Provérbios 18:1

Busca seu próprio desejo aquele que se separa; ele insurge-se contra a verdadeira sabedoria.

Play Audio

A sabedoria só é adquirida por um esforço dedicado. E poucos homens têm o desejo ou efetuam o esforço para adquiri-la. Por esta razão o Pregador louva o homem ou a mulher estudiosa.

A maioria dos homens viverá, respirará e morrerá em tolice ignorante, inclusive aqueles a quem claramente foi oferecida a sabedoria. E as suas vidas e a dos seus filhos sofrerão a dor merecida.

O versículo seguinte confirma esta distinção entre os homens, pois tolos não têm prazer algum em aprender; eles estão ocupados demais com os seus pensamentos e fantasias (Pv 18:2; 17:16).

Caro leitor, o Autor e escritor deste provérbio lhe louvaria pelo seu desejo e esforço de adquirir sabedoria? Será que Deus e Salomão lhe louvariam pela sua diligencia em aprender?

Quando um homem deseja sabedoria, ele tem que fazer sacrifícios. Ele evitará distrações que roubam o seu tempo e direcionam de forma errada a sua alma. Ele se separará de amigos e prazeres que não contribuem para este grande objetivo. Ele rejeitará as ambições de riquezas, educação, recreação ou exercícios físicos. Sua vida pode ser solitária. Esperançosamente, numa igreja de santos sinceros, ele encontrará alguns poucos que escolhem o mesmo caminho (Lc 8:14; ICo 9:24-26; I Jo 2:15-17).

Como um homem de Deus ele deve limitar as suas obrigações nesta vida (IITm 2:4; ITm 6:6-12). Pois esta busca cansará a sua carne já cansada (Ec 12:12). E as ignorantes falas delirantes do mundo são uma influência que ele precisa evitar (Pv 9:6; 13:20; ICo 15:33; II Cor 6:14-18).

Ele aprenderá que quando está sozinho ele tem os momentos mais doces de comunhão e instrução do Seu Pai celestial (Sl 4:4; 63:5-6; Mt 6:6; Jó 33:14-18). Ele sabe que examinar a sua vida e considerar o caminho dos seus pés exige separação de todos os barulhos e atividades dos outros (Pv 4:26; Sl 26:2; 77:6; 139:23-24).

Deus escolheu uma noite escura para falar com Abraão (Gn 15:5), o vazio atrás do deserto para falar com Moisés (Êx 3:1), o vale para falar com Esdras (Ez 3:22), os desertos para falar com Jo (Lc 1:80) e a Arábia para falar com Paulo (Gl 1:17). O nosso abençoado Senhor levantou muito cedo para se encontrar sozinho com o Seu Pai (Mc 1:35), ou passava a noite a sós com Ele (Lc 6:12).

Com a grande facilidade de viagens, telefones, internet e toda a sorte de dispositivos de comunicação em nossos lares, escritório e carros, nós somos amaldiçoados com uma maldição! A solitude se tornou algo cada vez mais difícil e não é compreendida por ninguém. As horas que o fazendeiro passava com um boi e Deus foram roubadas pelo progresso! Escrever salmos enquanto pastoreia ovelhas é um luxo que a nossa geração pervertida não permite! Nós até mudamos os relógios para poder espremer mais atividades em um mesmo dia, quando o sol está gritando, "Pare!" Rebeca ainda estaria solteira em nossos dias, se ela esperasse por um homem que estivesse meditando no campo (Gn 24:62-67)! Senhor, nos ajude a fugir para as montanhas!

Tendo-se separado das diversões que enganam, distraem e destroem a maioria dos homens, o homem bom busca e se aprofunda - se envolve, se interessa e se ocupa - em todas as facetas da sabedoria. Ele mergulha no estudo e na contemplação de todos os aspectos da criação e da revelação, com o Santo Espírito, as Escrituras e o homem de Deus como seus guias. Esta busca exige uma procura meticulosa e intensa (Pv 2:1-9; II Tim 2:15; I Tim 4:13-16).

Até mesmo a avestruz e o cavalo merecem a sua cuidadosa atenção e consideração (Jó 39:13-25)! De que maneira você se lembrará, meditará e se concentrará em todas as Sua obras em poucos minutos (Sl 143:5)? Você consegue compreender as dimensões do amor de um Salvador em poucos minutos (Ef 3:14-19)? Tendo a plenitude de Deus como a sua recompensa pessoal, será que ela não merece maiores investimentos? Qual foi a última vez que você rompeu em louvor por causa de um único pensamento (Rm 11:33)?

De que forma você consegue ler, ou mais ainda, considerar e meditar sobre 31.173 versículos em sua Bíblia? Mas o Salmo 119, o mais longo capítulo da Bíblia, louva a meditação cuidadosa de cada versículo! Somente um homem com um grande desejo, que se separa de outras distrações, fará qualquer progresso nesse projeto extenso e valioso.

Alguns, com um desejo fraco, dirão que não há tempo suficiente. Por isso o apóstolo nos disse para remirmos o tempo para a sabedoria (Ef 5:15-17). Você pode adquirir o tempo desistindo de outras atividades. Existem 168 horas em uma semana, só pouco mais da metade desse tempo é gasto em trabalho e sono. Há muito tempo desperdiçado e gasto em buscas tolas e em má administração. Senhor, nos ajude!

As Escrituras nos falam de dedicados procuradores de sabedoria. Davi e Daniel oravam diariamente três vezes (Sl 55:17; Dn 6:10). O nosso abençoado Senhor, às doze horas estava imbuído de toda a sabedoria enquanto que os seus pares brincavam (Lc 12:41-52). Os discípulos deixaram tudo para seguir a Sabedoria encarnada (Mc 1:16-20), e Paulo considerou tudo o mais como esterco (Fp 3:7-14). Ele escolheu alguma coisa para fazer (Fp 3:13), e ele conhecia a tolice de uma mente dividida (Tg 1:8). Os bereanos, de bom grado, tinham ouvido a pregação de Paulo e examinavam as Escrituras diariamente (At 17:11).

Durante quantos minutos você leu a Palavra de Deus? Durante quantos minutos você orou? Estudou um provérbio? Reviu um sermão? Contemplou ou discutiu questões espirituais significantes?

Caros pais, o que você fez para plantar essa ambição em seus filhos? Ana treinou Samuel tão bem que ele adorou o Senhor depois de ser desmamado (ISm 1:20-28)! Lóide e Eunice treinaram Timóteo extensivamente na fé e nas Escrituras (IITm 1:5; 3:15)! É dever dos pais treinar seus filhos na educação e admoestação do Senhor (Ef 6:4).

O nosso Senhor nos ensinou que o reino dos céus é semelhante a um tesouro escondido, pelo qual o homem venderia tudo que tinha para comprar a propriedade e cavar pelo tesouro (Mt 13:44). Ou é como a pérola maravilhosa, pela qual ele venderia tudo o que tinha para adquiri-la (Mt 13:45-46).

A sua vida reflete este santo zelo? Que sacrifício você fará hoje para buscar a sabedoria?

Poucos entenderão este provérbio e menos ainda os que a viverão. O caminho da ignorância e da tolice, que conduz ao inferno aqui e no além, é muito espaçoso com muitas pessoas andando por ele. E o caminho da sabedoria, que leva à vida aqui e na glória, é muito estreito com poucos que o encontram. Que nenhuma pessoa, que nomeia o nome de Cristo, seja achada no caminho largo!

Você pode dispor de alguns minutos das 168 horas semanais de uma semana para buscar a sabedoria? Porque você morreria tolamente, tendo a sua vida como uma grande perda de tempo, e os seus filhos amaldiçoados de terem que repetir sua ignorância e sofrer as suas consequências? Os anjos desejam investigar estas coisas que nos envolvem (IPe 1:12), mas nós estamos ocupados demais? Que o escritor e o leitor examinem as suas almas!