Provérbios 24:2

Porque o seu coração medita a rapina, e os seus lábios falam maliciosamente.

Play Audio

Nunca inveje o perverso; nunca deseja a amizade deles (Pv 24:1). Deus sabe que as aparências o tentarão a admirá-los, mas existem fortes evidências contra isso. Aqui está uma das razões - O caráter deles é perverso e seus objetivos são maus. Se você ama a Deus, você vai odiar suas ambições e intenções. Suas filosofias são opostos à santa sabedoria.

Este versículo é a segunda metade de um provérbio. A primeira metade diz o seguinte, "Não tenhas inveja dos homens malignos, nem desejes estar com eles" (Pv 24:1). Salomão está advertindo o seu filho aqui e em outras passagens para que ele não tivesse inveja dos perversos nem se inquietasse com a aparente prosperidade e prazer deles (Pv 24:19-20; 3:31-32; 23:17-18). Davi tinha ensinado isso a ele (Sl 37:1-2,7-10; 73:1-3).

Deus permite o prazer e o sucesso para alguns perversos, pois este mundo é o único céu que irão ver (Sl 17:14; Jó 12:6-11; 21:7-26). Tais bênçãos são a prosperidade dos insensatos, e somente insensatos são tentados por elas (Pv 1:32; Sl 50:21; Jr 48:11-12). É este o estilo de vida dos ricos e famosos, agora promovido mais do que já foi no passado, que pode tentar os homens de bem.

Mas as advertências de Deus e de Salomão soam em alta voz: Não os inveje! Não se deixe perturbar por eles! Não deseje participar com eles! Ignore as aparências; seja sábio; pense com mais seriedade do que em roupas da moda, carros velozes, casas imensas, férias luxuosas e muito dinheiro. Existem outras coisas a serem consideradas que são de muito maior peso e uma grande reversão futura da sorte.

Seja honesto com Deus (Jr 12:1). Você já desejou ter tido as lindas mulheres deles, suas espaçosas casas, seus fabulosos negócios, os filhos nas melhores escolas, ser popularmente estimado, ter poder econômico, etc.? Nem eles precisam se preocupar com uma cuidadosa e disciplinada vida para agradar a Deus - eles podem fazer o que desejam. Você já teve inveja do estilo de vidas deles?

Por que não invejar os perversos? A lição neste provérbio é por causa do caráter deles que é corrupto com destruição e maldade. Eles destroem a pureza sexual com o sexo sem compromisso, casamentos com casos e divórcios, sanidade com as bobagens do mesmo sexo, e crianças mimadas. Eles se apressam a efetuar contribuições para adoradores do diabo em Haiti depois de um terremoto, enquanto usam um médico que pratica aborto para estraçalhar os seus próprios filhos por nascer, porque não podem sustentar uma criança!

Eles amam a destruição. Eles matam as crianças por nascer pelo aborto. Eles destroem a arte com Picasso, música com "rap", e entretenimento com comédias. Eles destroem companhias através dos sindicatos, uma visão correta do mundo com evolução, e integridade financeira com déficit nos gastos. Eles roubam a paz doméstica com mulheres desagradáveis e crianças paparicadas. Eles destroem a frugalidade com o crédito fácil, o trabalho pelo com o auxílio social, a vida protegendo assassinos, e o amor com a luxúria. Eles amam a destruição.

Eles amam a maldade. Permitem filmes violentos e não entendem o porquê dos jovens agirem mais e mais como animais. Eles zombam das autoridades sempre que podem e não entendem o porquê de não serem obedecidos. Eles promovem os gastos como sendo uma virtude e não sabem o porquê de alguém fazer uma economia. Eles pensam que dois homens dividindo um leito matrimonial e duas mulheres adotando crianças se tornam uma família. Eles amam a maldade.

O mundo é perverso e está piorando cada vez mais! Eles não tiveram um pensamento legítimo e lucrativo sequer em muitas gerações! Porque copiá-los? O mundo inteiro e tudo que há nele brevemente derreterão com o fervente calor da justa vingança de Deus por causa de suas profanas rebeliões. Mas, mais ainda do que a destruição deles que se aproxima, qual a razão de você ser tentado à forma corrupta e abominável da maneira deles pensarem em tudo? Que Deus proíba!

Homens piedosos não desejam fazer nada com a mentalidade e o estilo de vida de destruição e de maldade. Ao invés disto eles querem ser construtivos e nobres. Ao invés de destruir, pretendem salvar. Ao invés de planejar a maldade, eles buscam o bem de outros. Eles odeiam tudo que é disfuncional, para serem disciplinados e estruturados na vida para seguir a sabedoria, a verdade e a justiça. Não há razão alguma para invejar homens que vivem um estilo de vida oposta aos santos objetivos. Rejeite-os!

Porque não invejar os perversos? Porque Deus os odeia e os julgará (Pv 3:31-32). Porque eles serão destruídos ao invés de serem abençoados (Pv 24:19-20). Porque só os justos realizarão as suas esperanças (Pv 23:17-18). Porque os ímpios terão as suas vidas ceifadas e enviadas para o inferno eterno na vida por vir (Sl 37:1-2,7-10; 49:6-15; 73:17-20; 37:34-38).

Não meça o sucesso pelas circunstâncias ou pelas coisas que você possa ver (Lc 12:15). O amor de Deus por uma pessoa não é sempre refletida pelas suas posses, especialmente naquelas desta vida (Ec 6:12). Um homem rico hoje estará morto amanhã e em tormentos no inferno de fogo, mas o homem pobre pode facilmente estar no paraíso amanhã, exatamente como Jesus ensinou (Lc 16:25).

Não deseje estar como eles, pois eles corromperão as suas boas maneiras decorrentes de uma sensibilidade piedosa e da sua nobre conduta (ICo 15:33). Companheiros de insensatos serão destruídos, mas aqueles que se associam com homens sábios serão sábios (Pv 13:20). A inclinação constante dos homens do mundo para a maldade os afogará em problemas disfuncionais das suas ignorâncias. Se afaste deles! Não os inveje! Ao invés disso despreze-os e os seus brinquedos!

Existem razões agora para desprezar os homens perversos ao invés de invejá-los, mas também haverá um dia que se aproxima quando a prosperidade e os prazeres dos justos e dos perversos serão totalmente

invertidos. Não considere somente esta vida, o que pode deixá-los desesperançados - pois o cristianismo é primeiramente uma religião voltada para a vida por vir (ICo 15:19; IICo 4:17-18). Brevemente os homens de bem terão corpos transformados e desfrutarão de uma nova terra e de um novo céu por toda a eternidade (IIPe 3:10-14)!

Jesus Cristo nunca invejou os perversos nem desejava estar com eles, a não ser que fossem pecadores arrependidos! Ele valorizava as alegrias e os prazeres celestiais e, por isso, nem mesmo a morte por crucificação O desanimou (Hb 12:1-2). Quando Satanás ofereceu a Ele os reinos deste mundo, essa oferta não O atraiu (Mt 4:8-10). Será que você, como Moisés, recusará os prazeres e as riquezas deste mundo e escolherá até mesmo a aflição e a exprobração com Deus e o Seu povo (Hb 11:24-26)?