Provérbios 15:15

Todos os dias do aflito são maus, mas a alegria do coração é banquete contínuo.

Play Audio

Uma vida maravilhosa é uma escolha - escolhendo ter um coração piedoso e alegre! Uma vida má - cheia de problemas, dor e miséria - também é uma escolha. Pois pessoas negativas e descontentes escolhem o permitir que as circunstâncias e os sentimentos tolos destruam suas vidas.

Temos aqui um dos maiores provérbios. Leia-o novamente. Medite nas suas palavras. Leia-o novamente. Considere o seu valor. Ele ensina a diferença que há entre uma vida miserável e uma maravilhosa. Que mais você quer? E o Pregador nos deu isto em poucas palavras de beleza e ritmo. Não é de se admirar que Davi afirmou que a palavra de Deus tinha mais valor do que o ouro, que era mais doce do que o mel, e traz grande recompensa (Sl 19:10-11)!

O contexto, que nem sempre é significativo em Provérbios, nos dá sabedoria interna do rei mais sábio e do único Deus verdadeiro (Pv 15:16-17). Depois de gastar a sua vida e a sua fortuna tentando tudo para encontrar a felicidade e a razão da vida, ele oferece contrastes e classifica a qualidade dos alimentos e das vidas. Uma festa contínua está ao alcance de todo leitor! É sua escolha evitar a dor, a escuridão e a tristeza de uma vida sem esperança (Ec 5:10-20)!

A maldade de que fala este provérbio não é pecado: é problema, sem paz ou prazer. Uma vida má, neste sentido, é dura, dolorosa e miserável. As escrituras usa a palavra ''mal'' nesse sentido (Jó 2:10; Is 45:7; Am 3:6). É como Jacó descreveu a sua vida atribulada (Gn 47:9). Seu cunhado e seu sogro o odiavam; suas quatro mulheres eram invejosas; ele manquejava continuamente; seus filhos eram mentirosos, incestuosos, invejosos e assassinos; sua mulher favorita morreu ao dar à luz; e o seu filho predileto tinha sido, supostamente, morto por animais selvagens.

Aflições - problemas, dificuldades e desapontamentos - ocorrem num mundo pecador. Davi afirmou que o justo tem muitas aflições, apesar de que o Senhor o livra de todas elas (Sl 34:19). Como você as considera faz toda a diferença no mundo! Você pensa nelas, fala a respeito delas, se concentra nelas, e imaginas mais algumas delas? Você deixa que o diabo arraste o seu espírito para baixo ao inferno da depressão e uma vida derrotada? Deus nos livre!

Se baixarmos totalmente a nossa guarda e escolhemos uma perspectiva negativa de um reclamante descontente, poderíamos relacionar milhares de "aflições". Mas 99% delas são insignificantes e de nenhuma consequência, e o 1% restante fica totalmente eclipsado por bênçãos inumeráveis que Deus tem concedido graciosamente. Não baixe a sua guarda! Eleve o seu coração!

Você conhece muitos murmuradores e reclamadores. Quando você se encontra com eles, sempre têm uma nova estória negativa, suplicando por sua piedade. Eles têm um pedaço de pele solta na raiz da cutícula; precisam de mais tempo para dormir; o dinheiro deles está curto; seu carro está precisando de freios; tiveram que trabalhar muitas horas extras; a mulher está importunando ele a respeito do telhado que vaza; os maridos delas trabalham horas demais; ela gasta demais no supermercado; ele gasta demais com suas pescarias; as crianças estão gripadas; o governo não usa o dinheiro de impostos corretamente; ninguém na igreja os ama; seus pais não lhe enviam dinheiro há mais de dois anos; seus irmãos ingratos precisam de ajuda para remover um piano; suas irmãs estão sempre reclamando; estão com excesso de peso; sofrem com seus gases; você se esqueceu do seu aniversário; e o Senhor ... não responde às orações com a rapidez desejada!

Todos os dias do aflito são maus! Eles se consideram os atuais Jó da vida. Mas nunca tiveram o caráter dele, nem conseguem imaginar seus sofrimentos, e não saberiam a diferença entre a adoração e a maldição. Se você perguntar a esses cafajestes se estão agradecidos por alguma coisa, eles sofrem uma contração dos músculos do queixo como se tivessem sofrido uma cãibra localizada! Que profanação! Esses ingratos deveriam confortar o mundo se despedindo dele! De que forma Deus trata com pessoas assim? Ele as destrói (ICo 10:10; Dt 28:47-48)! Obrigado, Senhor!

Todos os maus eventos que acontecem com o justo são em consequência de uma de quatro razões: a glória de Deus, o aperfeiçoamento da fé, o castigo pelos seus pecados ou a consequência da sua tolice. Considerando com sabedoria, todos estes são bons eventos! A glória de Deus deveria ser o nosso objetivo constante: desenvolvimento da nossa fé é uma grande bênção; castigo é prova do amor de Deus, e para o nosso benefício; e as consequências nos leva à sabedoria. Obrigado, Senhor!

Um sábio cristão só tem bons eventos em sua vida! Levante o seu coração! Paulo encontrava prazer nas aflições (IICo 12:9-10), e Tiago nos diz que devemos considerá-las todas com alegria (Tg 1:2-4). Paulo nos diz que devemos regozijar sempre (Fp 4:4; ITs 5:16), por isso os cristãos hebreus se regozijavam em perder o seu patrimônio (Hb 10:34)! Você consegue se vangloriar nas tribulações (Rm 5:3-5)?

O homem que tem um coração alegre dificilmente tem aflições. Tudo que ele vê é a glória de Deus, as bênçãos da vida, e a esperança do céu! Ele pode e consegue relacionar mil coisas pelas quais ele não era merecedor e pelos quais é muito agradecido! Ó, Senhor, que sempre possamos ser homens assim!

Se as suas prioridades estão corretas, biscoitos de água e sal com espinafre é um banquete de duplo cardápio (Pv 15:17; 17:1). Se você olhar para o peso de glória eterno, as aflições da terra se tornam estranhamente suaves (ICo 4:17-18)! Piedade com contentamento é grande ganho, independente das aflições (ITm 6:6)! Se você conhece a Jesus Cristo, que mais neste mundo você poderia desejar (Hb 13:5; Sl 73:25-26)! Se você tem contentamento, você pode estar satisfeito sem que tenha tido uma refeição (Fp 4:11-13). Se Jesus está jantando com você, quem se importa com o que está na mesa (Ap 3:20)?

Considere o agrupamento de seis aflições descritas por Habacuque (Hc 3:17). Temos aqui uma total ruina financeira, mas a resposta de um coração alegre diz, "Todavia, eu me alegro no Senhor, exulto no Deus da minha salvação. O Senhor Deus é a minha fortaleza, e faz os meus pés como os da corça, e me faz andar altaneiramente” (Hc 3:18-19).

Ligue a música e dance! E é bom que você dance com pés leves, como os da corça! O Senhor vai lhe trazer de volta aos seus altos lugares. Creia nisso antes que desmaies no desespero das aflições (Sl 27:13-14)!

Cristão, se você é culpado de uma percepção negativa, arrependa-se da sua maldade, aceite o perdão de Jesus Cristo, e escolha ser alegre no Senhor e agradecido pelas suas bênçãos. Seu pastor terá prazer em lhe citar dez motivos pelos quais você pode dar graças. Alegria é um mandamento, não uma opção, não uma circunstância. Deus espera que tenhamos corações alegres pela abundância de todas as coisas, e nenhum povo ou nação sequer imaginou a prosperidade que desfrutamos a cada dia (Dt 28:47). Para quem foi dado muito, muito mais lhe será exigido, o que torna o nosso dever de escolher um coração alegre como uma alta prioridade! O Espírito nos adverte.

Jesus Cristo veio para dar aos seus filhos vida abundante (Jo 10:10)! Esta vida é cheia da comunhão com o Pai e com o Filho (IJo 1:3-4)! De que maneira você pode tê-la? É simples! Ande à luz da santidade Dele e confesse os seus pecados (IJo 1:5-10). O reino de Deus é justiça, paz e alegria no Espírito Santo (Rm 14:17)! A esperança é a fonte de vida da alegria, e os santos que creem estão cheios de esperança (IITs 2:16; IPe 1:3).

Nem pense no dia de amanhã; Ele cuidará desse dia (Mt 6:34). Não seja ansioso, preocupado ou temeroso. Entregue as suas necessidades ao Senhor, com ações de graça e Ele lhe dará paz que excede todo o entendimento humano (Fp 4:6 e 7). Sua vida neste momento é boa, se você estiver olhando na direção certa; e só pode melhorar!

Caro leitor, o que está errado na sua vida? Não responda a essa pergunta! Nem mesmo a considere (que não seja um autoexame sóbrio e limitado no Espírito). Olhe para o Deus infinito, Àquele que o ama como o Seu querido filho adotivo, e Quem está preparando um novo lar para onde você mudará em breve! Conte as suas bênçãos! Uma a uma, conte quantas são!

O que devemos fazer com os murmuradores, que desejam viver uma vida aflita e cheia de miséria? Se estiverem temporariamente atribulados ou fracos na fé, nós podemos consolá-los e apoiá-los; mas se eles estão desgovernados em suas queixas, nós os admoestaremos e os repreenderemos (ITs 5:14). Se eles forem os nossos filhos, nós esmagaremos seus espíritos ingratos e negativos (Ef 6:4). E mesmo que estejamos nos deleitando na prosperidade, nos regozijamos com tremor, porque a nossa prosperidade pode não continuar (Sl 2:11).

Para aqueles poucos que encontraram as plenas riquezas de Jesus Cristo, eles participam de uma festa contínua nesta vida e que se estenderá ininterruptamente pela glória eterna adentro e a festa das bodas do Cordeiro. A água do Seu banquete sacia a sede para sempre; o pão concede a vida eterna; e o Seu sangue é alimento eterno. Busque a Ele hoje, caro leitor cristão, e não abandone a sua busca até que você O encontre. Ali você achará plena alegria e prazer para sempre (Sl 16:11).