Provérbios 22:16

O que oprime o pobre para se engrandecer a si ou o que dá ao rico, certamente, empobrecerá.

Play Audio

Seu futuro financeiro depende da maneira como você trata o rico e o pobre. Se você tira vantagem do pobre, pensando em seu sucesso, Deus e os homens o levarão à miséria. Se você recompensa o homem rico com o mesmo objetivo, você também acabará destituído. Homens de bem dão ao pobre e tratam o rico com retidão, pois isto é honesto e justo.

Deus espera que você esteja cheio de misericórdia e bondade para com aqueles que tem menos, especialmente o pobre e necessitado como viúvas e crianças. Salomão enfatizou esta regra um pouco mais adiante neste capítulo (Pv 22:22-23). Quão importante é esta parte da sabedoria? Considere o aviso a respeito de que lado o SENHOR está e o que Ele fará com aqueles que mimaram o pobre! Deus julga aqueles que maltratam o fraco e o necessitado (Jó 20:15-29; Is 5:8-10; Zc 7:8-14).

Homens piedosos abençoam e ajudam aqueles que estão abaixo deles, pois eles bem sabem que qualquer diferença entre os homens ocorre pela soberana vontade de Deus, não pelos méritos deles (Rm 12:10; ICo 4:7). Eles sabem que Deus tem uma afeição e um cuidado especial pelas viúvas e seus filhos e, por isso, eles são cautelosos e generosos no tratamento financeiro para com eles (Pv 23:10-11; Sl 12:5; Sl 68:5).

Apertando o pobre para se promover é muita estupidez, pois Deus lutará por eles (Pv 28:16). Pague o preço total pelas compras feitas com eles (Pv 20:14). Dê uma boa medida pelas compras deles (Lv 19:35-36). Reduza o seu preço pelas compras deles (Pv 11:26). Sê generoso (Dt 15:7-11; Lc 6:38). Você nunca perde ao dar aos pobres, pois Deus o reembolsará (Pv 14:21,31; 19:17; 28:27).

Que tipo de homem, ao invés disto, dá aos ricos? Um homem ganancioso pensa somente naquilo que pode lhe dar lucro. Tais homens moerão o pobre e ao mesmo tempo mimam o rico! A religião de Jesus Cristo é diferente, pois a regra é a de ignorar os seus amigos e convidar aqueles que não podem te recompensar (Lc 14:12-14). Não existe justiça quando demonstramos bondade a amigos (Lc 6:32-36).

Favor para os ricos, especialmente quando se nega em ajudar os pobres, é perversidade, e isto trará o juízo de Deus tão certo quanto o roubar de uma viúva ou de um órfão. Odeie o pensamento de suborno, ou qualquer pagamento que possa ter alguma relação com o suborno (Pv 15:27). Mesmo que você garanta os ricos como amigos, eles não poderão salvá-lo de um Deus irado. Deus odeia tais homens violentos (Sl 5:5; 11:5) Geralmente eles têm sido inimigos da verdade e da religião (Tg 2:1-7; 5:1-9; At 13:50).

Considere o tratamento de Deus para com os Seus eleitos. Jesus Cristo se tornou pobre para tornarem os pobres ricos (IICo 8:9). Apesar disso ser contrário ao pensamento humano, esta transação espiritual foi operada pela gloriosa sabedoria de Deus. Para aqueles que rejeitam a graça que Ele dá, Ele vai tirar do pobre o pouco que ele pensa que tem e o dará ao rico (Lc 8:18; 19:24-26)!