Provérbios 19:26

O que aflige a seu pai ou afugenta a sua mãe filho é que envergonha e desonra.

Play Audio

Filho! O grande Deus fará você pagar a dor e a vergonha que a sua tolice custou aos seus pais! Seu tratamento ingrato a eles cairá sobre a tua cabeça. Prepare se! A retribuição com o mal pela bondade e amor deles faz com que o Deus dos pais envie Seus corvos famintos e filhotes de águias em sua direção (Pv 20:20; 30:17). Eles observam você agora!

Filho! Eles são os responsáveis pelo seu existir. Eles alimentaram, vestiram e protegeram você. Seu pai deleitou-se em você e economizou para o seu futuro; sua mãe caducou e mimou a você. E agora você os despreza em palavra e ação. Você gasta o tempo e os bens deles. Você não tem tempo para a mulher que mais ama você. A sua perversidade chegou até o céu!

Este provérbio é apenas uma observação, a não ser que você descubra a lição oculta. Provérbios são ditados obscuros, não são declarações curtas de forte impacto (Pv 1:6). Se pesarmos a dor que esta perversa criança causou aos seus pais, nós devemos ver o fogo divino da justiça caindo sobre ele. Se as palavras de Deus, "Sabei que o vosso pecado vos há de achar", são verdade em geral, elas certamente o são neste caso!

O filho desgasta o seu pai gastando seus bens com um viver dissoluto (Pv 28:7-24; 29:3; Lc 15:13). Ele desgasta o espírito do seu pai, sobrecarrega o seu coração, prejudica a saúde dele, e o manda para a sepultura com tristeza (Gn 44:29). Esta tristeza é uma calamidade para o pai (Pv 17:21,25; 19:13). O que deveria ter sido a glória e o sucesso do pai se tornou a origem das suas últimas dores.

Este miserável afugenta a sua mãe ao ignorar seus conselhos de advertência, trazendo amarga disputa dentro da casa dela, rejeitando-a como uma meretriz, vivendo um estilo de vida com o qual ela não pode concordar, a alienando dele a sua afeição (Pv 10:1; 17:25). Finalmente, quando ele tiver consumido tudo, ou se ele tem muito, ele recusa tomar conhecimentos dos desejos e das necessidades dela. De que maneira a ternura de uma mãe possa ser retribuída por uma crueldade tão fria e esmagadora?

Um filho assim traz a vergonha e a reprovação sobre o seu pai, sua mãe, seus filhos, o nome da família e sobre si mesmo. Mas ele está tão apaixonado por si mesmo que ele não se importa. Ele pisoteia a todos debaixo dos seus pés sem qualquer consideração pelos sentimentos das pessoas da sua própria carne e sangue ou das opiniões de Deus e dos homens. Estes rebeldes merecem tudo que Deus poderá trazer sobre eles!

Criança! Você precisa tremer diante deste provérbio e das palavras dele! De Deus não se zomba! Tudo aquilo que você semear, você colherá (Gl 6:7). Se Deus ordenou a morte por uma palavra ou um olhar leviano (Pv 20:20; 30:17; Dt 27:16), quão grande será a fúria Dele por estas ações? Se ele determinou a aplicação da pena capital por praguejar ou bater, o que Ele fará com este bruto insensível (Êx 21:15)? Se o honrar os pais traz a promessa de longa vida, qual será a violência básica que ele merece (Ef 6:2-3)?

Criança! Maltratar aqueles que mais o amam e cuidam de você é um pecado agravado e excessivamente perverso à vista de Deus. Seu orgulho e egoísmo são tão grandes ao ponto de torná-los vazio de afeição natural (Rm 1:30-31). Você tem negado totalmente a religião cristã, e você é pior do que um infiel (ITm 5:8).

Criança! Humilhe-se agora! Arrependa-se da sua rebelião e da sua livre vontade! Rogue a Deus e aos seus pais por misericórdia! Nunca é tarde demais, se você puder ainda sentir um pouco que seja de misericórdia pelos seus pais, pois isso traria, pelo menos, uma extensão da sua tranquilidade.

Pais de um insensato! Sejam confortados. Não existem pais perfeitos e o grande Deus nunca justifica a perversidade dos filhos por causa de falhas ou faltas dos pais. Ele é o Deus dos pais, e como um Pai celestial, Ele vai se lembrar de cada detalhe do investimento e da dor de vocês aqui e no além. Rogue a Ele por sabedoria à luz das suas dificuldades (Tg 1:2-5).

Leitor, quanta honra você dá ao seu Pai celestial? Você tem desperdiçado qualquer porção da preciosa graça que Ele tem derramado sobre você (IICo 6:1; Hb 12:15)? Você tem sido motivo de vergonha ou repreensão sobre o glorioso nome Dele (Ez 20:39; ITm 6:1)? Você está vivendo como um filho de Deus, trazendo alegria ao seu Pai (Mt 5:43-48; IICo 6:14-18; Ef 5:1)?