Provérbios 16:9

O coração do homem traça o seu caminho, mas o Senhor lhe dirige os passos.

Play Audio

O homem é uma criatura inteligente: ele tem desejos e pode planejar os meios de realizá-los. Criaturas irracionais não conseguem fazer isto; eles só reagem pelos seus instintos. Mas o Deus soberano gerencia os detalhas dos planos dos homens para que sejam dependentes Dele; pois Ele pode abençoar o homem de bem com detalhes favoráveis, bem como, virar de cabeça para baixo os planos dos homens perversos.

No nosso provérbio de hoje temos o governo de Deus sobre a nossa raça. O homem propõe; Deus dispõe. O homem planeja livremente; Deus dirige poderosamente. O homem de boa vontade faz projetos; Deus com destreza ordena. O homem age como quer; Deus se contenta pela forma que Ele usa as ações do homem. Ele é SENHOR!

Muitos vagueiam e questionam pela vida toda, desejando saber a vontade de Deus para eles. Mas a vontade Dele não é um mistério, e grande parte da resposta se encontra neste provérbio. Confie suas obras ao Senhor (Pv 16:3; Sl 37:4-5), descubra uma maneira de atingir os seus piedosos objetivos desejados (Pv 16:1; 15:22; 20:18), e creia que Ele cuidará dos detalhes (Sl 27:23; 84:11). É simples!

Obediente leitor cristão, estas palavras são para você; o SENHOR lhe deu um coração, e assim siga suas afeições por aquilo que você prefere. Ele lhe deu uma mente, portanto pense em como chegar lá. Considerando que você já a entregou ao Senhor e segue as regras da sabedoria das escrituras, vai firme! Não importa o que seja! Simplesmente a submeta à vontade de Deus (Tg 4:13-15)!

Não existe alguma coisa "perfeita", por isso não corra atrás dela. Vivemos num mundo pecaminoso; tudo é imperfeito. Deus não revelou escolhas perfeitas para nós. Você não consegue ver nem os cinco minutos futuros. Você vai gastar a sua vida procurando; e você será sempre frustrado. Quase todo tipo de trabalho servirá, se o Senhor dirigir os seus passos! E isso se aplica ao casamento, procura por uma casa, negócios comerciais, tamanho da família e assim por diante.

Rute decidiu em seu coração apanhar espigas - catadas atrás daqueles que faziam a colheita - o pior dos serviços disponíveis (Rt 2:2)! Mas o SENHOR dirigiu os seus passos ao campo de Boaz, um homem rico, solteiro e que se casou com ela, e foram bisavós de Davi (Rt 2:3; 4:17). Glória!

Os judeus haviam sido condenados! Ester planejou em seu coração convidar o Rei Assuero e Hamã para um banquete apesar de ter até receio de convidar o rei (Et 4:16,17). Mas o SENHOR tocou no coração dele para com ela; e depois que ela falou com ele a respeito dos perversos planos de Hamã, o rei o encontrou rogando pela sua vida sobre a cama dela e isso foi a gota d''água (Et 7:7,8). Dê a glória a Deus!

Abraão planejou uma maneira de encontrar uma mulher para Isaque, e o servo dele encontrou Rebeca rapidamente. Jacó pensou num meio de fugir de Esaú, e o Senhor o abençoou ao ponto de se tornar rico e ter uma grande família. José escolheu ser justo, e o Senhor dirigiu os seus passos diretamente para o trono do Egito. Jessé planejou enviar alimento para os seus filhos que estavam no exército pelas mãos do seu filho mais novo José, não sabendo que Deus estava dirigindo os passos de Davi para um confronto com Golias!

Mas vamos ver o outro lado da história de Ester. Hamã planejou um meio em seu coração para aniquilar os judeus e ele manipulou o rei Assuero de forma que assinasse um decreto (Et 3:1-15). Mas o Senhor dirigiu os seus passos até a uma humilhação e ruína total a construir um patíbulo, numa hora que o levou a prestar honras a Mordecai e cair sobre a cama de Ester (Et 5:1-7:10)!

Considere o reverso de José. Seus irmãos planejaram uma forma de se livrar do "sonhador", que os atormentava por causa de suas divinas revelações; mas o Senhor dirigiu os passos deles, levando-os a venderem José ao Egito, onde ele salvaria a todos da inanição (Gn 45:4-8; 50:19-21).

Os judeus planejaram em seus corações se livrarem de Jesus de Nazaré, mas o nosso glorioso SENHOR virou o plano deles de cabeça para baixo. Pois a crucificação Dele foi uma escolha de Deus para a salvação do povo que odiavam e esperavam arruinar; e Ele retornou em santa vingança para destruir o templo, a cidade e a nação deles. Cada passo que tomaram nesse mais abominável crime estava nos propósitos eternos de Deus (At 2:23; 3:18; 4:28; 15:18).

Quando ouvirem as estratégias dos perversos, não fiquem incomodados por eles, de forma alguma. Eles não podem fazer nada que Deus não tenha planejado invalidar para a Sua própria glória, propósito e povo. Veja os comentários de Provérbios 19:21.

Quando enfrentar decisões não sabendo o que fazer, aqui está a sabedoria. Submeta a sua vida e obras ao SENHOR, escolha o curso que mais lhe agrada dentro dos limites da santa sabedoria, e confie no Senhor quanto aos detalhes. Não busque nem se agite a respeito da perfeita escolha, pois você não é capaz de fazê-la. Seu Pai celestial tem cuidado por você, e Ele pode fazer muito mais do que compensar por qualquer "erro" que você comete ao fazer uma escolha inferior.