Provérbios 11:26

Ao que retém o trigo o povo o amaldiçoa, mas bênção haverá sobre a cabeça do vendedor.

Play Audio

Maldição ou bênção? Que tremenda diferença! E tudo decorrente da venda de trigo! Aprenda aqui a sabedoria de Deus: reter do mercado a colheita do trigo com o propósito exclusivo e injusto de aumentar os preços é errado.

No sistema capitalista americano, é comum, até mesmo com os crentes, em acreditar que qualquer "transação independente" (transação entre fatores que não dependem um do outro) é, moralmente, correto e bom. Por exemplo, se você tem uma vantagem comercial de um produto ou serviço, você pode cobrar qualquer preço que você queira: se alguém não gostar do seu preço, ele pode abrir mão do item ou comprá-lo em outro lugar. Esta forma de pensar é correta?

Na realidade, não é um bom negócio cobrar o quanto que você pode e ganhar o quanto você puder? Afinal de contas, os capitalistas americanos estão simplesmente usando o seu livre mercado econômico para auferir lucros, certo? Mas isto não é certo? Isto é bom? Deus aprova dessa maneira de pensar?

Nos idos de 1980, um bilionário texano descobriu uma maneira de ganhar o controle sobre o mercado de prata. Ao adquirir contratos futuros no fornecimento global de prata, ele fez com que a prata que custava R$ 5,00 passasse a custar R$ 50,00 para um determinado peso. Se a bolsa de mercadorias não tivesse mudado as regras para impedir que ele continuasse seus planos, ele teria atingido o seu objetivo. Ele poderia ter vendido cautelosamente seus contratos com enormes lucros. Ele poderia ter realizado lucros equivalentes a 150 vezes a quantia dos seus investimentos.

Isto é correto? Isto é bom? Deus aprova esta maneira de pensar? Isto não era simplesmente um grande negócio?

Não, Deus rejeita a realização de ganhos à custa dos outros. É errado obter o monopólio de mercado de uma determinada mercadoria com o objetivo exclusivo de obter lucros. Um fazendeiro com uma vantagem em milho deve vender a sua safra por preços razoáveis e modestos. Reter a sua safra para obter preços mais altos, quando o pobre depende da sua mercadoria, é errado.

O especulador ganancioso de prata em Dallas esqueceu que o pequeno fabricante de jóias em Des Moines, teria que pagar 10 vezes mais pela sua matéria prima, a prata. Mas o Senhor não se esqueceu dele.

Ganhos às custa de outros é errado (Pv 1:19), especialmente se forem pobres (Pv 14:21,31), eles dependem de mercadorias baratas; e aqueles que agem assim perderão suas riquezas para homens misericordiosos (Pv 28:8). Opressores podem estocar a prata como pó, mas o justo terminará sendo o dono da prata (Jó 27:16-17).

Você nunca perderá por ser generoso, misericordioso, e bondoso (Pv 11:24-25; Ec 11:1-6), pois aqueles que dão aos pobres estão emprestando ao Senhor, e Ele sempre reembolsa bem (Pv 19:17).

O que dizer a respeito do nosso Senhor Jesus? Ele tinha um monopólio legítimo de riquezas e glória, mas Ele entregou o Seu monopólio pelos seus eleitos, para que eles pudessem receber o dom da vida eterna (Fp 2:5-8; IICo 8:9).