Provérbios 15:9

O caminho do perverso é abominação ao Senhor, mas este ama o que segue a justiça.

Play Audio

Algumas pessoas dizem, "Deus odeia o pecado, mas ama o pecador." Mas tais palavras não são tiradas da Bíblia! Os homens inventaram este rima para fazer cócegas nos ouvidos dos pecadores não regenerados e cristãos carnais, que querem um Deus que os aceite, não importa como. Quando este provérbio é entendido, ele confirma a mensagem do resto das escrituras, que Deus abomina e detesta pessoas perversas, suas orações, e seus estilos de vida. "Adore a Deus na beleza da Sua santidade."

Este provérbio não é politicamente correto, mas Deus e Salomão não estavam preocupados com o que o homem possa pensar! Considere o pensamento corrente. Sodomia não é mais uma abominação ao SENHOR; é "gay"! Adultério não é mais uma abominação ao SENHOR; é um caso! Crianças rebeldes não são mais uma abominação ao SENHOR; eles são hiperativos! Mas os homens sábios aceitarão todas as declarações de Deus e odiarão qualquer opinião contrária (Sl 119:128)!

Este provérbio contém duas frases contrastantes que dão o sentido completo. Deus odeia o caminho do ímpio, e Deus ama o homem que busca a justiça. Ao compararmos "o caminho do perverso" com "o que segue a justiça", aprendemos que Deus odeia tanto o pecador e o seu estilo de vida e ama o homem justo como também o seu estilo de vida. Preste atenção quanto a mudança do pecado para pecado na lista de Salomão, das coisas que Deus odeia (Pv 6:16-29).

Considere o contexto. O provérbio anterior é parecido e ajuda revelar o ódio que Deus tem para com um estilo de vida pecaminosa. "O sacrifício dos perversos é abominável ao Senhor, mas a oração dos retos é o seu contentamento." (Pv 15:8). Deus odeia até o sacrifício do perverso - sua adoração e atividades religiosas. Mas Ele ama as orações dos retos. Quando um homem escolhe o pecado contra o Altíssimo, Deus despreza e detesta sua adoração (Pv 21:27; 28:9).

A diferença é grande! Ou Deus abomina a sua vida ou Ele a ama. Ou você segue o caminho da perversidade, ou você segue o caminho da justiça. Você não consegue entender a diferença entre o ódio de Deus e o Seu amor? A diferença é muito grande! Você não consegue evitar que Deus o despreze ou o favoreça. A grande maioria não importa mais, porque eles foram seduzidos à vida carnal pelos falsos ensinamentos do incondicional amor de Deus por eles.

É claro que o ditado "Deus odeia o pecado, mas ama o pecador" é confortante. Mas verifique o ditado antes de crer nele (Pv 14:15; ITs 5:21). Será que aqueles que estão no inferno estão cantando "Jesus me ama e quer salvar-me"? Por acaso Noé postou um "smiley" (carinha sorridente) do lado de fora da arca que dizia: "Sorria! Deus ama você!" O que Jesus Cristo quis dizer, quando Ele dirá aos ímpios no Dia do Juízo, "Nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade." (Mt 7:23). Você acredita que Ele ama a Satanás, também, que é muito mais glorioso do que qualquer homem?

O que mais a Bíblia diz a respeito daqueles que praticam a iniquidade? Davi escreveu, "Pois tu não és Deus que se agrade com a iniquidade, e contigo não subsiste o mal. Os arrogantes não permanecerão à tua vista; aborreces a todos os que praticam a iniquidade. Tu destróis os que proferem mentira; Senhor abomina ao sanguinário e ao fraudulento." (Sl 5:4-6). Surpreso? Se você é um cristão típico hoje em dia, o único salmo que você conhece é o Salmo 23.

Mas Davi tinha mais a dizer a respeito do ódio de Deus pelos ímpios. Ele também escreveu, "O Senhor está no seu santo templo; os céus tem o Senhor seu trono; os seus olhos estão atentos, as suas pálpebras sondam os filhos dos homens. O Senhor põe à prova ao justo e ao ímpio; mas, ao que ama a violência, a sua alma o abomina. Fará chover sobre os perversos brasas de fogo e enxofre, e vento abrasador será a parte do seu cálice." (Sl 11:4-6).

O Deus celestial, antes de qualquer outra coisa, é santo. Ele não pode olhar com aprovação qualquer mal (Hc 1:13). Ele não pode absolver o perverso (Na 1:3). Ele não pode inocentar o culpado (Êx 34:7). Ele ama a justiça e odeia a iniquidade (Sl 45:7; Hb 1:9). Ele afogou o mundo com um dilúvio. Ele destruiu com fogo as cidades de Sodoma e Gomorra. Ele aniquilou as sete nações de Canaã. Ele se ira contra os perversos todos os dias (Sl 7:11).

Esta parte da natureza de Deus é ignorada nos dias de hoje, porque os homens querem um papai açucarado no céu que sorrirá e lhes dará algodão doce quando pecam. Mas considere Davi, que foi um homem segundo o próprio coração de Deus. Ele odiava os inimigos de Deus com um ódio perfeito (Sl 139:21-22; Sl 26:5; 31:6; IISm 5:8). Quando o seu filho Josafá tentou ser amigável com um homem perverso, Deus se irou com ele por essa perversão da justiça (IICr 19:2).

Como pode Deus amar alguém, considerando que todos são pecadores (Sl 14:1-3; Rm 3:23)? Ele escolheu alguns em Cristo Jesus antes do início do mundo para que fossem santos e inculpáveis diante Dele em amor (Ef 1:3-4)! Por causa desta escolha em Cristo, Ele os vê como sendo perfeitamente santos à Sua vista! Ele os predestinou para se tornarem seus filhos por uma graciosa adoção, porque Ele tinha escolhido pela Sua própria vontade torná-los aceitáveis em Cristo o Amado (Ef 1:5-6)!

O amor de Deus é uma escolha, e Ele escolheu amar alguns (Rm 9:14-18). É precisamente por essa razão muito importante que a Bíblia fala de Jesus Cristo amando a igreja (Ef 5:25), de forma alguma permitindo a interrupção do amor de Deus pelo Seu povo (Rm 8:29-39). A confirmação de Jesus de que Ele não tinha perdido um só daqueles que haviam lhe sido dado para salvar (Jo 6:38-39; 10:26-29; 17:2), e que Ele amorosamente castiga os Seus filhos, não os bastardos (Hb 12:6-8).

É claro que esta doutrina é desprezada e odiada. Os homens vêm a este mundo como tolos e a vasta maioria permanecem tolos. Somente aqueles que nasceram de novo pelo Espírito de Deus, tremendo diante de Deus e da Sua palavra podem ver e crer na verdade (Jo 3:3; 8:47). Só eles podem entender as coisas de Deus (ICo 2:14; IICo 4:3-4; IITs 2:9-14).

Leitor! A evidência de que você é um dos eleitos e amados de Deus no céu é a sua busca de justiça! Deixe os maus caminhos deste mundo e siga o caminho estreito e apertado que Ele definiu para você em Sua palavra (Mt 7:13-14).