Provérbios 13:17

O mau mensageiro se precipita no mal, mas o embaixador fiel é medicina.

Play Audio

É um pecado perverso trair a confidência e a confiança daqueles que lhe dão uma tarefa. O funcionamento próspero de uma sociedade depende dos homens executarem seus deveres com diligência e integridade. Homens ímpios, facilmente se distraem e falham em seus compromissos. Mas homens fiéis buscam completar a tarefa, e eles são um benefício a todos os envolvidos naquela tarefa.

Se você enviar uma pessoa preguiçosa numa missão, a preguiça dele vai lhe irritar. Salomão escreveu, "Como vinagre para os dentes e fumaça para os olhos, assim é o preguiçoso para aqueles que o mandam" (Pv 10:26). Se você enviar um insensato, você estará implorando por um prejuízo. Salomão também escreveu, "Os pés corta e o dano sofre quem manda mensagens por intermédio do insensato." (Pv 26:6).

Homens fiéis trazem prosperidade para os negócios. Eles são saúde para a operação, o que não é verdade dos mensageiros mal intencionados e perversos. A certeza em saber que um homem terminará a tarefa com sucesso é uma bênção. Salomão escreveu, "Como o frescor de neve no tempo da ceifa, assim é o mensageiro fiel para com os que o enviam, porque refrigera a alma dos seus senhores." (Pv 25:13).

Antes de existirem e-mails, telefones e correspondências, mensagens eram enviadas de pessoas e nações por emissários e embaixadores. Homens perversos não levavam isto a sério, e não conseguiam entregar corretamente a mensagem ou em tempo. Em missão, eles se desviavam do caminho, e eram facilmente distraídos por muitas tentações. Podia se contar com fiéis embaixadores para que a mensagem fosse transmitida em tempo e com precisão. A prosperidade individual e nacional eram bem servidas.

Os santos de Deus devem ter uma reputação impecável diante do mundo, como foram José e Daniel (Gn 41:38-40; Dn 6:1-5; ITm 6:1; Tt 2:9-10). Quando lhes for confiada uma tarefa, procure se exceder a todas as expectativas ao realizá-la (Pv 22:29; Rm 12:11; Ef 6:5-9).

A pregação foi a maneira que Deus escolheu para enviar a verdade aos homens. A maioria dos pregadores são mensageiros perversos, que se desviam e não transmitem com precisão a Sua Palavra. Mesmo nos dias de Paulo, havia muitos que corrompiam a Palavra de Deus (IICo 2:17; 11:3-4,13-15; Fp 3:18-19; IJo 4:1). E esta tendência maligna vai ainda piorar nos últimos dias (ITm 4:1-3; IITm 3:6-7; IITm 4:3-4; IIPe 2:1-2). Timóteo era uma raridade, tendo a mesma preocupação de Paulo pelas igrejas (Fp 2:19-21).

Ministros devem ser ordenados com cuidado (ITm 3:1-13; ITm 5:22). Eles devem ser homens fiéis (ICo 4:1-2; IITm 2:2; Tt 1:6-11), que não serão distraídos com este mundo (IITm 4:13-16). Eles precisam se dedicar totalmente ao seu trabalho (ITm 4:13-16). Devem manusear as Escrituras com honestidade (IICo 4:2) e com muito estudo (IITm 2:15). Quando as igrejas possuem embaixadores fiéis, elas terão saúde espiritual (Ne 8:1-12; ITm 4:15-16).