Provérbios 26:20

Sem lenha, o fogo se apagará; e, não havendo maldizente, cessará a contenda.

Play Audio

Disputas, brigas e sangue ruim terminam rapidamente quando os homens maus param de espalhar insinuações, rumores e informações negativas. O fogo logo se apaga quando não há mais nada para queimar e os conflitos cessam tão logo não há mais irritação semeada. Os homens bons têm dois deveres solenes - nunca ser portador de histórias a respeito dos outros e agressivamente parar aqueles que o fazem!

A fofoca é um pecado esquecido. Ela não é nem entendida e nem condenada nos nossos dias. Fofocar é espalhar informações injuriosas ou maliciosas a respeito de outra pessoa. O fofoqueiro é aquele que oficiosamente espalha informações de questões privadas para agradar a curiosidade maliciosa ou ociosa (Pv 20:19). É comumente chamado de boatos. Os sinônimos bíblicos são: calúnia, mexerico e murmurações (Pv 16:28; 25:23; Rm 1:29-30; IICo 12:20; ITm 5:13).

Calúnia é transmitir informações negativas a respeito de alguém, seja para feri-lo ou impressionar um ouvinte com a notícia. Não importa se a informação é verdadeira ou não. Difamar é espalhar informação falsa a respeito de outra pessoa. Fofocar, maldizer e cochichar é o espalhar informações verdadeiras a respeito de outra pessoa de forma a causar danos à sua reputação.

Tagarelas maliciosos, que continuamente levantam e espalham notícias a respeito de seus inimigos, mantém vivo o conflito, que de outra forma cessaria. Estas pessoas más não têm um pingo de amor pela paz; elas adoram incitar encrencas (Pv 15:18; 16:27-28; 26:21; 29:22). Homens bons encobrem pecados e os enterram (Pv 10:12; 17:9; IPe 4:8). Eles sempre procuram fazer a paz (Tg 3:17-18).

Deus odeia o fofocar (Pv 6:12-19; Sl 15:3), que significa estuprar em segredo o caráter e a reputação do outro. Comparável com o enraivecer contra o seu irmão, sem razão, o fofocar é a violação do sexto mandamento, "Não matarás" (Mt 5:21-26). O caluniar causa profunda e severa dor na alma e nos relacionamentos dos homens (Pv 16:28; 17:9; 18:8; 26:22).

Você odeia este pecado? Você vigia os seus lábios de forma que qualquer coisa negativa a respeito de outra pessoa não escape no calor da paixão ou durante uma conversa fiada? Você ama os outros o suficiente, de forma a evitar dizer algo que seria depreciativo ou prejudicial a respeito deles? Se você fala muito, você provavelmente comete frequentemente este pecado. Reduza as suas palavras à metade. Tome uma decisão solene de somente dizer coisas que sejam agradáveis e edificantes a respeito dos outros (Cl 4:6; Ef 4:29).

Você odeia aqueles que cometem este pecado? Eles devem ver e sentir a sua justa indignação quando começarem a vazar questões particulares na sua presença (Pv 25:23). Se você tem posição e autoridade para assim fazer, lance fora essas pessoas litigiosas e contenciosas (Pv 22:10). Davi não permitia que elas nem se aproximassem dele (Sl 101:4-5). Que todo o teu falar seja agradável.