Provérbios 12:16

A ira do insensato num instante se conhece, mas o prudente oculta a afronta.

Play Audio

Que vergonha! Você está com raiva por causa do que? Porque você está perturbado? Aquilo foi tão ruim assim? Porque você perdeu o controle? A bondade de Deus dura para sempre (Sl 52:1)!

Um pavio curto marca um tolo, considerando que os homens prudentes evitam a vergonha da ira ao governarem seus espíritos. Seja rápido para ouvir, perdoar e servir; mas lento no falar e no irar (Tg 1:19)!

A ira é uma raiva veemente ou violenta; exasperação ou ressentimento intenso; profunda indignação. Homens sábios, seguidores da palavra de Deus, governam os seus espíritos para se guardar de tais sentimentos para com os outros, a não ser que a causa seja grande e injustificável (Pv 14:17,29; 16:32).

Raiva e ira são paixões poderosas, e fazem os homens dizerem e praticarem coisas que de outra forma não fariam. Portanto, eles precisam ser governados e governados com firmeza. Moisés feriu a pedra com raiva ao invés de falar a ela, e o Senhor o impediu de entrar em Canaã (Nm 20:7-13). A raiva levou Saul a tentar matar Jônatas, o seu próprio filho fiel (ISm 20:30-34).

Nem toda a raiva é errada, e Jesus só condenou a raiva sem razão (Mt 5:21-22). É claro, as modernas perversões da Bíblia, promoveram uma característica efeminada do cristianismo omitindo estas palavras de forma a condenar toda raiva. Assim fazendo eles envolveram Deus, o nosso Senhor, e todos os santos profetas, apóstolos e santos como pecadores!

Paulo ainda esclarece este ponto, explicando, "Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira" (Ef 4:26). Quando a raiva ocorre, você não pode deixar que ela o leve a pecar; e não se deve deixar que a raiva deteriore e se converta em amargura. A questão da provocação deve ser tratada com justiça e encerrada rapidamente.

Mas os tolos são rápidos para enraivecerem, por nenhuma razão justa. Provaram que eram tolos por não governarem seus espíritos. Homens sábios governam seus espíritos e controlam suas reações em qualquer situação. Tolos reagem sem pensar; homens sábios pensam antes de reagir. Tolos são governados pelas suas raivas; homens sábios governam suas raivas. E aqui está a lição do provérbio. Um homem prudente em primeiro lugar pensa e evitará a vergonha de uma raiva apressada, levando-o a agir tolamente (Ec 7:9).

E um homem prudente evitará homens raivosos, para não deixar a sua alma enlaçada (Pv 22:24-25). Leitor, governe o seu espírito, ao invés de ser governado por ele. "Porque a ira do homem não produz a justiça de Deus" (Tg 1:20). É impossível ser o filho de Deus que você deveria ser, se você permitir que a raiva se extravase do seu coração e lhe traga vergonha. Não há glória na raiva e no conflito, independente daquilo que a sua carne ou Satanás minta para você (Tg 3:14-16).