Provérbios 16:23

O coração do sábio instrui a sua boca e acrescenta doutrina aos seus lábios.

Play Audio

Homens sábios não conseguem ocultar a sua sabedoria: isto fica evidente pelo seu modo de falar. O homem sábio não gasta sua sabedoria: ele ensina a sua boca e o seus lábios a se comportarem. As palavras e a maneira do homem falar revelam mais a respeito da sua sabedoria ou tolice do que qualquer outra coisa. Tolos não conseguem esconder sua estupidez, pois as suas palavras os revelam clara e rapidamente (Ec 10:12-13).

Leitor, você tem desejo de se tornar grande à vista de Deus e dos homens? O sucesso exige um coração bom e honesto, onde todas as questões da vida se iniciam (Pv 4:23; Mt 12:34-35; 15:16-20). As intenções nobres, puras e sábias no coração logo ensinarão e transformará o restante da pessoa, especialmente o modo de falar. Como as palavras são tão óbvias às outras pessoas e traduzem um impacto para o bem ou para o mal, a fala apropriada é uma preocupação primária de uma pessoa que está procurando ser alguém de destaque.

Você é uma árvore de vida (Pv 15:4)? Deus lhe deu uma língua com uma função adicional, à de fazer o alimento descer pela sua garganta. Ele lhe deu uma língua para que você O glorificasse e proferisse palavras de conforto e de auxílio a outros, e é por isso que Ele a chama de sua “glória” (Sl 30:12; 108:1; Cl 3:16). Você a usa bem?

A sua língua pode lhe causar grandes danos ou lhe trazer grandiosas coisas boas, e Deus e os homens lhe recompensarão adequadamente (Pv 18:21). Palavras excelentes são uma coisa boa que os homens amam (Pv 15:23; 24:26; 25:11). Você controla a sua língua? Um homem sábio conhece o perigo de o muito falar (Pv 10:19). Ele sabe que até um tolo pode parecer um sábio quando ele não está falando (Pv 17:27-28). O silêncio é ouro.

Você é lento no falar? Deus lhe deu dois ouvidos e uma boca, portanto, seja rápido no ouvir e lento no falar (Tg 1:19). O falar apressado lhe fará pior do que um tolo (Pv 29:20).

Você estuda antes de falar? Colocar os pensamentos para fora ou falar no calor da emoção é tolice. Você deve prestar atenção à questão toda e estudar antes de falar (Pv 15:28; 18:13).

Você ama a benevolência? As palavras de um homem sábio são agradáveis, porque elas fluem de um coração puro, cujo falar até os reis desejam ouvir e favorecer (Pv 22:11; Ec 10:12; Cl 4:6).

Você ensina a outros? Quando você fala, você deve comunicar certas palavras da verdade (Pv 22:17-21; IPe 3:15). O seu objetivo é de edificar os outros ou botá-los para cima (Pv 16:24; Ef 4:29).

Você é um consolador? Você faz uma festa para aqueles que estão desanimados (Pv 25:20)? Você conforta os de mente fraca (ITs 5:14)? Não cause sofrimentos como os amigos de Jó (Jó 16:2).

Você odeia a fala e as brincadeiras tolas? Deus odeia o cacarejar vazio dos tolos e Ele julgará o mundo por tanto desperdício de fala (Ec 7:1-6; Ef 5:3-5).

Você é um guardião da reputação de outros homens? Odeie a calúnia, a difamação, o fuxico e o cochichar (Pv 6:16-19). Você mesmo não cometa estes pecados, e faça com que os outros também parem (Pv 25:23).

De forma a ter um bom falar, você precisa, primeiramente, limpar o coração, que é a fonte de suas palavras. Se você não tornar o coração bom, as suas palavras nunca serão boas. Confesse a Deus os seus pensamentos tolos e maus, e ore para que Ele o ajude a guardar os seus lábios (Sl 19:14; 139:23-24; 141:3; Is 6:5). Então você precisará encher o seu coração de palavras puras da escritura de forma a ter coisas bonitas e de auxílio a dizer (Pv 22:17-21; Sl 37:30; 119:46,172).