Provérbios 30:20

Tal é o caminho da mulher adúltera: ela come, e limpa a sua boca, e diz: Não cometi maldade.

Play Audio

Uma adúltera é incrível! Ela tem a menor quantia de consciência a maior quantia de pretensão! Ela comete um dos atos de traição mais abomináveis possíveis e, mesmo assim, ela consegue falar e viver como se nada tivesse acontecido! Tendo descrito quatro coisas maravilhosas que ultrapassavam a sua imaginação, o profeta Agur as comparou com a adúltera (Pv 30:1;18-19).

O caminho da águia que plana nas termas quentes ascendentes e mergulha atrás da presa é maravilhoso. O caminho da cobra que se move sem braços ou pernas numa rocha lisa é maravilhoso. O caminho de um navio carregado no mar, sem remos ou trilhas é maravilhoso. E a facilidade e o poder de um homem seduzir uma virgem são maravilhosos. Estas quatro coisas são difíceis de serem acreditadas, como também é difícil acreditar que uma mulher casada possa ter sexo com outro homem (Pv 30:18-20).

O comer deste provérbio nada tem a ver com comida e sim com os atos sexuais da adúltera. Ela abre as suas pernas para um estranho e desfruta dos prazeres físicos reservados exclusivamente para o seu marido e na cama dele. O comer aqui mencionado é um eufemismo para a relação sexual, como já foi mencionado anteriormente (Pv 5:15; 9:17; 20:17). Enquanto a Bíblia possa ter usado uma linguagem mais clara em outras passagens, ele escolheu um eufemismo para aqui realçar o provérbio (Ez 16:17,25-26; Ez 23:16-21).

O limpar a boca não envolve um guardanapo - ela está cobrindo os vestígios da sua ação para evitar ser descoberta. Ela faz tudo que é necessário para esconder suas outras ligações de seu marido e de outras pessoas. Ela espera para que o marido se afaste (Pv 7:19-20; Gn 39:7-12). Ela rapidamente toma cuidado com os deveres do lar; ela faz com que o tempo perdido desapareça; ela esconde qualquer sinal do seu pecado; ela lava o seu corpo e se prepara para encontrar com o seu marido como se nada tivesse ocorrido e que tudo está bem.

Pelas suas palavras e ações ela simula para o seu marido como se tudo estivesse bem. Ela mima o seu marido em casa e em público. Ela entra na cama dele e mantém intimidade com ele como se tudo estivesse bem. Ela brinca com os seus filhos, fala com os seus vizinhos, frequenta a igreja aos domingos, se veste alegremente, e continua a usar a sua aliança de casamento! Não há nenhum remorso, culpa ou escrúpulo. Ela age como se nada tivesse feito de errado, apesar do seu pecado horrível.

A presente geração exalta adúlteras através dos filmes e seriados, dos atores e atrizes, novelas romanceadas, psicoterapeutas e conselheiros profanos de casamentos. Lembre-se de “Coração Valente”, “Doutor Jivago”, “Donas de Casa Desesperadas”, “Sexo e a Cidade”, Princesa Diana, etc.! Hollywood nunca exalta casamentos! Nunca! Enquanto que o adultério em tempo passados era punido com a pensa capital, açoitamentos públicos, ou marcados com ferra a quente, é motivo de riso hoje em dia e admirado como um evento excitante. Mesmo sendo um crime previsto em lei, o mesmo não é cumprido. O mundo inteiro come, limpa a boca e diz, "Não cometi maldade."

Mas existe um Deus no céu que odeia o adúltero e a adúltera. Não é um caso: não é a questão de ter um amante; é adultério (Êx 20:14)! Adúlteras receberam a penalidade de morte em uma nação onde Deus escreveu suas leis (Lv 20:10; Ez 16:38).

Ele planejou o corpo da mulher para provar a sua virgindade quando se casasse, e deu um teste à época de Moisés para expor a infidelidade dela após o casamento (Dt 22:13-21; Nm 5:11-31). Até onde Ele foi ao exigir a castidade feminina? Ele exigiu que se cortasse as mãos da esposa por tocar na intimidade de um homem, mesmo estivesse ajudando o seu marido em uma briga (Dt 25:11-12)!

Pois qualquer adúltera culpada e condenada por este provérbio o arrependimento faz toda a diferença neste mundo! O Senhor Jesus Cristo é tão rápido em perdoar este pecado como a qualquer outro (Lc 7:36-50; Jo 4:4-42; 8:1-11; I Cor 6:9-11)! Jesus recebeu com alegria meretrizes arrependidas, e elas entraram no Seu reino antes das figuras religiosas (Mt 21:31-32)! Glória!

Deus abençoou Bate-Seba incluindo-a duas vezes na linhagem de Jesus Cristo (IISm 12:24; Mt 1:6; Lc 3:31; ICr 3:5)! Tanto Tamar quanto Raabe fazem parte da mesma linhagem, apesar de terem sido culpadas do mesmo pecado (Mt 1:3,5)! Embora os pecados de Maria Madalena, tendo sido possuída por sete demônios, não são conhecidos, Jesus apareceu primeiramente a ela após a Sua ressureição (Mc 16:9)! Alegre-se, leitor arrependido! Seus pecados estão perdoados! Vá em paz, e não peques mais!

O provérbio descreve a mulher adúltera, pois Provérbios é principalmente um livro de sabedoria e advertências para os homens jovens (Pv 1:1-7). Mas existe um adúltero para cada adúltera! Que cada homem se lembre de que a justiça de Deus exige a morte do adúltero e da adúltera (Lv 20:10)! Homens piedosos fazem aliança com seus olhos quando casam - eles nem sequer pensarão em ter uma intimidade sexual com outra mulher (Jó 31:1). Salomão condenou o olhar para outras mulheres, e ele ensinou a satisfação total para o homem no casamento (Pv 6:24-26; 5:18-20).

Existe mais uma maneira de ser uma adúltera. O simples pensar em tolice é pecado. Portanto, qualquer fantasia do coração é a mesma coisa à vista de Deus quanto à própria ação (Pv 24:9; Êx 20:17; Jó 31:1; Mt 5:28). Uma mulher piedosa é casta em pensamento e ação (Tt 2:5; IPe 3:2). Não existe liberdade maior para a mulher para que ela leia novelas românticas, assista novelas televisivas, ou desfrute de filmes românticos do que para o homem fantasiar com pornografia.

Existe mais de uma maneira de ser uma adúltera. O Deus Santo celestial considera a amizade dos Seus santos ou das Suas igrejas com o mundo como adultério espiritual (Ez 16:1-59; Os 1:1-3; 9:1; IICo 11:1-4; Tg 4:4). Ele é um Deus ciumento, e Ele não compartilha a Sua glória, afeição ou adoração com outros (Dt 4:23-26; Js 24:19; Hb 12:28-29).

Ele rejeita aqueles que pensam que O podem amar e ao mesmo tempo amar as coisas do mundo (Mt 6:24; Fp 3:18-19; IJo 2:15-17). Ele rejeita a adoração comprometedora como um homem que rejeitaria a sua mulher, lembrando ou considerando outras amantes (Ez 23:38-39; IICo 6:14-17). Se você ama o mundo, você está flertando ou cometendo adultério com o inimigo Dele!

Jesus Cristo mostrou a João a visão de uma grande prostituta com filhas meretrizes que estava cheia das abominações e as fornicações imundas (Ap.17:1-6). Esta prostituta também come, limpa a sua boca e alega ser inocente e pura, pois ela é uma igreja específica, reconhecida pela sua fornicação espiritual contra o Deus celestial. Seu severo juízo é descrito em detalhes (Ap 17:15-17; Ap 18:1-24). Que igreja é essa? A cidade que governou o mundo nos dias de João (Ap 17:18)! Quem são as suas filhas? As igrejas que saíram dela posteriormente!