Provérbios 27:6

Fiéis são as feridas feitas pelo que ama, mas os beijos do que aborrece são enganosos.

Play Audio

O verdadeiro amor fere! Beijos mentem com frequência! Aqui está um grande provérbio d respeito da amizade e do amor verdadeiro. Não importa o que você pensa, os verdadeiros amigos ferem um ao outro – eles corrigem, repreendem, e admoestam um ao outro para a perfeição mútua deles. Estes gestos fiéis de amor são preciosos. Por outro lado, amigos falsos podem facilmente demonstrar, externamente, muita afeição ou atenção, o que é uma capa mentirosa dos seus corações egoístas (Pv 27:5). Senhor, nos dê amigos que ferem!

Salomão rejeitou a idéia de amor do mundo. Se crermos em suas canções de amor, eles pensam que amor é o prazer extraído de outra pessoa. Considere “Se você não pode estar com a pessoa que você ama, então ame aquela que está com você,” e, ainda, “Você ainda vai me amar amanhã?” As palavras, “Eu te amo,” é para muito apenas uma mentira para obter alguma coisa da outra pessoa. É claro, se as duas pessoas estão mentindo para extrair alguma coisa da outra ao mesmo tempo, eles chamam isto de “grande química.”

Amor e luxúria não é a mesma coisa! A prostituta da parábola de Salomão disse, “Vem, saciemo-nos de amores até pela manhã; alegremo-nos com amores” (Pv. 7:18). Mas ela estava se referindo à fornicação – a luxúria da gratificação sexual às custas de outra pessoa. E Amom pensou que amava a sua meia irmã Tamar, mas era apenas uma fascinação pelo corpo dela, o que o levou a um grande ódio depois que ele a violou (IISm 13:1-9).

Que se importa se você manda cartões, beijos ou diz as três palavras? Eles não provam nada de valor! Eles bem podem ser uma capa da sua ambição egoísta para tirar vantagem de outra pessoa! Que se importa se você dá um aperto de mãos, sorri bastante, e faz muitos elogios? Lisonjear outros para obter a resposta deles para a prática do auto amor, é de enojar! Estas coisas não são evidências de amizade ou amor. Somente os ferimentos demonstram a amizade e o amor verdadeiro!

Palavras elogiosas e um beijo é o que Judas usou (Mt 26:49)! E estas foram usadas por Joabe para matar Amasa (IISm 20:9-10). E elas foram usadas por Absalão para seduzir os homens de Israel a participarem de uma sublevação contra Davi (IISm 15:5). Frequentemente o ódio está oculto atrás de palavras e atos mentirosos de afeição (Pv 26:24-26). Davi temia tais palavras de apertos de mão; por isso ele rogou a Deus para livrá-lo de filhos estranhos para a prosperidade da igreja (Sl 144:1-15)

A amizade e o amor verdadeiro doam! E eles doam para o benefício de outros! O amor é desprendido! A luxúria é egoísmo! O verdadeiro amor é encontrar a bênção que existe em doar a outro. Considerando que agradar a Deus e ter uma boa conta no Dia do Juízo é o maior objetivo; a mais alta prova de amor consiste em ajudar a outro a atingir estes objetivos. O irmão Paulo foi um grande exemplo deste amor (IICo 5:11; 11:1-2; 12:14-15; Gl 4:16; Cl 1:28-29; ITs 2:7-12). Você ama alguém com este grau de objetividade? Você tem alguns amigos que amam você desta maneira?

Se você ama verdadeiramente outra pessoa, todas as suas ações para com ela será governada pelos objetivos de ajudá-la a agradar a Deus e se preparar para o Dia do Juízo. Portanto, você irá corrigir, repreender e advertir conforme for necessário. Você não a acomodará, não lhe fará concessões, ou vista grossa a ações que fere o relacionamento dela com Deus ou que a levará a pecar na vida dela. O amor piedoso não acoberta pecados: ele corrigirá os pecados. Ele não tolerará o mal; ele condenará o mal.

Esta verdade a respeito de amizade e amor é muito elevada para a maioria das pessoas. Eles creem na mentira do Diabo que a amizade e o amor são buscas de prazer e uma maneira de fazer com que as coisas fiquem confortáveis, felizes e pacíficas nos relacionamentos independente da conduta do outro. Mas se você verdadeiramente se importa com pessoas, você desejará aperfeiçoá-las (Lc 17:3; Gl 6:1-2; ITs 5:14; Hb 3:12-13; 10:24-25; Tg 5:19-20). Se você não repreende os pecados delas, você as odeia (Lv 19:17)!

Este tipo de amor cria as maiores amizades e relacionamentos (Pv 28:23)! Salomão escreveu, “Repreende o sábio, e amar-te-á” (Pv 9:8). Davi, um dos homens mais afetuosos, escreveu, “Fira-me o justo, será isso uma benignidade; e repreenda-me, será um excelente óleo, que a minha cabeça não rejeitará; porque continuarei a orar a despeito das maldades deles“ (Sl 141:5). Pedro chamou a Paulo de amado, apesar de Paulo o ter repreendido publicamente (GL 2:11-14; IIPe 3:15).

Davi e Jônatas eram os maiores amigos. Eles se amaram como às suas próprias almas (ISM 18:1,3; 20:17; IISm 1:26). Qual era o relacionamento deles? Eles ajudaram um ao outro ser o melhor diante de Deus. Quando Davi estava se escondendo de Saul, “Então, se levantou Jônatas, filho de Saul, e foi para Davi ao bosque, e fortaleceu a sua mão em Deus” (ISm 23:16).

Que tipo de amigo você deseja? Que tipo de amigo você é? Você quer um que paparique as suas fantasias e elogia as suas vaidades? Um que aprecia a sua presença, que o estimula com bondade, e que lhe serve? Este tipo de amigo não serve. Você é um pecador; você precisa de um verdadeiro amigo, que zelará pela sua alma e o corrigirá se necessário for. O outro tipo é imprestável, muito enganoso, e deixará você na mão numa hora de verdadeira necessidade.

Homens piedosos estão ansiosos de terem suas falhas apontadas e ficam muito agradecidos quando outro realiza esse ato abnegado (Sl 141:5). Um repreendedor fiel deveria ser valorizado como um tesouro verdadeiramente grande. Davi, ungido para ser rei de Israel, ficou agradecido pela sincera amizade de Abigail, comprovado pela respeitosa repreensão dele ISm 25:32-34). Mais maridos e mulheres deveriam buscar este mais alto grau de afeição e companheirismo.

Onde você pode encontrar amigos piedosos descritos e subentendidos por este provérbio? Numa verdadeira igreja de Jesus Cristo, onde os deveres e os privilégios de amizade e amor são exemplificados, ensinados, promovidos e exigidos. Você necessita do corpo de Cristo, composto de membros singulares escolhidos por Deus, para maximizar a sua prosperidade espiritual (ICo 12:12-27)!

Que lhe ama mais? Aquele que compartilha o mais mútuo prazer com você, ou aquele que faz o melhor para você? Se você aprendeu alguma coisa deste provérbio, você sabe que é aquele que está fazendo o máximo por você. Se você é um dos eleitos de Deus, Jesus Cristo deu a Sua vida por você e vive hoje para você (Rm 5:6-11). E ele sabiamente corrige cada falha sua para a sua perfeição em santidade (Hb 12:4-17). Ele é o maior amigo que você jamais terá!