Provérbios 16:15

O semblante alegre do rei significa vida, e a sua benevolência é como a nuvem que traz chuva serôdia.

Play Audio

Conquistar a aprovação e o favor dos governantes é sábio. Salomão foi um grande rei, e ele preparou a nação para o seu filho reinar, por isso ele usou a monarquia, com absoluta autoridade para ensinar a lição (Ec 12:9). Se um rei assim se enfurecer, você está morto (Pv 16:14; 20:8). Se um rei assim estiver satisfeito com você, isto é uma grande bênção, como é descrito aqui (Pv 19:12).

A fisionomia do rei é a sua aparência, comportamento ou espírito. Uma fisionomia alegre é uma atitude ou uma conduta favorável, como revela a segunda parte do provérbio. A ira do rei pode trazer uma sentença de morte rápida (Pv 16:14). Mas a sua aprovação traz, em contrapartida, vida e bênção como uma chuva temporã, que chega antes da colheita e traz consigo crescimento e humidade.

Salvo entendimento em contrário, quando Salomão escreveu a respeito dos reis, ele descreveu um rei justo usando apropriadamente o seu poder (Pv 20:26; 25:5). Autoridade absoluta é estranha ou intimidante nos nossos dias, porque você nunca viu tal poder, como também você não tem visto com frequência o poder civil usado com justiça. Um rei com grande autoridade é um quadro realmente lindo de se ver (Pv 30:29-31).

Homens sábios apaziguam governantes irados (Pv 16:14). De que forma? Sendo tolerantes e pacientes e usando um modo gentil de falar (Pv 15:1; 25:15). Escolhendo se submeter ao invés de um confronto (Ec 8:2-4; 10:4). Eles conquistam a aprovação e o favor de governantes pela diligência, fidelidade, submissão e sabedoria (Pv 14:35; 17:2; 22:11). José, Davi, Ester e Daniel foram promovidos por esta maneira de se comportar.

A lição se aplica a todos os níveis de autoridade, começando com o primeiro relacionamento. Filhos devem obedecer e honrar a seus pais (Ef 6:1-3; Lv 19:3; Dt 27:16). Mulheres devem reverenciar os seus maridos (Ef 5:33; IPe 3:1-6). Empregados devem respeitar seus empregadores (ITm 6:1-2; Tt 2:9-10). Membros de igreja devem ter consideração com seus pastores (ITs 5:12-13; ICo 4:1; Hb 13:7 e 17).

Deus determinou a autoridade pela Sua infinita sabedoria e, assim, desrespeitar qualquer esfera dela é pura rebelião contra o próprio Deus (Rm 13:1-2; IPe 2:13-17; ISm 8:7). Ele reservou algumas das palavras mais contundentes da Bíblia, aplicando-os aos rebeldes (IIPe 2:10-12; Jd 1:8-10). Ele reservou alguns julgamentos mais severos para aqueles rebeldes (Nm 5:11-31; 16:28-35; IIRs 2:23-24).

Existe outro Rei, cuja ira ou favor representam muito mais. Ele é o Rei dos reis, o próprio Senhor Jesus Cristo. Davi afirmou a Seu respeito, "Beijai o Filho para que se não irrite, e não pereçais no caminho; porque dentro em pouco se lhe inflamará a ira." (Ps 2:12). Brevemente, você estará diante do Seu terrível trono para prestar contas da sua vida (Rm 14:10-12; IICo 5:9-11; Ap 20:11-15). Rogue pela misericórdia Dele, hoje! Se você O agradar, prazeres eternos muito melhores do que uma chuva temporã estará aguardando por você (ICo 2:9)!