Provérbios 23:21

Porque o beberrão e o comilão cairão em pobreza; e a sonolência faz trazer as vestes rotas.

Play Audio

Beber demais ou comer demais o tornará pobre. Homens jovens são especialmente vulneráveis a estas tentações, como a maioria das fraternidades universitárias americanas podem comprovar. Salomão, o sábio Pregador e pai, alertou o seu filho contra estes dois males e seus efeitos destrutivos na carreira profissional e financeira de um homem. América, a terra da fartura e mais alguma coisa, local principal de geração destes dois excessos corrompedores. Que todo homem jovem fique atento!

Considere o contexto. O inspirado pai pediu que seu filho o ouvisse, fosse sábio e que escolhesse o que é certo (Pv 23:19). Ele o advertiu contra os beberrões e os glutões (Pv 23:20). Ele também exortou o seu filho a honrar o seu pai e a sua mãe (Pv 23:22), dar prioridade à sabedoria (Pv 23:23), e levar em conta a grande alegria que uma vida sábia daria a seus pais (Pv 23:24-25). Tão grande é o perigo destas tolas luxúrias da juventude, que ele lhe proibiu até mesmo de se associar com tais pecadores (Pv 23:20).

Os jovens pensam que a embriaguez é legal - porque são infantis, tolos e ignorantes (Pv 22:15). Eles até se gabam de terem ficado enjoados e vomitados sobre si mesmos! Eles gostam de falar do quanto durou suas ressacas! Mas o grande Deus considera isto pecaminoso e estúpido. Beber até ficar embriagado é um pecado contra o céu (ICo 6:9-11; Gl 5:19-21; Ef 5:18), e é estupidez por causa das dolorosas consequências que tais bebedices trazem (Pv 23:29-35; 31:4-5).

Homens jovens acreditam que se empanturrar é bacana - porque são infantis, tolos e ignorantes (Pv 22:15). Eles até mesmo se gabam de terem comido tanto a ponto de vomitarem. Eles se orgulham a respeito de quanto podem comer além daquilo que necessitam. Mas o grande Deus considera isto pecaminoso e estupidez. Comer demais e bebedeiras são um pecado contra o céu (Lc 21:34; Rm 13:13; IPe 4:3), e é estupidez pelas suas dolorosas consequências (Pv 23:1-8,25:16,28:7). Embriaguez e glutonaria podem arruiná-lo economicamente. Lembre-se do filho pródigo (Lc 15:13)!

Eles geram entorpecimento por causa das ressacas, dificuldades digestivas, fluxo desviado do sangue, e excesso de peso. A combinação reduzirá um homem à situação de vestir trapos. "Necessidade padecerá o que ama os prazeres; o que ama o vinho e o azeite nunca enriquecerá." (Pv 21:17). Para ter sucesso um jovem precisa de toda a sua força e raciocínio - não há lugar para entorpecimento!

Salomão não viu que os jovens de hoje seriam mais tolos do que os da sua geração, mas este provérbio os condena de qualquer forma. Como é que ele poderia imaginar que fumariam maconha, inalariam cocaína, tomariam anfetaminas, e injetariam heroína! O número de tolos assim vegetando na pobreza e nas prisões por violarem este simples provérbio é de legião! A lição é simples - Deus tem condenado qualquer abuso da sua criação, e Ele faz questão que toda a nossa mente e energia seja empregada em todas as nossas atividades (Pv 4:23; 10:4; 18:9; Ec 9:10; Rm 12:11).

Jonathan Edwards (1703-1758), o renomado teólogo puritano e pastor, o terceiro presidente da universidade de Princeton e um homem espiritual, escreveu 70 resoluções para dirigir a sua vida, aos 20 anos de idade,. Vale a pena os ler. É uma leitura proveitosa. Considere os seus pensamentos a respeito de comida e bebida. "Resolução 20. Resolvi manter a mais estrita moderação no comer e no beber." "Resolução 40. Resolvi indagar a mim mesmo todas as noites, antes de ir para a cama, se agi da melhor maneira possível com respeito a comer e a beber." Ele conhecia o perigo destas luxúrias.

A televisão e o cinema de hoje, popularizaram e promoveram o estilo de vida das fraternidades, ensinam os homens jovens que bebedice e glutonaria são aceitáveis, inteligente, normal, e não prejudicial a uma vida próspera e bem sucedida. Mas o abençoado Deus celestial e o homem mais sábio que já existiu falaram unanimamente - ambos são pecados e destruirão homens jovens. Que todo leitor registre e rejeite para si mesmos estes pecados e salve a outros também.

Não devemos evitar tão somente estes pecados tolos e destrutivos, como também evitar aquelas pessoas que os praticam (Pv 23:20). A pressão dos pares é quase uma força irresistível para os jovens, e a única proteção segura é evitar a todos os tais pecadores com esforço cuidadoso e diligente (Pv 4:14-17; ICo 15:33). Amigos da bebedice, não importando quão amigos são, arruinarão a sua vida; e comer com glutões o conduzirá à pobreza e às dificuldades.

Mas existe, ainda, uma pobreza e uma nudez pior! A embriaguez e a glutonaria também roubarão a sua alma - eles revelam o coração profano que não tem vida aqui nem esperança de vida no mundo por vir. Elas criam o entorpecimento espiritual que leva os homens a esquecerem e a negligenciarem as suas almas. Ó cruéis apetites! O que diz o apóstolo aos gentios, "Andemos honestamente, como de dia, não em glutonarias, nem em bebedeiras, ... . Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências (Rm 13:13-14).

O SENHOR Jeová, criador do céu e da terra, e Pai do Senhor Jesus Cristo, têm oferecido sete gloriosas promessas aos homens (IICo 6:14-18). Como obtê-los? Purificando a si mesmo de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus (IICo 7:1). O maior sucesso e riqueza do universo não tem lugar para entorpecimento - o máximo da sua mente, alma, coração e força devem ser aplicados a esta oferta!