Provérbios 12:21

Nenhum agravo sobrevirá ao justo, mas os ímpios ficam cheios de mal.

Play Audio

Algumas pessoas constantemente têm dores e dificuldades. Temos aqui uma regra geral vinda das observações de Salomão a respeito da existência humana; os perversos, com frequência, são perturbados pelas consequências naturais e sobrenaturais das suas tolices e pecados; mas os justos têm uma vida pacífica e protegida. Há uma recompensa para os homens justos - eles serão protegidos das dificuldades.

Uma regra geral sempre permite exceções, mas as exceções não alteram a regra geral. Por exemplo, Jó era um homem reto e justo, mas ele sofreu enormemente por um pequeno período enquanto estava sob a provação da sua fé e paciência permitida por Deus (Jó 1:1). Mas Jó não é razão para explicar as dificuldades constantes pelo pecado em muitas vidas, pois a verdade afirma, "Só existe um Jó"!

O pecado não compensa. Se você escolhe o pecado, as forças naturais o punirão. Governos civis processam criminosos; empregadores despedem maus trabalhadores; crianças desprezam pais negligentes; pais punem crianças insensatas; amigos abandonam homens perversos; mulheres divorciam homens adúlteros; igrejas excluem pecadores notórios; bancos negam créditos questionáveis; experiências sexuais trazem doenças; embriagues causa ressaca; crime grave impede uma contratação de emprego; tolice financeira traz pobreza; e assim por diante.

Mas existe outra força operando? Deus não aceita ser objeto de zombaria. Se Ele fizesse vista grossa a pecadores, isso mancharia o Seu santo caráter (Nm 32:23). Quando os homens desafiam as Suas leis ensinadas na Bíblia, Ele os punirá com miséria, dor e dificuldades (Sl 11:6; 18:26; 83:1-18; 145:20; 146:9; Hc 1:3-12). Na realidade Deus enviará os seus anjos para os caçar e perseguir (Sl 35:5-6; Is 37:36; At 12:23).

Leitor, fique atento! O Deus celestial, o SENHOR Jeová, controla todos os perversos acontecimentos e circunstâncias desde indivíduos isolados a nações (Jó 2:10; 34:29; Ec 7:13-14; Is 45:7; Jr 18:7-10; Lm 3:37-38; Am 3:6). Pergunte a Nabucodonosor! O maior rei da história se recusou a por fim aos seus pecados para preservar a sua tranquilidade e, por isso, Deus trouxe sobre ele um terrível juízo, para que ele aprendesse que o orgulho e o pecado não compensam (Dn 4:27-37)!

O caminho dos transgressores é duro (Pv 13:15)! Eles não se dão conta em que tropeçam (Pv 4:19)! O caminho deles é uma sebe de espinhos (Pv 15:19)! Espinhos e armadilhas estão em seus caminhos (Pv 22:5)! Mas o homem que guarda a sua alma pelo seu santo viver evita todos esses problemas (16:17; 19:16; 22:5). O que é perversidade? É qualquer escolha ou estilo de vida que está fora dos padrões da justiça pura de Deus.

Existe uma recompensa para os justos. Os perversos parecem ter escapado das consequências dos seus pecados, mas eles serão moídos até o pó; e os justos regozijarão na vitória sobre eles (Sl 37:34-40; 50:16-22; 58:1-11). Escolha este dia para servir ao Senhor de todo o seu coração!