Provérbios 21:13

O que tapa o seu ouvido ao clamor do pobre também clamará e não será ouvido.

Play Audio

Você não gosta de se envolver? Você não se dá ao trabalho de ouvir? Você tem certeza que outros cuidarão disso? Você está ocupado demais? Sua rotina de atividades egoístas não dispõe de tempo para ajudar? Você está poupando para o futuro e não sobra dinheiro para os pobres? Você não sabia que a necessidade era grande? Você vai ajudar da próxima vez? Lembre-se, Deus não lhe ouvirá quando você clamar a Ele, pois Ele vê a sua cobiça egoísta e o seu desejo odioso. Quando você estiver necessitado, Ele vai rir de você (Pv 1:26-31; 28:27)! Ele ouvirá os gritos deles contra você (Êx 22:21-24)!

Um sacerdote judeu e um levita ignoraram um compatriota ferido que estava caído e indefeso numa vala (Lc 10:30-32). Eles não queriam se envolver. Estavam ocupados demais. Tinham outros planos para aquele dia. Eles não dispunham de dinheiro. Mas um samaritano, cuja nação não morria de amores pelos judeus, seja por natureza ou costume, teve misericórdia do homem ferido e cuidou dele (Lc 10:33-35; Jo 4:9). Este homem amava os seus vizinhos, e ele foi abençoado. Você pode ter certeza que, mais tarde, o glorioso Deus ignorou o sacerdote e o levita nas suas horas de necessidade!

Deus cuida dos necessitados. Não esqueça isto (Dt 15:7-11; Sl 68:5). Ele vê quando você os ignora; Ele vê quando você os ajuda. Ele amaldiçoará uma destas ações e abençoará a outra (Pv 11:26; 19:17; 22:9; 24:11-12; 28:27; 29:7; Sl 41:1-3). E os homens também! Eles devolverão sua falta de misericórdia em cima de você na sua hora de necessidade. A escolha é sua, mas as consequências são terríveis. Não ignore uma necessidade quando você toma conhecimento dele.

Só os que são legitimamente pobres interessam a Deus. Homens tolos ou preguiçosos devem morrer de fome; eles não merecem outra coisa (Pv 20:4; IITs 3:10). Sua primeira preocupação é com a sua família (ITm 5:8), e, em seguida, com os pobres da igreja (At 2:44-45), e então com os pobres de outra igreja (At 11:27-30), e então para aqueles em qualquer situação que Deus colocar no seu caminho no curso normal da vida (Lc 10:25-37; Jó 31:16-22). A Bíblia não o obriga a sentir um fardo pelos pobres do mundo, pois as suas quatro obrigações são suficientes.

Quando você planeja um banquete e considera quem deve ser convidado, você deve convidar aqueles que são necessitados e não podem retribuir. Deus pagará. Esta é a lei de Jesus Cristo (Lc 14:12-14). Não pense somente dos seus amigos, pois o grande Deus do céu verá esse egoísmo e ignorará você no dia da sua calamidade. Há razões pela qual alguns homens são abençoados e outros amaldiçoados. Quão atencioso e compassivo é a sua mente para com os pobres?

Um homem rico que negou migalhas a um mendigo nesta vida foi negado um pingo de água no fogo do inferno na outra vida (Lc 16:19-26). Jesus Cristo se tornou pobre para enriquecê-lo, e você deve estar bem disposto a fazer o mesmo pelos seus irmãos (IICo 8:9; I Jo 3:16-19).