Provérbios 25:27

Comer muito mel não é bom; assim, a investigação da própria glória não é glória.

Play Audio

Com um pouco de mel se vai longe! Sua doçura excede a maioria dos alimentos, de tal forma que uma pequena quantia pode satisfazer seu gosto e apetite. Comer mais do que um pouco lhe causará náusea e doença (Pv 25:16). Da mesma forma, desejar ou buscar elogios de homens, de maneira a lhe trazer maior glória, não é glória. É repugnante, nauseante e vergonhoso!

Temos aqui um grande provérbio com uma lição valiosa. Como em muitos outros provérbios, a conduta humana é comparada com um fato natural. Salomão usou o conhecimento universal da doçura do mel para condenar a ambição e o desejo dos homens em buscar seu próprio louvor. Afirmado de uma maneira enérgica, estas poucas palavras são de grande ajuda, intrigantes e poderosas para aprender a divina sabedoria.

Na nossa sociedade artificial, muitos são ignorantes a respeito do mel. Eles estão viciados com dextrose, frutose, glucose, lactose, maltose, sacarose, xarope de milho, e outros adoçantes populares que estimulam ao invés de satisfazer o apetite. Qual foi a última vez que você comeu mel? Mas, para que você esteja informado, o mel é um alimento de luxo criado por Deus para o nosso benefício (Pv 24:13).

O SENHOR descreveu a Canaã, a terra prometida a Israel, como uma terra em que fluía o leite e o mel (Êx 3:8; Dt 8:7-9). Até o maná que Ele deu a Israel durante quarenta anos tinha gosto de ''wafer'' feito com mel (Êx 16:31). Ninguém vai negar que o mel é doce. Ele é duas vezes mais doce do que o açúcar. Nas receitas que pedem açúcar, basta colocar a metade da medida em mel que funciona.

Buscando notoriedade, louvor ou glória é tão insensato quanto se empanturrando com mel - rapidamente fica revoltante! Homens sábios evitaram louvores, apesar de que nos dias de hoje os homens estão obcecados com eles (IITm 3:1-5). Tentar aumentar a sua glória e popularidade será repugnante para os outros que olham para você. O que você achou que era doce se torna nauseabundo. Qualquer honra que você buscar não é verdadeiramente honra, pois ela não é real ou sincera, e aqueles que as dão são ofendidos por isso.

Moisés foi um dos maiores líderes de Israel, mas ele era um dos homens mais humildes da terra - ele não queria glória (Nm 12:3). Deus defendeu esse homem humilde punindo severamente qualquer um que o acusasse de orgulhoso (Nm 12:1-15; 16:1-40). Homens sábios e mulheres piedosas buscarão a humildade (Mt 5:5; Tg 3:13; IPe 3:4), como fez Paulo em seguir a Jesus Cristo (IICo 10:1). Ele só se gloriou quando forçado a fazê-lo para o benefício de outros (IICo 12:11).

Você já ouviu um elogio de porta dos fundos - quando uma pessoa agradece a Deus por tê-lo dotado tanto? Você já fez um desses para você mesmo? Que vergonha! Você pode se conter num grupo e não falar a não ser que os outros lhe perguntem? A regra apostólica é o rejeitar a vaidade da glória para si mesmo e fazer com os outros e as coisas deles sejam mais importantes do que os seus (Fp 2:3-4).

Se você anseia por louvor e glória, então espere que os outros lhe deem um pouco, para que você saiba que ela é sincera e merecida (Pv 25:6-7; 27:2). Se você tem que esperar por muito tempo, então tenha certeza que você não mereceu nenhuma. Nestes casos, especialmente, é mais abençoado dar do que receber!

Quando uma pessoa conta p´ra você a respeito de um evento na vida dela, a sua resposta típica é a de relatar um evento idêntico na sua vida e fazer vista grossa a um ponto feito pela pessoa? Que vergonha! Você está se empanturrando de mel, e você nem o conhece! Que vergonha! Cale-se a respeito de si mesmo! Eles não querem saber nada a seu respeito, pois se quisessem teriam lhe perguntado!

A única aprovação que verdadeiramente importa é a de Deus! Rejeite o louvor de homens para louvar a Deus, e isto o guardará de uma terrível cilada (Jo 5:44; 12:43). Diótrefes não conseguia rejeitar a honra do homem e, por isso, o amado João teve que censurá-lo (IIIJo 1:9-11). Lembre-se de que qualquer coisa altamente estimada pelos homens é uma abominação a Deus (Lc 16:15).

Se você se examinar diante do espelho das escrituras, você verá tantas manchas e deformações que o manterá humilde e evitará a glória dos homens (Tg 1:21-25). Humilhe-se diante da mão poderosa de Deus, e Ele te exaltará no momento certo (IPe 5:6-7).