Provérbios 21:28

A testemunha falsa perecerá, mas a auricular falará sem ser contestada.

Play Audio

Milhares de pessoas testificam nas cortes de justiça e em outras situações a cada dia. Pais interrogam filhos. Uma falsa testemunha pode mentir por um tempo, mas ela será descoberta e punida por Deus e pelos homens. Mas homens piedosos, quando postos sob juramento, dizem a verdade, toda a verdade e nada mais do que a verdade.

Um provérbio é uma afirmação curta e obscura (Pv 1:6). É o nosso dever identificar a lição. A primeira parte é óbvia - um homem que mente estando sob interrogatório será julgado. A segunda metade, como muitos provérbios, ensina o oposto - um homem bom sob juramento fala a verdade constantemente.

Sabemos que é um homem bom na segunda parte porque ele é contrastado com a falsa testemunha da primeira parte. Considere, "O que acha uma esposa acha o bem e alcançou a benevolência do Senhor." (Pv 18:22). Somente esposas boas são coisas boas, conforme Salomão provou (Pv 12:4; 21:9; 21:19; 30:21-23).

Somente uma boa mulher é uma bênção, e isto está claramente entendido elipticamente pelo contexto da frase.

O que é que um homem honesto ouve? Ele ouve o magistrado o ajuramentando para dizer a verdade. Moisés advertiu, "Quando alguém pecar nisto: tendo ouvido a voz da imprecação, sendo testemunha de um fato, por ter visto ou sabido e, contudo, não o revelar, levará a sua iniquidade." (Lv 5:1). Jesus ao final respondeu a Caifás, depois que Ele havia sido jurado a falar (Mt 26:63-64).

De que maneira um homem bom responde ao ouvir o juramento? Ele responde constantemente, o que significa que ele fala com constância ou firmeza; confiantemente, fielmente e afirmativamente. Ele conta a verdade com firmeza. Sem equívocos ou variações. Seu testemunho é consistente em si mesmo. Ele é uma testemunha fiel e verdadeira, sobre a qual a integridade da corte de justiça depende.

Salomão deu esta lição em outra passagem. Ele escreveu "O que tem parte com o ladrão aborrece a própria alma; ouve as maldições e nada denuncia" (Pv 29:24). O cumplice do ladrão ouve a maldição do juiz para que fale a verdade, mas ele não revelou ou expôs o ladrão.

Anteriormente Moisés havia dito, "Não dirás falso testemunho contra o teu próximo." (Êx 20:16). O abençoado Deus celestial é um Deus da verdade, e ele espera que os Seus filhos sejam homens da verdade (Dt 32:4; Êx 18:21; Ef 4:25). Pais devem exigir a absoluta verdade em todo o tempo, punindo exageros, decepções e mentiras como sendo as ofensas mais sérias.

Deus odeia mentirosos e a mentira (Pv 6:16-19). O diabo é o pai de todas as mentiras (Jo 8:44). Todos os mentirosos estarão no lago de fogo (Ap 6:16-19). Mas o misericordioso Deus puniu as mentiras dos Seus eleitos em Cristo e Ele os tem dado a verdade de Cristo como sendo as suas próprias em justificação!.