Provérbios 20:25

Laço é para o homem dizer precipitadamente: É santo; e, feitos os votos, então, inquirir.

Play Audio

Você guarda cuidadosamente seu compromisso com Deus? Pressa, cobiça, egoísmo, ou preguiça pode lhe comprometer de forma a profanar coisas religiosas. Pois você pode presunçosamente usar o que pertence a Deus, ou você pode fazer um voto que você não possa cumprir ou que não pagará. Temos dois tipos de pecado aqui, ambos revelam a insensatez irreverente de cristãos carnais e descuidados.

Procure pelos dois pecados. Acompanhe de perto. No primeiro caso, o homem come alguma coisa santa, alguma coisa que pertence a Deus por mandamento ou por dedicação. Por exemplo, sob o Velho Testamento, as primícias da colheita pertenciam ao Senhor por preceito (Êx 23:19), mas um homem insensato pode, gananciosamente, as devorar. Ou ele pode dedicar um cordeiro ao Senhor por oferta voluntária (Lv 22:23), mas gananciosamente optar por ele mesmo comer o cordeiro. Este é o primeiro pecado - tomando algo que pertence ao Senhor e consumi-lo para o seu próprio prazer.

Em seguida o provérbio traz uma frase, "e, feitos os votos, então, inquirir". A palavra "então" significa que este homem profano pratica o devorar da primeira frase com votos e promessas de investigar a questão? Ou o "então" significa que ele fez votos e promessas e não parou para pensar no custo ou na dificuldade até depois? Esta última possibilidade é a interpretação correta, pois a anterior não faz sentido algum.

O que um homem profano votaria que precisasse investigar depois de devorar a porção do Senhor? Porque esse homem profano faria um voto? O que ele votaria? A respeito do que ele investigaria? O pecado aqui é o da insensatez, pressa, e votos precipitados, quando um homem só depois de fazer o voto começa a considerar o custo ou a dificuldade de cumpri-lo.

Entenda este segundo pecado claramente. Um homem tolo e descrente faz um voto para o Senhor, e só mais tarde ele vai considerar se deveria ter feito o voto ou se ele pode pagar o voto, e então ele procura um meio de descumprir o voto (Ec 5:6). Votos devem ser considerados detalhadamente antes de serem feitos: não existe nenhuma obrigação de fazer um voto diante de Deus, mas existe uma pesada obrigação de pagar todos os votos que você fizer.

Considere a segunda frase de outro ângulo. Como em muitos provérbios, aqui existe uma elipse. Uma elipse é a ausência de palavras que são entendidas pelo leitor. As palavras não foram incluídas para evitar a repetição ou para acrescentar força à sentença. "Laço é". Se você acrescentá-las onde estão ausentes, você verá os dois pecados com clareza. O versículo então se lê: "Laço é para o homem dizer precipitadamente: É santo; e, feitos os votos, então, inquirir, laço é."

As duas ações acima são laços para a vida do homem, no que trazem o juízo de Deus, da mesma forma que outras tentações e pecados (Pv 18:7; Pv 22:25; Pv 29:6,8,25). Você deve tomar precaução em todos os seus deveres religiosos para se proteger da ira de um Deus santo e justo, pois mesmo no Novo Testamento Ele só aceita a adoração que seja reverente com piedoso temor (Hb 12:28-29).

Quando alguma coisa pertence a Deus, ela é santa (Lv 27:9,30). E não pode ser usada com pressa ou ganância por você mesmo. E quando você fizer um voto, é melhor você pagá-lo: pois é melhor não votar, do que votar e não pagar (Nm 30:2; Dt 23:21-23; Ec 5:1-7). É melhor você ser capaz de pagar qualquer voto que você venha a fazer, e você não deve buscar um meio de sair do voto mais tarde (Sl 15:4). Pois até mesmo o pensar em deixar de cumprir um voto mais tarde mostra um coração muito perverso.

O despojo de Jericó pertencia ao SENHOR (Js 6:17-19), Mas Acã se apossou dos bens amaldiçoados, por isso Israel apedrejou e queimou a ele e à sua família (Js 7:16-26). Este homem ganancioso não pode resistir o apossar-se de coisas que eram santas ao SENHOR. Ele morreu por causa do seu irreverente pecado.

Moisés apedrejou um homem por profanar o sábado do SENHOR ao apanhar lenha no dia santo de descanso (Nm 15:30-36). Para sempre relembrar dos cuidados que deveriam ter em Sua adoração, Deus disse a Moisés para exigir franjas azuis em suas vestes (Nm 15:37-41). Deus rejeitou a Saul como rei de Israel por ofertar profanamente um sacrifício quando Samuel estava atrasado alguns poucos minutos para um compromisso (ISm 13:8-14). Este homem continuou a provar durante o resto da sua vida que o laço descrito em nosso provérbio o tinha enrodilhado completamente.

Ananias e Safira pensaram que poderiam usar parte de suas ofertas ao Senhor, mas Ele os abateu mortalmente diante de testemunhas em Jerusalém (At 5:1-11). Enquanto possuíam a terra ela lhes pertencia, mas quando as suas bocas a dedicaram, pertencia ao Senhor.

O provérbio lhe adverte para pagar o custo total da adoração. Se você não fizer isto, você cairá no laço em culpa pecaminosa e trará sobre si mesmo a justa vingança de um Deus ciumento.

O Senhor Jesus avisou os Seus ouvintes para avaliarem o custo antes de assumirem um compromisso de ser um discípulo, porque não cumprir seria um laço para eles e atririam a vergonha sobre si mesmos (Lc 14:25-35). A não ser que você esteja disposto a pagar, em cheio, o preço que Ele exige, você não pode ser Seu discípulo.

Considere a Bíblia. Ela é a preciosa palavra de Deus para você, e Ele a engradeceu acima de todo o Seu nome (Sl 138:2). Você a honra e a valoriza acima mesmo das suas próprias necessidades de alimento (Jó 23:12)? Com que frequência você a lê? Com que espírito de oração você medita nela? Ou ela permanece fechada sobre a mesa? Quanto esforço você faz na preparação para ouvi-la ser pregada?

Considere a sua igreja. Você deve ao Senhor a santa casa Dele, que é o templo do Espírito Santo (ICo 3:16-17; Ef 2:20-22; ITm 3:15). Quando Israel construiu as suas casas em primeiro lugar, Ele os arruinou financeiramente (Ag 1:1-11). Você está ajudando a edificar a sua igreja (Ef 4:16)?

O que dizer a respeito de contribuir? Você deve ao Senhor as primícias de todo os seus incrementos (Pv 3:9). Quando Israel não pagou, Ele os acusou de roubo e os amaldiçoou (Ml 3:8-9). Você está contribuindo?

O que dizer a respeito do seu corpo? Ele é o templo do Espírito Santo (ICo 6:15-20). Deus adquiriu o seu corpo por um preço, e você deve a Ele o seu corpo como um santo sacrifício (Rm 12:1-2). O seu é santo?

O que dizer do batismo? Você prometeu amor, lealdade e uma nova vida em nome de Jesus Cristo quando você foi batizado (Gl 3:27; IPe 3:21). Você está vivendo à altura do seu batismo?

O que dizer a respeito da frequência? Você deve a sua presença e participação ao SENHOR em todas as reuniões (Hb 10:25). Você está cumprindo as suas obrigações para com o Deus santo?

O que dizer do tempo? Você deve redimir todo o tempo que você puder de forma a não gastar a sua vida em esforços insensatos (Sl 90:12; Ef 5:6). O tempo é uma dádiva de Deus. Você o usa para honrar a Ele?

Nós poderíamos ir mais além, ainda. De que forma a sua alma foi enlaçada, caro leitor? O que você mesmo está usando que pertence a Deus? O que foi que você prometeu e que não está cumprindo?