrescenta belezas a eles (Pv 22:11; Mt 5:16; ICo 13:5; Gl 4:18; 5:6; Fp 1:27; Tt 2:1,9-10)! Cristãos, vocês são atraentes em seu ir e vir?

Você é audacioso e destemido como o leão na prática dos seus deveres cristãos, sem levar em consideração qualquer oposição ou ameaças (Pv 28:1; Jó 32:1-14; Sl 119:98-100; Hb 13:6)? Você é rápido em guardar os mandamentos de Deus, como o galgo (Sl 119:60; Gl 1:15-17)? Você é um líder exemplar no seu casamento, na sua família e na sua igreja, como o é o bode (ICo 16:13; Ef 4:16; 6:4)? Você é imovível, como um grande rei, em defender a autoridade, a justiça e o evangelho apostólico ordenado por Deus (Pv 22:17-21; IPe 3:15; Jd 1:3)?

O inspirado profeta usou quatro criaturas de Deus que são atraentes em seu ir e vir - lindos na aparência, no movimento e na conduta (Pv 30:29-31). Eles são impressionantes e gloriosos no exercício de seus dons e papéis atribuídos a eles por Deus. Se você meditar cuidadosamente nestas quatro criaturas e suas características particulares, você aprenderá a sabedoria que há em acrescentar sua maneira de andar ao simples desempenho da piedade e sabedoria. Conduza bem a si mesmo no dia de hoje!