Provérbios 21:29

O homem ímpio endurece o seu rosto, mas o reto considera o seu caminho.

Play Audio

Você revela o seu coração pela maneira como você recebe instrução. Os homens ímpios se rebelam e determinam continuar no seu mau caminho. Os homens retos aceitam a correção e alteram as suas vidas. Sua reação à instrução pode falar mais alto do que qualquer outra coisa a respeito do seu caráter e do seu futuro.

Um homem ímpio endurece o seu rosto. Temos aqui uma metáfora para um rebelde que decidiu rejeitar o ensinamento. Ele escolhe a rebelião ao invés da submissão. Enrijecendo o queixo, endurecendo o olhar, franzindo a testa, ou olhando em outra direção são apenas sintomas de um coração maligno. Ele resolveu ignorar a correção ou a instrução e permanecer onde está. Veja os comentários de Provérbios 28:9.

O Senhor conhece as expressões faciais e de que forma elas revelam a rebelião; por isso Ele adverte a respeito delas (Is 48:4; Jr 3:3; 5:3). O endurecimento rebelde também é revelado pelo pescoço e pelo coração (Pv 28:14; 29:1; At 7:51). E Ele diz aos seus ministros para ignorarem tais faces e pregarem, mesmo assim, a verdade nua e crua sem se desculpar ou se comprometer (Jr 1:4-10,17; 23:28-29; Ez 2:6-7; 3:7-9).

Os ministros aprendem as expressões faciais. Existe grande diferença facial entre os famintos, submissos, felizes e piedosos dos justos e a face entediada, infeliz e carnal dos ímpios. Alguns rostos anseiam e devoram ensinamentos: outros os ressentem e rejeitam. Ambos são encontrados em cada igreja. Eles não conseguem esconder dos homens nem de Deus.

Algumas vezes o ministro verá pelos rostos que os seus ensinos estão "fora de estação". As pessoas não querem ouvir o que do Senhor o ministro tem a dizer. Algumas vezes estão "na estação". Nos dois casos ele tem apenas um dever: pregar a palavra insistentemente (IITm 4:2)!

Um verdadeiro homem de Deus guerreia contra aquelas faces, rompe através das suas paredes, derruba as suas fortalezas, lança abaixo as suas imaginações arrogantes, e traz todos os pensamentos à obediência de Cristo, e se prepara para reagir a qualquer desobediência (IICo 10:3-6). Você entende estes embates, leitor? Você aprecia este tipo de servo? Está longe do homem afeminado, refinado, aculturado e cortês que a grande maioria procura.

Deus odeia a teimosia e a rebelião. Ele os considera como sendo comparáveis com a idolatria e a feitiçaria (ISm 15:22-23). E Ele os julga com severidade. Pense em Saul rejeitado do trono! Pense em Judá na Babilônia! Pense nas mulheres devorando seus filhos no ano 70 depois de Cristo!

Os homens justos ouvem e mudam. Os tessalonicenses ouviram Paulo e abandonaram os seus ídolos para servirem o Deus vivo e verdadeiro (ITs 1:9-10). Cornélio pediu a Pedro para dizer a ele e à sua família todos os mandamentos de Deus (At 10:33). Meretrizes choraram aos pés de Jesus!

Caro leitor, o Senhor Jesus lhe advertiu a respeito do seu ouvir (Lc 8:18). Você recebe ensinamento e repreensão com mansidão e agradecimento (Ne 8:1-18; At 17:11)? Ou você tampa os seus ouvidos e deseja poder apedrejar o pregador (At 7:57)? Porque certas pessoas nunca aprendem ou crescem? Porque o Senhor está julgando-os pela maneira em que ouvem (Lc 8:18)!

Você pode continuar no terrível padrão de comportamento recebido do diabo, dos seus pais, de suas tradições, do seu treinamento religioso ou da sua educação mundana desde a sua infância. Ou você pode desejar ansiosamente o leite sincero da palavra para que você possa crescer por ele (IPe 2:1-3). Homens sábios e grandes homens, dizem "Considerei os meus caminhos e voltei os meus pés para os teus testemunhos." (Sl 119:59).

Você sente prazer no entendimento? Ou você sente prazer em descobrir o seu próprio coração? Veja os comentários de Provérbios 18:2. Se você pensa que o seu coração tem pelo menos um grama de luz e sabedoria, você endurecerá a sua face contra a instrução piedosa. Deus não concede ao seu coração o direito de um grama sequer (Is 8:20; Jr 17:9). Homens sábios ouvirão e mudarão (Pv 4:26; 8:33; 11:5; 23:19).

Alguns ouvintes não endurecem suas feições; eles movem suas cabeças para cima e para baixo em concordância; eles dizem ao pastor que foi um bom sermão. Eles mentem com os seus lábios e com os seus apertos de mão (Sl 144:8,11). Mas os seus corações estão endurecidos e bem distantes durante o período de ensinamento e quando chegam em casa. De que maneira eles podem ser identificados? Suas vidas são conchas de hipocrisia vazias. A alegria deles é a morte cinzenta.

Jesus falou de um pai que pediu os seus dois filhos para irem trabalhar na sua vinha (Mt 21:28-32). Um filho disse que não iria, mas depois se arrependeu e foi trabalhar assim mesmo. O outro filho, respeitosamente, disse que iria, mas não foi. Pense nisto. Se um homem mau pode ouvir e abandonar a sua maldade, ele viverá (Ez 18:27-28).

Jesus Cristo de Nazaré, o Senhor do céu e da terra, com bondade oferece, "Jesus respondeu e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada." (Jo 14:23). Mas Ele também avisa, "Quem me rejeitar a mim e não receber as minhas palavras já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o há de julgar no último Dia." (Jo 12:48). Humilhe-se hoje, caro leitor!