Provérbios 28:23

O que repreende ao homem achará depois mais favor do que aquele que lisonjeia com a língua.

Play Audio

A verdadeira amizade e apreciação dependem de sua contribuição à vida de outros. Aqueles que adulam os outros podem ter alguns amigos superficiais ou companheiros tolos, que apreciam o louvor vazio. Mas aqueles que corrigem e ensinam aos outros o caminho de Deus com mais perfeição terão amigos fiéis e agradecidos pelo benefício que eles obtêm para as suas almas e vidas.

O que significa repreender? Significa reprovar ou chamar a atenção de outra pessoa em razão de uma qualidade ou ação que não seja aceitável. É dizer para outra pessoa que ela está errada e precisam mudar. Significa indicar a eles os seus erros e expressar forte desprazer pelos mesmos.

O que significa adulação? Significa louvar ou elogiar insincera ou indevidamente. É dizer a outro, coisas positivas, meramente para torná-los feliz e desejosos de sua amizade. Significa jogar com a vaidade da pessoa e animá-los sem uma boa razão.

O provérbio não está comparando duas coisas boas e sugerindo que uma é melhor do que a outra. A repreensão e uma coisa muito boa e santa, pois ela interrompe o pecado na vida de outros e os dirige ao caminho da justiça. A adulação é algo mau, pois ela conforta e encoraja os homens a continuarem no caminho do pecado em razão de uma simples amizade superficial (Pv 20:19; 29:5; Jó 17:5; Sl 12:2-3).

O verdadeiro amor repreenderá o pecado na vida de um amigo. Na realidade, amar o seu próximo exige que você os repreenda por causa do pecado. Se você não os repreende, você os odeia (Lv 19:17). Se você ama alguém, você quer ajudá-lo a se aperfeiçoar, mostrando a ele as coisas que estão erradas na vida dele (Pv 27:5-6; Rm 15:14; ITs 5:14). Você arrisca o seu relacionamento para poder ajudá-lo muito.

A repreensão aqui considerada é a desaprovação ou a admoestação do pecado, conforme medido pela palavra de Deus. Este provérbio nada tem a ver com questões de liberdade, pois nem Deus nem os homens bons se importam com o que você pensa em matéria de liberdade. Nenhum homem tem o direito de julgar em questões que Deus não julgou na Bíblia. A opinião pessoal é exatamente isso!

Considere o valor da repreensão. Não pode haver progresso sem mudança e não pode haver mudança sem a correção, e correção significa o repreender por ter feito alguma coisa de forma errada! Pais disciplinadores serão mais amados a longo prazo do que pais mimadores; e os atletas geralmente apreciam os técnicos exigentes por exigir o máximo deles

A bajulação, não importa quão alegre, positiva ou vão, não faz bem para ninguém. Ela simplesmente gasta o oxigênio da terra e cria poluição sonora! Você deixa a pessoa num estado pior pela experiência, não importa o quanto a bajulação significou naquele momento. Eventualmente uma pessoa honesta evitará bajuladores, pois eles realmente desejam a repreensão (Pv 27:9; Sl 141:5).

Grandes homens e mulheres são árvores de vida - eles nutrem os outros com sabedoria (Pv 10:21; 11:30). Mas a maior parte das pessoas tem pouco valor, porque eles nunca contribuem para o benefício ou perfeição dos outros. Eles têm medo demais de ajudar. Eles são ignorantes demais para ajudar. Eles são egoístas demais para ajudar. Ao invés de serem árvores de vida, eles nada mais são do que postes podres de cercas!

O valor e a vitalidade da igreja dependem do exercício deste provérbio. Existem dois grandes benefícios! Se os membros das igrejas cumprissem seu papel de repreender um ao outro por causa do pecado, a igreja cresceria em graça e santidade (Rm 15:14; Ef 4:16; ITs 5:14; Hb 3:12-13; 10:24-25). E, leia de novo o provérbio! A igreja cresceria em amor e verdadeira apreciação uns pelos outros pelo benefício adquirido de repreensões sábias e piedosas! Glória!

Grande parte das igrejas nada mais é do que clubes sociais superficiais. Depois de uma curta sessão de piedade, que chamam de culto de louvor, eles se engajam em conversas ociosas e gracejos vazios. Em seguida voltam para casa caluniando e difamando uns aos outros. Deus proíba! Eles deviam estar confessando sobriamente suas faltas umas às outras, exortando um ao outro para maior piedade e repreendendo quaisquer pecados conhecidos (Gl 6:1; Ef 4:29; Tg 5:16,19-20).

Qual a razão da maioria dos cristãos nunca corrigirem ou repreenderem alguém em questões piedosas? É porque eles rejeitam a verdade dessa sabedoria! Eles entendem que o caminho para obter e manter amigos é pela bajulação, conversas superficiais e tolas. Eles temem perder amigos e seus favores - exatamente o oposto da sabedoria de Deus - portanto, eles nunca repreendem os outros por causa dos seus pecados.

Qual é a recompensa de repreender os outros? Deus fica satisfeito de você ter cumprido o seu papel e guardado os Seus mandamentos, e o homem que você repreendeu lhe amará por isto (Pv 9:7-9). Entretanto, ele pode não lhe amar no momento da repreensão! E você deve estar preparado! Lembre-se do provérbio! Ele diz que ele o amará "depois". As crianças obedecerão ao treinamento rígido quando forem já velhos, mesmo que não o fizessem naquele momento (Pv 22:15; Hb 12:11).

O Senhor Jesus Cristo, o nosso supremo exemplo, estava sempre corrigindo, repreendendo e instruindo aqueles que Ele encontrou ao longo de sua vida, fossem eles discípulos ou inimigos. E Paulo fez a mesma coisa, gastou a sua vida corrigindo e reprovando o pecado que ele encontrou nas vidas das pessoas. Homens e mulheres piedosos amaram os dois, pois apreciaram o santo esforço feito em prol do aperfeiçoamento de suas vidas.

Se a pessoa estivesse adequadamente convicta a respeito do Dia do Julgamento vindouro, sobraria pouco tempo para qualquer outra coisa senão o de aperfeiçoar os outros através da repreensão e da instrução sábia. Pois quando você estiver diante do Rei dos reis, você vai desejar que alguém tivesse lhe repreendido mais, e os outros desejarão de todo o coração que você os tivesse repreendido mais! Porque fazer desse dia o da repreensão? Com gentileza e sabedoria repreenda o pecado onde você o vê hoje!