Provérbios 21:14

O presente que se dá em segredo abate a ira, e a dádiva no seio, uma forte indignação.

Play Audio

Presentes são ferramentas poderosas para acalmar emoções violentas. A ira é cruel e a raiva ultrajante (Pv 27:4), mas presentes conseguem controlar os dois. A lição aqui não é a troca de presentes e sim um presente particular e pessoal de uma pessoa a outra. Um homem sábio os utiliza em defesa própria ou para restaurar relacionamentos afetados ou ameaçados. Um homem mau os utiliza para subverter a justiça e o julgamento subornando um juiz ou outra autoridade ofendida.

Isto é sabedoria! Ter prudência para se comportar sabiamente como Davi para com os seus amigos e inimigos (ISm 18:5,14,30)! Você tem um inimigo? Um amigo está com raiva de você? Você pode pacificar ele ou ela e criar paz, dando um presente! Mas faça-o em segredo, de forma que você não possa se beneficiar do conhecimento público do presente. Se a pessoa ofendida entender que você está dando o presente para se exibir, você pode agravar a situação ao invés de melhorá-la.

Brigar para se defender é geralmente estupidez. Uma resposta e uma abordagem suave desviam a ira, mas discussões podem por lenha na fogueira (Pv 15:1,18; 17:14; 26:21; 30:33). Se você quer ser sábio, fale mansamente e dê um presente à parte ofendida. Isto ajudou Jacó a pacificar Esaú (Gn 32:3-33:9). Um presente ajudou Abigail a pacificar Davi (ISm 25:2-35). E Davi usou presentes para apaziguar Judá por ter sido deixado fora numa batalha contra os filisteus (ISm 29:1-11; 30:26-31).

Deus dá presentes - aberta e secretamente - a Seus inimigos todos os dias (Mt 5:43-48; At 14:17). E cristãos devem ser perfeitos como Ele, fazendo o bem aos seus inimigos, pois são estas boas ações que vencem o mal - o seu ato de dar um presente se sobrepõe aos seus pensamentos de vingança (Rm 12:17-21). Ao invés de permitir que a raiva ou a ira de outra pessoa provoque a maldade ou a vingança, tome o alto caminho de retornar com o bem para superar a maldade deles e o seu mal!

O presentear deve ser feito em segredo, de forma a não estragar as suas boas intenções com uma conotação de exposição pública. Uma recompensa "no seio" é um presente dado a uma pessoa fora das vistas de outros. Ao dá-lo em segredo, você está evitando a ostentação e você evita expor o recipiente a um ar de cobiça. Adulação pública é exatamente o oposto desta lição!

Temos aqui um aviso! Mesmo que a oferta de um suborno, em segredo ou ''de seio'', possa ser aceita e possa reduzir sua punição ou sentença, só um homem mau dá presentes para subverter a justiça e Deus julgará (Pv 17:23; Êx 23:8; Dt 16:19; ISm 8:3; Mq 7:3).

A lição aqui também se aplica ao Senhor. Se você ofendeu o seu Pai no céu, Ele busca as suas orações e dádivas em particular e secreto, não aqueles feitos publicamente para ser visto pelos outros (Mt 6:1-6,16-18). Se você der em segredo Ele lhe abençoará publicamente. Que gloriosa sabedoria!