Provérbios 14:29

O longânimo é grande em entendimento, mas o de ânimo precipitado exalta a loucura.

Play Audio

Você é muito esquentado? Rápido para se irar? Estas são marcas de um insensato! Coloque o seu espírito sob controle e o mantenha governado, ou você atrapalhará ou até mesmo destruirá a sua vida. Grande sabedoria inclui o autocontrole para governar o seu espírito. Se você não puder controlar a sua raiva, você dirá e fará muitas coisas tolas. O conselho de Salomão é para você ir mais devagar e se irar lentamente.

A raiva não é sempre errada. Deus se ira com os perversos todos os dias (Sl 7:11). O SENHOR se irou com Moisés (Dt 1:37; 4:21), Salomão (IRs 11:9), e Israel (IIRs 17:18). Você deve mostrar a sua raiva contra aqueles que estão difamando a outros (Pv 25:23). Mas Deus é lento no irar, o que dá a você o seu santo exemplo e padrão (Sl 103:8; 145:8)!

Paulo ensinou aos santos efésios para se irarem sem pecar, e se livrar da ira antes do anoitecer (Ef 4:26). A raiva alimentada por mais tempo gerará amargura, e abre uma brecha em sua vida para o próprio diabo (Ef 4:27). Jesus condenou a raiva "sem motivo" como comparável com um assassinato (Mt 5:21-22). Mas esta efeminada geração removeu estas três palavras ''e não pequeis'' das modernas versões da Bíblia de forma a condenar todo o tipo de raiva.

Moisés ficou com raiva de Israel por adorar um bezerro de ouro com um concerto rock e danças desnudados (Êx 32:19-29). Sua justa indignação levou à punição severa dos rebeldes para a salvação da nação. O Senhor Jesus Cristo ficou irado com uma multidão que não queria que Ele curasse a mão mirrada de um homem no dia do Sábado (Mc 3:1-5). Raiva contra o pecado é bom, e quando é orientada pela piedade pode ser uma qualidade (Ne 13:23-28).

Mas a raiva raramente é uma emoção construtiva. Ela geralmente causa uma reação excessiva, circunstâncias mal entendidas, maus motivos para julgar, ações sem a consideração apropriada, reagindo mais severamente do que o necessário, falando com excessiva dureza, ignorando conselhos, e tirando de linha as prioridades. Portanto, um homem sábio será bastante lento em deixar a raiva se desenvolver.

Sabedoria é o poder da avaliação correta; entendimento é a correta compreensão. Ambos ficam comprometidos na proporção e na velocidade e intensidade da raiva. Quanto mais rápido você se irar, menos sabedoria você terá sob a influência daquela raiva. Quanto maior for a intensidade da sua raiva, menor será o entendimento que você terá sob o calor da paixão. A raiva causa brigas desnecessárias e muitos pecados (Pv 21:24; 26:21; 29:22; 30:33).

Raiva apressada é um pecado comum. Salomão alertou contra ela (Pv 14:17; 15:18; 16:32; 25:8.28; Ec 7:8-9). Tiago escreveu que a ira não era compatível com o agradar a Deus e, por isso, deveria ser bastante tardia (Tg 1:19-20). Paulo disse a Tito para ordenar homens ao ministério que fossem lentos em se irar (Tt 1:7). Um homem sábio postergará a raiva para mais tarde e ficará feliz e nobre em passar por cima das ofensas pessoais contra si mesmo (Pv 19:11; Mt 5:38-42).

Governar o seu espírito é básico para a sabedoria e o sucesso (Pv 16:32). A raiva começa no coração, que deveria ser preservado com toda a diligência (Pv 4:23). A afabilidade, a longanimidade, e a paciência são alguns poucos nomes para a virtude de rejeição da rápida ira. E você deve evitar homens raivosos, pois eles criarão a tentação para que você seja como eles (Pv 14:7; 22:24; ICo 15:33). Para você prosperar diante de Deus e dos homens, você precisa odiar a raiva pecaminosa e evitá-la.

O Senhor Jesus Cristo foi o Homem perfeito - a plenitude de Deus em um corpo humano (Cl 2:9). Até mesmo os seus inimigos não conseguiram provoca-lo à ira, apesar de O terem tentado desesperadamente, mas Ele escolheu ser como um cordeiro á época da tosquia (Lc 11:53-54; 23:10; Is 53:7; IPe 2:23). Mas o dia está chegando quando Ele pisará o lagar da ferocidade e da ira do Deus Todo Poderoso, e virá julgar furiosamente o mundo (IITs 1:7-10; Ap 19:15).