Provérbios 22:9

O generoso será abençoado, porque dá do seu pão ao pobre.

Play Audio

A generosidade traz bênçãos. O Deus celestial abençoará o homem que dá fácil e liberalmente àqueles em necessidade. O SENHOR zela pelo pobre, pois Ele não lhes deu as habilidades e oportunidades que deu ao rico. Ele se agrada em ver um homem bem sucedido dando alegremente daquilo que lhe sobra para ajudar aqueles que são pobres ou em dificuldades. Mas não basta olhar com bondade ao pobre, tem que haver realização, também (IICo 8:11; Tg 2:16).

Em outras passagens Salomão escreveu a respeito dos cuidados para com os pobres (Pv 19:17; 21:13; 28:27). Ele também escreveu a respeito do retorno financeiro ao homem generoso, "A alma generosa prosperará, e quem dá a beber será dessedentado." (Pv 11:25). Contrariando a matemática e o coração depravado do homem, distribuir o seu dinheiro é uma maneira simples de progredir! Dê, e ela lhe será devolvida na mesma medida. Portanto, dê generosamente (Lc 6:38)!

O SENHOR tomou providências para o pobre na Lei de Moisés, quando Ele ordenou ao povo de Israel a manter seus corações tenros e suas mãos bem abertas a qualquer irmão em necessidade (Dt 15:7-11). E lá Ele também prometeu uma bênção sobre aqueles que dessem. Jó conhecia bem esses princípios, e ele fez um apelo especial pela sua cuidadosa atenção para com os pobres (Jó 31:16-23).

Davi descreveu muitas bênçãos sobre aqueles que ajudassem o pobre. Leve isso em consideração. Ele escreveu, "Bem-aventurado o que acode ao necessitado; o Senhor o livra no dia do mal. O Senhor o protege, preserva-lhe a vida e o faz feliz na terra; não o entrega à discrição dos seus inimigos. O Senhor o assiste no leito da enfermidade; na doença, tu lhe afofas a cama." (Sl 41:1-3).

Davi também identificou o ato de dar aos pobres como uma característica do homem justo (Sl 112:9). Isaías avisou que a verdadeira adoração a Deus envolvia a compaixão para com os pobres, e ele prometeu muitas e maravilhosas bênçãos pela iniciativa (Is 58:7-12). Deus fica muito satisfeito com tais sacrifícios (Hb 13:16), e Ele tem a capacidade de retribuir proporcionalmente à liberalidade do homem (IICo 9:6-11).

O capitalismo motiva a maioria para produzir o melhor para se ter o mais alto padrão de vida, enquanto pune o insensato e o preguiçoso. Mas Deus adverte contra o cobrar qualquer preço que o mercado possa suportar, se você controla uma comodidade ou serviço imprescindível (Pv. 11:26). Deus e os homens o recompensarão com equidade e liberalidade, mesmo que a economia do mercado livre permite enganar.

A matemática e a finança só são verdadeiras até certo ponto. Se você retém dinheiro que poderia dar a uma pessoa em necessidade, você está caminhando para a pobreza. Se você espalha o seu dinheiro para causas de caridade piedosa, você está caminhando para o aumento (Pv. 11:24; IICo 9:6). Mesmo não podendo calcular isto ou explicá-lo, distribuir dinheiro sem haver preocupação, funciona (Ec 11:1-6).

O que dizer a respeito de uma vida longa e boa? A maneira mais segura e rápida é a de honrar a seus pais (Ef 6:2-3), e respeito verbal ou cartões de aniversário não são suficientes. Honra completa inclui o honrar financeiramente, ou dar dinheiro para atender às necessidades deles ou para tornar as suas vidas confortáveis e agradáveis (ITm 5:3-4). Não praticar isto é negar a religião de Jesus Cristo e ser pior do que um infiel (ITm 5:8). Se os seus pais estão necessitados, tenha uma consideração abundante para com eles.

Deus ama o pensamento liberal – mas não na política! Escute o que diz o profeta Isaías, “Mas o nobre projeta coisas nobres e, pela nobreza, está em pé” (Is 32:8). Deus ama os pensamentos criativos das coisas generosas a se fazer para aqueles que estão passando necessidade. Dar liberalmente é dar além das necessidades básicas, acima do que é esperado, suficiente para ser uma surpresa, etc. Pessoas generosas pensam e doam desta maneira, e Deus se compromete em abençoá-las nesta vida e na por vir.

Este tipo de doação gera a vida eterna. Paulo disse aos ricos para “repartirem de boa mente e serem comunicáveis” (ITm 6:19). “Pois, assim fazendo, entesouram para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que pudessem alcançar a vida eterna” (ITm 6:17-18). Jesus Cristo haverá de lembrar-se de qualquer ato de caridade praticada em benefício dos menores dos Seus irmãos (Mt 25:31-46).

As regras de Deus para dar começa com a sua família (Pv 13:22; ITm 5:8), para em seguida aos pobres da sua igreja e para o seu fiel pastor, se é que você tem um (At 2:42-47; 4:32-37; Gl 6:6), para em seguida aos pobres de outras igreja verdadeiras (Rm 15:26), e então aos pobres que Deus coloca no curso natural da sua vida (Lc 10:25-37). Você não precisa buscar pobres fora destes contextos e contribuir para tele evangelistas pidões é maldito (Pv 22:16; Lc 14:12-14).

Para quem você poderia doar com generosidade? Considere bem. Isto deveria ser uma prioridade em sua vida o ajudar necessitados. Isto deveria ser estimulante! Deus não lhe recomendou a auxiliar a todos os pobres do mundo, mas Ele trará oportunidades no seu caminho (Lc 10:25-37). E Ele ama aquele que dá com alegria, portanto não dê de má vontade, de forma alguma (IICo 9:7; At 20:35; Rm 12:8).

O olhar mais abundante do universo pertence ao abençoado Deus celestial, o SENHOR Jeová. Ele envia o sol, a chuva, as estações frutíferas sobre todos os homens, até mesmo para os inimigos Dele (Mt 5:45; At 14:17). “O Senhor é bom para todos, e as suas misericórdias são sobre todas as suas obras”(Sl 145:9). Mas muito além das Suas bênçãos naturais diárias, Ele deu o Seu Filho unigênito para morrer por aqueles que não tinham força alguma para ajudar a si mesmos (Rm 5:6, IICo 8:9; 9:15).