Provérbios 19:28

A testemunha de Belial escarnece do juízo, e a boca dos ímpios engole a iniqüidade.

Play Audio

O SENHOR é o Deus da verdade (Dt 32:4). Ele exige honestidade e veracidade em todos os seus negócios. Você precisa dizer toda a verdade e nada mais do que a verdade, especialmente quando você estiver falando a respeito de outras pessoas. Aqueles que enganam e mentem enquanto são testemunhas mostram o seu desprezo a Deus e à justiça e tem, ainda, um apetite ganancioso pelo pecado. Mas eles terão a recompensa deles, pois tanto Deus como os homens desprezam tais perversos insensatos (Pv 19:29; 22:10; 24:9; Is 29:20-21).

Quando você for indagado a respeito de outra pessoa, você precisa tomar uma decisão que revelará o seu caráter. Ou você fala a cuidadosa verdade a respeito da situação, ou você compromete a verdade de forma a proteger a si mesmo ou a um amigo, assegurar uma vantagem, ou obter uma vingança. Se você responder falsamente para aqueles que estão em autoridade ou necessitando de informação, você se revelará como um escarnecedor da justiça - considerando que a questão é de pouco valor, sem respeito ou consideração para com ela. Deus proíbe.

O diabo é um mentiroso e o pai da mentira (Gn 3:4; Jo 8:44). Quando você corrompe ou distorce uma questão a respeito de outra pessoa, você é uma testemunha impiedosa obedecendo ao diabo (Ef 2:1-3; At 5:3). Você deve estar pensando que justiça e retidão são piadas, pois você os trata como se nada fossem pelas suas ações. Mas o SENHOR da verdade declarou nos Dez Mandamentos, "Não dirás falso testemunho" (Êx 20:16; Dt 5:20).

Perjúrio não é uma questão irrelevante para o SENHOR dos céus e da terra. Ele odeia as falsas testemunhas (Pv 6:19)! Creia nisso! Deus condenou-as repetidas vezes na Bíblia (Pv 10:18;25:18; Êx 23:1,7; Lv 19:11,16).

A falsa testemunha pagará aqui e no além (Pv 19:5,9; 21:28; Ap 21:8,27). A ira Dele contra a mentira inclui a calúnia, a difamação, a fofoca e os boatos - crimes eufemisticamente chamados de intriga, mas atualmente quase esquecidos. De que maneira estão estes pecados relacionados com a mentira? Eles envolvem o uso da língua para destruir a outros (Lv 19:16; Sl 15:1-3).

O que acontecia com as falsas testemunhas sob a lei civil de Deus? A punição em questão era executada no que havia perjurado. Se assumirmos que fosse um julgamento capital por assassinato, a falsa testemunha seria executada (Dt 19:16-21)! Se um globo ocular estava em consideração, o que perjurara teria o seu olho arrancado. Perfeito! Os homens sábios rapidamente percebem que testemunhas no sistema legal de Deus aprenderiam a dizer toda a verdade! Na realidade, a honestidade nas cortes de justiça e nos negócios legais aumentaria drasticamente!

Aqueles que mentem a respeito dos outros não têm qualquer consideração por equidade, imparcialidade, justiça ou probidade e, por isso, Deus os taxa de zombadores - um tipo desprezível do insensato perverso que está fora do alcance de qualquer ajuda. Ele descreve as bocas deles, que fácil e rapidamente despejam insinuações perversas e falsas histórias, como uma iniquidade devoradora. Eles são notórios e gananciosos pecadores, sem consciência, que mentirão sem remorso ou preocupação sempre que for conveniente, por ganho ou vingança.

Leitor, você despreza a falsa testemunha? Você sempre conta a verdade, toda a verdade e nada mais do que a verdade, que Deus assim me ajude? Aqui está a prova: o que é que você faz quando ouve alguém manchando outra pessoa? Você se mostra visivelmente irado, advertindo-as a respeito das suas maldades, e acaba com a conversa (Pv 25:3; Sl 101:5; ITs 5:14)? Se você não fizer isso, você é um cúmplice nos seus pecados, pois dar ouvidos às suas mentiras ou difamações é um pecado em si (Pv 17:4).

Louve a Deus pela Testemunha Fiel e Verdadeira sentada à mão direita de Deus (Ap 3:14). Ele logo declarará os verdadeiros fatos a respeito da sua vida, relembrando todas as coisas boas e as más que você praticou (Pv 15:3; Ec 12:14; Mt 25:31-46; IICo 5:10). Mas se o seu nome não estiver no Livro da Vida, você será lançado no lago de fogo, que é a segunda morte (Ap 20:11-15). O seu nome está lá? Rogue a Ele por misericórdia (Lc 18:14; Jo 5:24).