Provérbios 26:18

Como o louco que lança de si faíscas, flechas e mortandades,

Play Audio

Que homem selvagem e perigoso! Trancafiem-no! Prendam-no! Deem um ''sossega leão'' nele! Temos aqui uma símile, indicada pela palavra "como". Que tipo de pessoa se assemelha a esse homem maluco? Um homem loucamente lançando faíscas, flechas e mortandade? Qualquer pessoa que engana o seu vizinho e usa uma brincadeira para encobrir suas ambições e intenções é exatamente como esse homem louco (Pv 26:19)!

Imagine um homem louco, como o gadareno possuído pelo diabo (Mc 5:1-13). Ele está nú, poderoso, brutalmente selvagem, masoquistamente violento, indomado, e vivendo entre os mortos! Agora, imagine ele dentro de sua propriedade! Imagine ele dentro da sua casa! Em seus negócios! Salomão criou essa figura de um vizinho que o engana e levianamente justifica a sua ação.

Homens maus pensam que as suas ações não são muito nocivas. Por esta razão o nosso Pregador os descreveu em termos que atraísse a nossa atenção e classificasse corretamente as suas ações. Vizinhos, devido à proximidade entre eles, deve confiar um no outro. Eles deveriam ser capazes de confiar um no outro a toda a hora. Mas um vizinho enganador e ambicioso é comparado a este inimigo selvagem.

O que podemos aprender? Enganando aqueles que confiam em você é um pecado horrível e criminoso. Vizinhos, empregadores e outros confiam na sua integridade. Você vive suficientemente perto deles para tirar vantagens deles, pois eles devem confiar na sua integridade para você não usar aquela proximidade contra eles. É o nosso dever como cristãos, vivermos honestamente com todos os homens, mas especialmente para aqueles que estão mais perto de nós.

O que mais podemos aprender? Encobrindo e desculpando o pecado alegando que era apenas uma brincadeira, revela um caráter extremamente profano. Tais pessoas não têm consciência; elas riem do pecado; elas não entendem a dor e a decepção causada a outros. Nós nos opomos a essa loucura mantendo uma aproximação sóbria e séria em todos os nossos relacionamentos, especialmente com os nossos vizinhos.

O que mais podemos aprender? Somente os loucos zombam do pecado (Pv 10:23; 14:9; 15:21). Veja os comentários de Provérbios 14:9. O pecado é algo horrível - ele desafia o seu Criador Deus, fere os seus pares humanos, é inconveniente a um relacionamento proveitoso, e conduz à punição eterna. Somente os escarnecedores sem esperança é que riem e brincam a respeito do pecado. O pecado é para ser evitado, odiado e objeto de arrependimento!

O que mais podemos aprender? Deus odeia conversas e brincadeiras tolas! Ele destruirá o mundo por causa desses pecados odiosos. Ele relaciona as conversas e as brincadeiras tolas com três outros pecados abomináveis, a fornicação, a impureza e a cobiça (Ef 5:3-7). E ele descreve as conversas e brincadeiras tolas da mesma forma que Ele descreve a sodomia - nenhum dos dois é conveniente (Ef 5:4). Compare com (Rm 1:28).

Esses homens maus, como um homem louco lançando fogo, flechas e mortes, podem aparecer no meio das igrejas de Jesus Cristo (IIPe 2:13). Senhor, salve-nos de tais pecados e pecadores!