Provérbios 29:14

O rei, que julga os pobres conforme a verdade, firmará o seu trono para sempre.

Play Audio

Como os governos tratam os pobres afeta grandemente as nações. Salomão deu avisos semelhantes em outras passagens (Pv 20:28; 28:16; 29:4). A mãe do rei Lemuel enfatizou isto também (Pv 31:8-9).

Sua vida também depende de como você trata os pobres (Pv 14:21; 19:17; 21:13; 28:8,27; 29:7). Temos aqui um meio simples para obtermos as bênçãos de Deus. Você é um defensor e um benfeitor dos pobres?

Deus estabeleceu governos civis como sendo uma das cinco esferas de autoridade para o benefício daqueles que não podem se defender. Famílias individuais não podem se proteger em tempo de guerra, portanto governos criam exércitos para proteger a nação toda. Os pobres não têm os meios para resistir ou derrotar os ricos opressores, por isso governos precisam intervir por eles.

Davi escreveu, "Pai de órfãos e juiz de viúvas é Deus no seu lugar santo." (Sl 68:5). Governos que temem a Deus e conhecem Suas santas leis defenderão viúvas e seus filhos. Daniel avisou a Nabucodonosor que ele poderia preservar a sua tranquilidade ao demonstrar misericórdia para com os pobres (Dn 4:27). Esta é a regra da ciência política piedosa.

Os pobres - viúvas, seus filhos ou outros - necessitam de protetores que os protejam daqueles que poderiam tirar vantagens deles devido às suas vulnerabilidades e fraquezas. Portanto, Deus ordenou o governo civil e estabeleceu leis para a proteção deles (Pv 22:22-23; 23:10-11; Êx 22:22-24; Dt 27:19; Sl 12:5). Esta regra de sabedoria é importante para Deus e deveria ser para você também.

Nações surgem e caem pelo cuidado que têm pelos pobres, onde os pobres são aqueles decorrentes de um ato de Deus em suas vidas. Deus não tem nenhum respeito para com as teorias socialistas em estados de bem estar social. Somente pessoas que ficaram indefesas por um ato de Deus devem receber caridade, e suas únicas necessidades que Ele aceita é alimento, roupa, abrigo e cuidados médicos emergenciais. Quaisquer variações se torna pecado.

A América do Norte se gaba na sua Estátua da Liberdade, "Me dê os seus cansados, seus pobres, suas massas amontoadas, ansiando por respirar a liberdade." Mas ela suga crianças em gestação, membro por membro, à taxa de 3000 por dia, 1,2 milhões por ano, apesar deles ansiarem por liberdade! Crianças em gestação são verdadeiramente pobres, precisam ser protegidas, e certamente serão vingadas (Êx 21:22-25).

Crimes nacionais são conhecidos por políticas públicas, e suas derrocadas sob o juízo de Deus também serão conhecidas. O que Deus pensa de nações que derramam sangue inocente? "Aquele que habita nos céus se rirá; o Senhor zombará deles. Então, lhes falará na sua ira e no seu furor os confundirá." (Sl 2:4-5).

E você? A verdadeira religião é mais do que um culto de igreja ou atividades religiosas - é servir o pobre e o necessitado e viver uma vida santa (Tg 1:27). Doar aos pobres em fé a Deus é evidência de vida eterna (Mt 25:31-46; ITm 6:17-19). Deus busca aqueles que praticam tais coisas para abençoá-los aqui e no porvir (Dt 15:7-10; Sl 41:1; Is 58:5-12).

Você entende que a prioridade de Deus é a caridade propriamente dita? A Bíblia ensina que a vontade de Deus é que você cuide dos pobres. Ele define o pobre; ele determina a ordem desse cuidado; Ele determina as verdadeiras necessidades. Você precisa ajudar primeiramente àqueles verdadeiramente pobres da sua família, em seguida aos da sua igreja, em seguida aos da verdadeira fé, e depois àqueles que Ele coloca em sua vida num dia normal.

Concordando com este provérbio, O trono de Jesus Cristo é estabelecido para sempre (Sl 45:6-7; Hb 1:8-9). Ele curou os pobres de todas as suas enfermidades, abençoou os pobres de espírito, pregou o evangelho para eles, converteu extorquidores e opressores, ensinou aos ricos para acolhê-los, e tinha uma sacola para atender às suas necessidades básicas. Se você assumiu o Seu nome, você é como Ele?