Provérbios 20:27

A alma do homem é a lâmpada do Senhor, a qual esquadrinha todo o mais íntimo do ventre.

Play Audio

O homem não é um animal e não se parece com nenhum animal. Jeová da Bíblia, Criador do céu e da terra, colocou uma coisa no homem que o torna bem diferente. Deus deu ao homem uma consciência, e esta consciência é uma lei, um mestre, e juiz de cada homem, mulher e criança. Esta vela de Deus que está dentro de você examina e prova os seus pensamentos, suas palavras e as suas ações.

A palavra consciência possui duas partes; con (com) + ciência (conhecimento) = conhecendo, com e dentro de você a respeito de si mesmo. Este espírito invisível dentro de você tem uma percepção do que é certo e errado, e ele aprovará o que é certo e o que é errado, e ele aprovará as coisas certas e condenará as coisas erradas que você pratica. Ele também refletirá sobre o que os outros fazem e julgará se estavam certos ou errados.

Considere como você pode ter um pensamento dentro de você e, mesmo assim, analisar e julgar aquele pensamento também! O homem só pode verdadeiramente conhecer a si mesmo pela sua consciência: ele não consegue conhecer outro homem através dela (ICo 2:11). Algumas vezes o seu espírito está cheio de alegria, e outras vezes está cheio de amargura, e nenhuma outra pessoa pode sentir ou conhecer plenamente qualquer uma das duas emoções (Pv 14:10).

Sua consciência pode lhe convencer que aquilo que você ou outros pensaram, disseram ou fizeram estava errado (Rm 2:15). Esta sensação interna de culpa pode ser muito forte, e pode controlar ou influenciar aquilo que você faz ou deixa de fazer. Os acusadores da mulher envolvida em adultério a deixaram sós, quando as consciências foram confrontadas a respeito da justiça de suas ações (Jo 8:9).

De que forma você adquiriu uma consciência? O SENHOR a deu a você e, por isso, ela é chamada de a vela do SENHOR. Ela é uma luz de Deus para lhe ajudar na tomada de decisões. Ela também prova sua pecaminosidade, pois você já pecou contra a sua consciência inúmeras vezes. Mesmo que Deus não tenha condenado alguma coisa, isso é pecado para você se a sua consciência a condenou (Rm 14:22-23; Tg 4:17).

Todos os homens têm consciências. Os gentios, réprobas e os fariseus tinham consciências, mesmo sendo difícil acreditar nisso (Rm 2:15; 1:32; Jo 8:9). Amnom e Judas Iscariotes tinham consciências (IISm 13:1-2; Mt 27:3-5). O comedimento universal e as leis piedosas dos homens refletem esta consciência, apesar da tristeza deles pelo pecado não ser uma tristeza piedosa (IICo 7:9-11). Uma consciência em um homem não regenerado é simplesmente uma fonte a mais na condenação dele.

Grandes homens e mulheres possuem uma grande consciência e eles a seguem. Uma grande consciência é aquela que foi bem ensinada e é muito ativa em acessar todas as partes da vida, e grandes homens prestam atenção a ela e a obedecem. Tais pessoas são muito sensíveis ao praticarem o que é certo e evitando aquilo que é errado. Eles são muito dogmáticos contra o mal. Deus lhe deu uma consciência para ser um companheiro diário e mantê-lo praticando as coisas certas e evitando as erradas. Exalte-a! Use-a!

Você precisa ensinar a sua consciência a verdade e a sabedoria de Deus, e você deve obedecê-la quando ela diz para você fazer certas coisas e quando ela lhe diz que outras coisas são erradas. Deus lhe deu uma vela para você continuar grande, mas o mundo pecaminoso à sua volta busca sufocar a sua consciência para que você aprove tudo que eles querem fazer! Você não deve permitir que estilos de vida mundana, transmitida por diversas mídias, corrompa ou entorpeça a sua consciência!

Sua consciência pode e deve ser ensinada. Quanto mais você aprende, a sua consciência lhe servirá mais. Se você adquire a sabedoria de Deus por estes provérbios e pelo resto das escrituras, sua consciência lhe ajudará cada vez mais (ICo 8:1-7). Você pode até conseguir manter a sua consciência ignorante de forma a impedi-la de lhe condenar em questões de liberdade (ICo 10:25-27).

Algumas sociedades têm mulheres que vivem com seios descobertos. As consciências de suas mulheres são formadas para não verem nenhum mal nisso. Elas ficam entretidas e ofendidas por qualquer objeção a essa prática. Somente um cuidadoso ensino pode colocar a vergonha em suas consciências a respeito da prática. Agora, preste atenção a respeito do que as suas crianças veem em casa, na televisão ou na escola!

Sua consciência precisa ser ensinada. Para poder agradar a Deus, você precisa de uma consciência que conhece a vontade de Deus e procurará impô-la em sua vida. Esta consciência que ama a verdade e a sabedoria só existirá nos filhos de Deus nascidos de novo e, para isto, precisam da instrução da palavra de Deus de modo a formar apropriadamente as suas opiniões a respeito da maioria dos assuntos (Hb 5:14).

Sua consciência precisa ser obedecida. Se você a ignorar, então ela fica calejada, cauterizada e menos sensível a coisas, deixando-o vulnerável ao maior número de tentações (ITm 4:2; Ef 4:19). Se você rejeitar a Deus e à Sua palavra, Ele pode cegar a sua consciência, deixando-o sem a vela do SENHOR para lhe dirigir (Rm 1:21-28; IICo 4:2-4).

Você valoriza a sua consciência dada por Deus? O autoexame, o dever dos verdadeiros cristãos, é feito através da consciência (Sl 26:2; 139:23-24). A consciência poderia ter evitado aos corintos os seus problemas (ICo 11:28-31). Você medita com o seu coração à noite (Sl 4:4; 16:7)? Você permite que a pregação da palavra de Deus o convença (Sl 73:17,21)? A confiança numa consciência pura é algo excessivamente maravilhoso e poderoso (Pv 28:1).

Sua consciência deve sempre levar em consideração os outros (ICo 10:28-33). Paulo viveu virtuosamente para evitar ofender a sua consciência para com Deus ou com os homens (At 24:16). Tal consciência para com Deus lhe auxiliará em realizar plenamente o primeiro mandamento de amar a Deus, e ter amor para com os outros ela o ajudará a guardar o segundo mandamento de amar o seu próximo como a si mesmo.

Seu objetivo é o de crescer no favor de Deus e no dos homens (Pv 3:1-4; Lc 2:52). Seu objetivo é tornar-se perfeito. Sua consciência pode ajudá-lo a atingir o seu objetivo ao acusá-lo dos mal feitos e justificando as suas boas escolhas. Paulo manteve uma boa consciência em todo o tempo (IICo 1:12; Hb 13:18), e ele exigiu isto de Timóteo e dos diáconos (ITm 1:5,19; ITm 3:9).

Um dos primeiros atos de obediência a Deus é o batismo, que a Bíblia chama de a resposta de uma boa consciência para com Deus (IPe 3:21). Crianças, que não têm uma consciência ativa, nunca foram batizadas no Novo Testamento. Antes de ouvir o evangelho, um homem regenerado tinha uma consciência conspurcada, sabendo que é um pecador e merecedor da ira de Deus. Mas o evangelho declara que Jesus Cristo pagou pelos seus pecados, o que lhe dá uma consciência liberta da culpa, pela qual ele agradece a Deus pela sua graça misericordiosa (Hb 9:14; 10:19-22).

Leitor, a sua consciência aprova ou acusa você agora mesmo. Se você tem estado a viver uma vida piedosa e justa, a sua consciência deveria aprová-lo por ter sido fiel a este provérbio. Se você está vivendo uma vida insensata ou mundana, a sua consciência deveria acusá-lo de seus malfeitos. O que você vai fazer com a vela do SENHOR?