Provérbios 21:1

Como ribeiros de águas, assim é o coração do rei na mão do Senhor; a tudo quanto quer o inclina.

Play Audio

O SENHOR Jeová é soberano sobre os corações dos homens, até mesmo os corações de reis. Com a facilidade que Ele dirige os rios para traz e para frente na medida em que correm para o mar, assim Ele dirige os corações dos reis para qualquer direção que Ele queira para cumprir o Seu santo propósito. "Bendizei, povos, ao nosso Deus!"

Tendo em mente o Seu conhecimento, oramos com confiança pelos reis e todas as autoridades, sabendo que Ele pode e dirige os seus corações e decisões (ITm 2:1-2; Jr 29:4-7). Neemias não hesitou em orar na presença do Rei da Pérsia por uma grande misericórdia (Ne 2:1-6).

Com este conhecimento em mente, nos submetemos às suas leis, sabendo que eles e as suas decisões são orquestrados pelo SENHOR para a Sua glória e o nosso benefício (Rm 13:1-7; Is 49:23).

Com este conhecimento em mente, facilmente entendemos que Ele é soberano sobre homens inferiores e em circunstâncias simples, por isto confiamos Nele completamente e aguardamos a Sua misericórdia (Pv 16:9; Rt 2:3; Tg 4:13-15). Veja os comentários de Provérbios 16:33.

Quando o império romano sucumbiu no ano 476 d.C. e dez nações surgiram de suas ruínas (Dn 7:24; Ap 17:12-13), Deus colocou nos seus corações para cumprirem a Sua vontade e entregarem os seus reinos em apoio aos Papas e à forma restaurada daquele império (Ap 17:17). Não fez diferença por quais motivos egoístas ou temerosos eles apoiaram as ambições papais, pois o fizeram porque Deus colocou essas idéias em seus corações. E quando isto havia servido o Seu grande objetivo, Ele mudou novamente os corações (Ap 17:16). E a Babilônia caiu, conforme profetizado pelo mesmo SENHOR!

Tal governo soberano sobre os corações dos reis não era nada novo, pois Ele fez isto desde o princípio. Ele endureceu o coração de Faraó de forma a obter glória sobre ele no Egito (Êx 4:21; 14:4,17). Que outro motivo um homem levaria sua carruagem para dentro do Mar Vermelho depois das dez pragas na terra do Egito! Que tolo! Não seja altivo, mas tema!

Ele endureceu o coração de Seom, o rei dos Amonitas, para destruí-lo numa batalha (Dt 2:30). Ele endureceu o coração de Davi para que ele fizesse a contagem do número de Israelitas, ao entregá-lo a Satanás por uma temporada (IISm 24:1; ICr 21:1). Ele revelou o coração de Ezequias ao deixá-lo ao seu próprio orgulho (IICr 32:31). Ele brincou com Acabe ao mentir para ele com os Seus próprios profetas e em seguida enviando um espírito mentiroso aos seus profetas (IRs 22:15,22). E o rei da Assíria não era nada mais do que um machado ou serrote nas mãos do SENHOR, apesar dele não saber disso (Is 10:5-15).

O nosso grande Deus removeu as ambições dos reis pela terra de Israel três vezes ao ano, enquanto todos os homens estavam presentes às três festas anuais (Êx 34:24). Mas Ele também endureceu os corações daqueles mesmos reis para que fossem destruídos em batalha contra Israel (Js 11:20). Ele deu um novo coração a Saul e uma grandeza de coração a Salomão para prepará-los a serem reis (ISm 10:9; IRs 4:29). Mas Ele deu a Nabucodonosor um coração de animal durante sete anos para humilhá-lo, e Ele nem pediu permissão ao pobre Rei para fazer isso (Dn 4:16-17)!

Fosse ele Adolf Hitler, Presidente Bush ou Saddam Hussein, isto não importa - o SENHOR controla os seus corações. Podemos orar por eles se, sob a direção deles, nós podemos nos submeter às suas leis (a não ser que sejam contrárias às leis de Deus). E podemos descansar nos braços amorosos, mas poderosos do nosso Pai Celestial. Pois eles não podem nos tocar sem a permissão Dele (Sl 105:14-15).

Caro leitor, seja agradecido que o SENHOR é soberano sobre o coração humano, pois se ele não tivesse mudado o seu coração, você estaria babando sobre um pedaço de madeira em algum lugar (Is 44:9-20). Dê a glória a Deus e peça a Ele para continuar a mudar o seu coração (IRs 8:58; Sl 51:10; 119:32,36; 141:4; Is 63:17; Fp 2:13; Hb 13:21). Amém!