Provérbios 20:22

Não digas: Vingar-me-ei do mal; espera pelo Senhor, e ele te livrará.

Play Audio

A vingança é doce? O seu espírito e o mundo dizem que sim. Mas o Senhor Deus celestial declara que é pecado. Em quem você vai acreditar? Salomão alertou o seu filho contra este pecado (Pv 24:28-29). Ele falou ao seu filho para que nem pensasse a respeito de revidar o mal com qualquer pessoa. Ao invés de assumir o controle com as suas próprias mãos no que diz respeito aos seus inimigos, permita que o SENHOR cuide da questão.

Quando alguém lhe machuca, a reação natural é raiva e pensamentos a respeito da autodefesa e da vingança. Você reage imediata, instintiva e violentamente. Isto acontece por causa do seu coração depravado herdado de Adão. Paulo descreveu os seus próprios instintos naturais da seguinte forma: "Porque também nós éramos, noutro tempo, insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros." (Tt 3:3).

A humanidade gosta de brigar e fazer guerra. Ao invés de fazer vista grossa às ofensas, você quer retribuir na mesma moeda! Ao invés de perdoar ofensas, você consegue guardar rancor para sempre! Paulo descreveu o seu caráter beligerante de uma forma bem objetiva, "Cuja boca está cheia de maldição e amargura. Os seus pés são ligeiros para derramar sangue. Em seus caminhos há destruição e miséria; e não conheceram o caminho da paz." (Rm 3:14-17).

A vingança vem do orgulho; um homem humilde não se preocupa em retribuir o mal. A vingança cega: ela pode facilmente levar a crimes horríveis, incluindo o assassinato. Os provérbios de Salomão tratam da sabedoria, e a raiva cega da vingança perverte sua habilidade de perceber, entender e de julgar corretamente. Ela destrói a sabedoria. E leva você a ações pecaminosas.

As questões em pauta são as ofensas pessoais dirigidas a você. As ofensas contra Deus devem ser tratadas como ensina a Bíblia: crianças rebeldes devem ser punidas; membros da igreja em pecado devem ser afastados; cidadãos violentos devem ser executados pelo rei, etc. Ofensas pessoais devem ser ignoradas e os inimigos pessoais devem ser amados (Mt 5:38-48). Esta é a lei de Jesus Cristo, e esta é a mais alta forma de caridade e de sabedoria no mundo.

Ao invés de revidar o mal com o mal, um homem sábio e nobre retribuirá o mal com o bem, evitando, dessa forma, o perigo cego do rancor e da vingança, acalmando os seus inimigos com bondade e paciência, e glorificando a Deus em uma situação difícil (Pv 25:21-22; Lv 19:18; Rm 12:17-21; ITs 5:15; Hb 12:14; Tg 3:16-18; IPe 3:8-11). Isto é sabedoria! Aprenda-a hoje!

Você não deveria sequer pensar em vingança, nem mesmo em seu coração, nem mesmo quando o mal sobrevém os seus inimigos de outras fontes! Deus e Salomão condenaram qualquer alegria quando os seus inimigos caem (Pv 24:17-18). Pensamentos pecaminosos contra outra pessoa é assassinato (Mt 5:21-22)!

Quem são os seus inimigos hoje? Existem alguns contra quem você está ressentido? Você está guardando rancor ou pensamentos de vingança contra alguém? Talvez o seu cônjuge? Talvez um colega ou o patrão no trabalho? Talvez um vizinho? Talvez um membro da igreja? Confesse o seu pecado a Deus e busque por oportunidade de fazer amizade com ele! Trate deles como você gostaria de ser tratado, não como eles te trataram (Lc 6:27-36). Esta é a verdadeira sabedoria! Este é o verdadeiro cristianismo!

Homens gloriosos passam por cima das transgressões pessoais praticadas por outros (Pv 19:11). Eles não são movidos, especialmente à ira ou à vingança, pelas ofensas dos outros. Eles são nobres demais para serem perturbados, desviados ou destruídos por coisas tão pequenas e insignificantes. Se você não consegue ignorar as ofensas de uma maneira gloriosa e nobre, só existe uma outra opção - à maneira de Deus (Mt 18:15-17)!

José consignou as ofensas dos seus irmãos à soberania de Deus e não lhes fez qualquer mal, mesmo tendo o poder de fazê-lo (Gn 45:5; Gn 50:20). Abigail protegeu Davi de uma vingança tola contra Nabal (ISm 25:23-25), e ele permitiu que Simei o amaldiçoasse, crendo que Deus ouviria (IISm 16:5-14). Aprenda a entregar a sua alma ao seu fiel Criador (IPe 4:19).

A melhor vingança é deixar os inimigos com Deus. Ele é mais justo, Seus juízos são mais terríveis. A vingança é Dele: Ele retribuirá (Dt 32:25; Lc 18:7-8; Rm 12:19; Hb 10:30). Davi entregou Saul ao Senhor, mesmo podendo matá-lo. Qual foi o resultado? Saul apavorado consultou uma feiticeira, matou a si mesmo, foi pendurado para ser visto pelos filisteus, foi cremado, teve os seus ossos enterrados sob uma árvore, e sua descendência foi excluída do trono!

Moises foi maldosamente confrontado pela sua irmã e Corá. Ao invés dele mesmo punir esses rebeldes arrogantes e profanos, ele deixou a questão nas mãos do SENHOR. Miriã foi duramente repreendida pelo Senhor, se tornou branca pela lepra, e ficou em quarentena fora do acampamento (Nm 12:1-15). E o que aconteceu a Corá? Ele foi engolido vivo pela terra (Nm 16:1-40)!

Só o Senhor pode criar e sustentar um espírito amoroso e pacífico num homem, para que a raiva e a vingança sejam apenas pensamentos transitórios de tolice. Fé em Deus é a cura, pois Ele sempre tomará cuidado dos Seus. Creia nisso! Se você é culpado por pensamentos de vingança, confesse a sua maldade a Deus, se lance sob a misericórdia Dele pedindo força, ore pelos seus inimigos, e busque oportunidades de fazer o bem a eles. Esta é a sabedoria e a vontade de Deus!