Provérbios 20:24

Os passos do homem são dirigidos pelo Senhor; o homem, pois, como entenderá o seu caminho?

Play Audio

Quais são os seus planos para hoje? O SENHOR vai mudá-los se Ele quiser; e Ele os usará para Si mesmo, se ele decidir não alterá-los! De qualquer forma, Êle é o Oleiro, e você é o barro. Não importa se você crê que Deus é soberano ou não, porque Deus é soberano sobre a sua vida, creia você nisto ou não! Mas homens sábios se submeterão a Ele, sabendo que não podem nem prevenir o futuro, determinar o futuro, ou mudar o futuro.

O SENHOR Jeová governa sobre tudo! Ele criou tudo para o Seu próprio prazer (Pv 16:4; Ap 4:11), e Ele governa tudo para o Seu próprio prazer Is 46:10; Ef 1:11). Ele governa os eventos do acaso e os movimentos de pardais (Pv 16:33; IRs 22:34; Mt 10:29). Ele conhece o fim desde o início, e você nem conhece o amanhã (Pv 27:1; Is 44:7; 45:21).

Faraó, seus pais e o Egito pensaram que ele era um grande sucesso! Sua vida toda tinha sido um progresso constante no trono. Ele era rico, forte e vitorioso. Ele governou a maior nação na terra. Mas a sua existência e posição era para que o SENHOR mostrasse o Seu poder e honrar a Si mesmo esmagando-o (Êx 9:16; Rm 9:17). Aleluia! Amém!

O rei da Assíria pensou que ele era o maior rei vivo (Is 10:8-11,13-14). Mas Deus simplesmente o usou como uma vara para castigar a Israel (Is 10:5-15). E quando o SENHOR cessou de usá-lo, Ele o destruiu miseravelmente pela sua arrogante atitude (Is 10:16-19)!

O rei Assuero não conseguia dormir, o que trouxe uma incrível promoção a Mordecai e uma horrível demolição de Hamã (Et 6:1-14). Rute escolheu apanhar espigas para prover a subsistência dela e de Naomi, mas aconteceu que ela foi ao campo de um homem rico chamado Boaz, que logo se casou com ela (Rt 2:1-3).

Perversos judeus e romanos mataram a Jesus de Nazaré, mas não fizeram isso sem que o conselho eterno de Deus tivesse assim determinado que fosse (At 2:22-24; 4:27-28). Eles cumpriram cada profecia que Ele havia entregue centenas de anos antes (Jo 19:31-37). Mas Ele os considerou responsáveis e apagou do mapa a nação deles pelo crime (Mt 23:34-36; ITs 2:14-16).

O tempo e a ocasião, governados por Deus, são fatores os mais importante para os sucessos humanos do que a própria rapidez, força, sabedoria e entendimento ou habilidade do homem (Ec 9:11). Os homens não sabem o que nem quando alguma coisa vai acontecer (Ec 9:12). Deus ordenou os eventos de tal forma que os homens não conseguem encontrar nada fora do Seu controle no universo (Ec 7:14).

Portanto, a sabedoria piedosa submete tudo à vontade de Deus (Tg 4:13-15). Como os santos não conhecem as coisas secretas Dele, eles rogam em oração até que elas sejam reveladas (Dt 29:29; IISm 12:22-23). Eles tremem, em obediência e humildade, diante do glorioso Deus deles (Ec 12:13-14; Is 66:1-2). Eles traçam grandes planos, mas rogam a Ele pelo sucesso (Pv 21:31; Sl 127:1).

Fazem planos, mas eles sabem que Ele governa os detalhes (Pv 16:9). Eles não se gloriam em nada daquilo que possuem, meramente sabendo que receberam as dádivas soberanas Dele (ICo 4:7; 15:10). Eles não estão desesperados, porque sabem que Ele governa o futuro (IICo 4:8-18). Eles não temem ao homem, porque sabem que a vontade de Deus certamente será realizada (Dn 3:16-18; At 21:14).

Vemos aqui a fé dos eleitos de Deus. Eles glorificam o Criador deles, ao invés de irritá-lo, como fez Belsazar (Dn 5:21). Eles sabem que o curso de suas vidas está além do conhecimento e da capacidade deles, pois isto está nas mãos de Deus (Jr 10:23; At 17:28). Eles O buscam com diligência, sabendo que Ele pode direcionar a providência favorável sobre eles (Sl 37:23; Hb 11:6). Eles riem da sorte, da fatalidade, e coincidências, sabendo que tudo é uma questão de providência.

Considerando que o segredo Dele para as suas vidas é desconhecida, os eleitos se dedicam às conhecidas coisas reveladas - os mandamentos que devem guardar (Dt 29:29). Ao invés do desespero com os seus segredos e providências soberanas, eles O buscam de todo o coração, e se submetem com alegria e ações de graça, independente da porção deles na vida.

Os eleitos que fugiram por refúgio em Jesus Cristo através da soberana dádiva da fé Dele, deveriam saber que os cabelos de suas cabeças estão contados, e que são mais valiosos do que muitos pardais (Mt 10:30-31). O grande Oleiro preparou-os desde antes da fundação do mundo para serem vasos de misericórdia para a vida eterna (Rm 9:21-24; Ef 1:3-12). Ele os predestinou para a salvação, e Ele fará com que isso aconteça (Rm 8:28-39).