Provérbios 17:20

O perverso de coração jamais achará o bem; e o que tem a língua dobre vem a cair no mal.

Play Audio

Um coração mau ou um modo mau no falar traz problemas. Os dois lhe amaldiçoarão duas vezes! Se você permitir o mal em seu coração, você não encontrará o bem vindo na direção de sua vida. Se você permitir que a sua língua profira coisas más, você será prejudicado como recompensa. Temos aqui um aviso solene a respeito de certas consequências por não controlar a língua e o seu modo de falar. Tome cuidado!

Um coração rebelde é ruim, do contra, difícil de agradar, desagradável, orgulhoso, irracional e perverso. Considerando o seu oposto, um bom coração é cordato, fácil de agradar, prestativo, gracioso, humilde, educado, correto, submisso, racional e justo. Pessoas rebeldes são más, revoltados, criadores de caso e perversos. Eles são tolos.

Um homem com um coração perverso é rebelde - ele despreza o obedecer aos seus pais, pastores, empregadores ou o governo. Ele é arrogante e justificará os seus pecados todas as vezes. Ele pode ferir as pessoas à sua volta sem qualquer remorso. Ele não consegue ser feliz e satisfeito, não importa os esforços feitos para agradá-lo. Ele despreza o pobre e tem inveja do rico. Ele é perverso.

Um homem com um coração perverso, não encontra o bem. Ele não é abençoado. Ele não conhecerá o favor de Deus e dos homens (Pv 11:20). Mesmo que os homens digam, "Você conhece o meu coração", seu coração é facilmente visível pela sua conduta (Pv 20:11; Mc 7:21-23; Lc 6:43-45).

Ananias e Safira eram cristãos. Pedro os batizou, eles eram membros da igreja em Jerusalém. Eles eram proprietários de terras e demostraram caridade para com os pobres. Mas tiveram inveja da atenção dispensada a Barnabé pela sua oferta (At 4:34-37). Por causa do amor pelo dinheiro, seus corações perversos escolheram mentir a respeito de suas doações e isto lhes custou a vida (At 5:1-11).

Uma língua perversa é má, obstinada, irracional, iníqua e enganosa. A considerar o seu oposto, uma língua sadia é pura, mansa, agradável, correta, racional, bondosa, justa e reta. Uma língua perversa diz as coisas erradas no momento errado e na maneira errada. Tal forma de falar é danosa, irritante, tumultuante e destrutiva.

Um homem com um coração perverso faz picadinho daqueles que estão perto dele, especialmente a sua família. Ele critica quem ele quer criticar e sempre que sente vontade. Ele zomba da autoridade. Ele ora na igreja e pragueja a caminho de sua casa. Ele bajula um freguês difícil, mas estraçalha a sua delicada mulher ainda durante mesma hora. Ele canta "ò, como eu amo Jesus" - e em seguida grita com um motorista. Ele difama, calunia e cochicha a respeito dos outros sem qualquer consideração. Ele é pessimista e reclamador. Sua língua é má. Ele não consegue proferir coisas santas e bondosas exceto quando o faz hipocritamente.

Deus odeia essa fonte amarga, que borrifa veneno de um poço envenenado. Esse homem sofrerá dano. Ele será perturbado tanto por Deus quanto pelos homens que se opõe a ele (Pv 18:6,7). Os amigos que ele arranja não são verdadeiros amigos, pois eles só estão ali pelo que podem conseguir. Eles certamente não estão ali pelo prazer e pela paz da sua língua corrupta e destroçadora. Ele fica considerando o porquê das coisas ruins que acontecem continuamente com ele, mas não consegue admitir que a sua forma de falar é corrupta.

Arão e Miriã criticaram Moisés por causa da sua esposa etíope e, por isso, Deus tornou Miriã branca com a lepra (Nm 12)! Corá e os príncipes de Israel falaram com desrespeito a Moisés, "Basta! Pois que toda a congregação é santa, cada um deles é santo, e o Senhor está no meio deles; por que, pois, vos exaltais sobre a congregação do Senhor?" O manso Moisés ficou furioso e, pela terra, Deus os engoliu vivos, a eles e às suas famílias." (Nm 16:1-34)!

A verdade da questão é que um coração perverso produz uma língua perversa. É praticamente impossível ter um e não ter o outro, por causa da abundância do que está no coração a boca fala (Mt 12:33-37). Assim, um coração ruim gera uma maneira de falar corrupta, o que gera a maldição em dobro mencionada no versículo de hoje. Guarde o seu coração com toda a diligencia (Pv 4:23)!

Você não está encontrando muitas coisas boas na vida? Você está tendo muitos problemas? Existe uma boa razão para isso! Você não está controlando os pensamentos do seu coração nem as palavras da sua língua da forma como deveria. Os seus pecados do coração e a má maneira de falar trouxeram o juízo de Deus e a desaprovação dos homens sobre a sua vida. Arrependa-se! Volte o seu coração para a justiça!