Provérbios 24:16

Porque sete vezes cairá o justo e se levantará; mas os ímpios tropeçarão no mal.

Play Audio

Deus não prometeu um mar de rosas para os homens justos. Na realidade, para fazer um homem justo perfeito o bondoso Senhor traz com frequência a adversidade na sua vida. Quando os maus veem todos os problemas dos justos, eles presumem que ele foi à lona e a contagem está correndo; eles se regozijam no aparente sucesso deles em devorá-lo. Mas o Senhor levantará o homem justo novamente e Ele porá o homem mau a nocaute para sempre.

O contexto é importante. Salomão desafiou o homem mau a planejar o mal contra o justo. Ele disse, "Não espies a habitação do justo, ó ímpio, nem assoles a sua câmara." (Pv 24:15). É o antigo conflito entre os maus e os justos. Veja o comentário de Pv 29:10. Ele diz claramente aos maus para nem pensarem em fazer nada que perturbe a paz dos homens justos. E o nosso provérbio dá o porquê dessa razão temerosa!

Mesmo que o homem justo tenha aflições em sua vida, o Senhor o livrará de todas elas (Jó 5:17-27; Sl 34:19). Os justos clamam ao Senhor em suas dificuldades e Ele os livra de cada uma delas (Sl 34:6,17). Ele os segura pela mão e os levanta do meio de suas dificuldades (Sl 37:24). Mas a elipse de nosso provérbio - as palavras que faltam - declara que o ímpio cairá em dificuldades ... e não será livrado ou auxiliado de forma alguma!

Os maus irmãos de José ficaram de emboscada contra ele. Eles perturbaram o seu descanso ao vendê-lo como escravo para o Egito. Eles se vangloriaram em seu triunfo sobre ele. Eles pensaram que tinham se livrado dele para sempre. Mas o abençoado Senhor estava novamente levantando-o rapidamente para ocupar o trono do Egito e eles se curvariam diante dele temendo por suas vidas poucos anos depois! Glória!

Satanás armou uma emboscada contra Jó. Ele rogou a permissão de Deus para perturbar a sua vida pacífica. E Deus lhe deu permissão. Satanás sucessivamente tirou de Jó os seus bens, sua renda, suas terras, sua família e, finalmente, a sua saúde. Mas o Senhor continuou a segurar a mão de Jó e ele enviou Eliú para corrigir a maneira errada de Jó pensar. O Senhor o ergueu de novo e lhe deu o dobro do que tinha anteriormente!

A pobre Ana não tinha filhos. A outra mulher do seu marido, Penina, se vangloriava acima dela e a perseguia por causa do seu útero estéril. Essa mulher má atormentou a Ana e fez com que ela se afligisse. Parecia que Ana estava totalmente vencida. Mas o Senhor a levantou de novo e lhe deu Samuel, o grande juiz e profeta de Israel e mais cinco outros filhos também.

Davi pecou terrivelmente! Ele só foi responsável! Seus inimigos armaram ciladas contra ele; até mesmo os seus filhos Absalão e Adonias. Simei o amaldiçoou publicamente por ser um homem de sangue. Mas o Senhor perdoou a Davi, o levantou novamente e destruiu, sem misericórdia, todos os seus inimigos. Ele abençoou a Davi de forma a administrar a coroação de Salomão e a paz de Israel!

Os inimigos de Daniel também ficaram espreitando-o. Eles buscavam qualquer forma de sujeira na sua conduta profissional e pessoal; não encontraram nada. Eles seduziram Dario para criar uma lei contra a religião de Daniel. Daniel quebrou a lei e foi lançado aos leões. Eles celebraram e se vangloriavam. Mas Deus o levantou novamente e jogou os seus inimigos a uma destruição terrível.

Ah, leitor cristão! Existe alguma razão para você se angustiar ou se preocupar no que diz respeito às suas atuais circunstâncias? Você sabe de alguns inimigos que estão à sua espreita? Podem, até mesmo, estar se vangloriando a respeito das suas dificuldades? Se você está andando retamente, o abençoado Senhor o livrará de suas aflições e dificuldades tão certo quanto livrou os vários exemplos a respeito dos qual você acaba de ler.

Davi foi um homem Segundo o próprio coração de Deus - era a figura do Senhor Jesus Cristo; mas ele teve mais adversidades e imprevistos - caiu mais vezes - do que qualquer outro homem no Velho Testamento. Mas o Senhor o ergueu vez após vezes, muito mais do que sete vezes! Você pode ler a respeito de sua grande confiança no Senhor (Sl 3:1-8; 27:1-14; 46:1-11; 118:1-18).

Paulo era o maior apóstolo de Cristo, mas ele teve mais tribulações e perseguições - caiu mais vezes - do que qualquer outro homem no Novo Testamento. Mas Deus o ergueu de novo, até mesmo de entre os mortos (At 14:19-22)! Mas ele nunca estava estressado ou desesperado (IICo 4:8-9). Ele tinha uma lista de sofrimentos que é até difícil de ler, mas ele se regozijava a respeito de todos eles (IICo 11:23 - 12:10)! Leia a respeito de sua grande confiança em Deus (IITm 4:16-18; Hb 13:5-6)!

Satanás, os judeus, os romanos, Herodes e Pilatos prepararam uma emboscada contra o nosso abençoado Senhor. Eles o condenaram numa corte de justiça. O crucificaram. Confirmaram a Sua morte através de um centurião. Assistiram ao Seu sepultamento. Colocaram guardas no Seu sepulcro. Parecia que Ele havia caído para nunca mais se recuperar. Eles celebraram e juntos se gloriaram por terem se livrado desse Homem, O qual havia exposto suas hipocrisias e destruído suas tramoias religiosas e políticas.

Mas o Deus abençoado "Ressuscitando-o dos mortos e pondo-o à sua direita nos céus, acima de todo principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro." (Ef 1:20-21). Satanás e os seus anjos não estão se alegrando, de forma alguma, com a aproximação do dia determinado do tormento!

Os judeus foram totalmente destruídos pelos romanos no ano 70 depois de Cristo e os romanos foram derrotados pelos Godos no ano 476 depois de Cristo. Os corpos de Herodes e Pilatos estão apodrecendo na terra e as suas almas estão sofrendo no inferno. Eles caíram numa situação horrorosa e permanente no qual não há livramento! E brevemente dobrarão os seus joelhos e confessarão que Jesus é Senhor de todos!

Que os maus fiquem avisados! Têm um inferno os esperando por terem perturbado os justos! Mesmo que o homem justo caia de tempo em tempos, o Altíssimo Rei do Céu o erguerá novamente!

Deixe os justos regozijarem! Não há razão para a angústia ou a preocupação, mesmo que você tenha caído na adversidade ou pecado. Coloque a sua confiança no Senhor, pois Ele o erguerá no Seu devido tempo! Amém!