Provérbios 10:23

Um divertimento é para o tolo praticar a iniqüidade; para o homem inteligente, o mesmo é o ser sábio.

Play Audio

O pecado é uma piada para a maioria das pessoas hoje em dia. A maldade que prejudica a outros é celebrada. As consequências do pecado são ignoradas e o repreensor é desprezado. Pecado é a alegria de muitos. Eles pecam sem medo, culpa ou vergonha. Eles brincam e contam piadas a respeito do mal: eles zombam dos justos. Mas tais homens são insensatos. Aqueles que possuem entendimento olha para a ímpia abordagem da vida deles e sabem que o juízo está a caminho. Os homens sábios sabem que há uma grande recompensa pela seriedade e a justiça.

"Os loucos zombam do pecado" ensina o homem sábio (Pv 14:9; 15:21). Eles se alegram com o pecado; eles o usam como divertimento para a televisão e os filmes. Os meninos mais levados da escola são os mais populares; o arrogante e o flagrante pecador são considerados corajosos e fortes; os artistas mais loucos são estrelas. Cantam o "rap" brutal a respeito dos seus temas favoritos, prostituição e violência. Mas o inferno, tanto aqui como o por vir, está a caminho. Veja os comentários de Provérbios 14:9.

O segmento da sociedade mais suscetível a esta doença são os homens jovens. Eles ainda têm a total tolice da juventude atada em seus corações, mas têm as habilidades e as liberdades para saírem e praticarem a maldade. Salomão temia a atração e a influência que exerciam sobre o seu filho (Pv 1:10-19; 2:10-22; Pv 13:20) Paulo alertou os homens jovens com um único conselho que os tornaria grande, se conseguissem praticá-lo, "Exorta semelhantemente os jovens a que sejam moderados" (Tt 2:6

Educação compulsória, uma piada se é que jamais houve, enche estes jovens tolos em salas de aula, onde velhas desalinhadas tentam ensiná-los assuntos ridículos que nada tem a ver com a vida. Qual é o resultado concreto para os homens jovens, que deveriam estar cumprindo um dia de jornada de trabalho, em um emprego de homem, sob a batuta de um homem? Tolice frustração, maldade, rebelião, e pecado! Eles instigam uns aos outros com brincadeiras pecaminosas, até que a sociedade fede as suas insanidades nocivas!

O que acontece com esses loucos quando chegam em casa? São alimentados com uma dieta de entretenimento profano que nada mais é do que maldade à custa de Deus e dos outros. Considere isto, leitor. A nossa nação está louca! Perversamente louca! As comédias, consumindo o tempo que deveria ser dedicada à família à noite, vêm direto do inferno em seu desrespeito por Deus, moralidade, sobriedade e outros fatores.

Jovens fornicadores tiram vantagens de meninas, sem qualquer consideração para com elas, seus pais ou os futuros maridos delas. Eles riem a respeito das suas proezas. Jovens glutões que participam de competições alimentícias, e se sacodem de tanto rir quando um deles põe a comida para fora. Eles colocam açúcar na gasolina do carro do diretor, e vibram quando ele tem que substituir o motor. Mas Deus não é zombado!

Os insensatos só pensam no momento; eles não tomam conhecimento das consequências do dia seguinte nem do juízo do juízo do Deus celestial quando ocorrer a morte. Os magistrados os colocam nas prisões; seus registros públicos agora incluem delitos graves; um insensato maior do que eles os molestam no chuveiro da prisão e contraem uma doença mortal; e a morte trará a prestação de contas com o Deus celestial. Quanto divertimento! Ha! Ha!

Que tipo de pessoa pensa e age desta maneira? Um insensato. Não há temor de Deus diante dos seus olhos (Sl 36:1-4; 53:1; Rm 3:18). Eles se alegram com o mal e se deliciam com a perversidade do ímpio (Pv 2:13). Eles são os banidos de cada nação, a calamidade e a lamentação de cada pai, o peso e a vergonha de cada mãe (Pv 10:1; 17:25; 19:13; 29:15).

De que forma eles são corrigidos? Facilmente! "Preparados estão os juízos para os escarnecedores e os açoites para as costas dos tolos." (Pv 19:29). "O açoite é para o cavalo, o freio, para o jumento, e a vara, para as costas dos tolos." (Pv 26:3). Porque a severa punição não é aplicada com rapidez em nosso país que temos a superabundância de anarquistas amorais (Pv 19:25; Ec 8:11).

Salomão, quando usou a morte como um meio de promover a seriedade, disse aos homens jovens, "Alegra-te, jovem, na tua mocidade, e alegre-se o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas essas coisas te trará Deus a juízo. Afasta, pois, a ira do teu coração e remove da tua carne o mal, porque a adolescência e a juventude são vaidade." (Ec 11:9-10).

Pais, vocês precisam ensinar os seus filhos a respeito da vida, da morte, da moralidade, do pecado, e do tratamento correto para com os outros. Piadas não devem ser permitidas (Pv 26:18-19; Ef 5:3-5), e especialmente aquelas a respeito do pecado e da maldade, e certamente não devem ser às custas dos outros. O carinhoso cuidado para com todas as coisas, até mesmo com relação aos filhotes de passarinhos no ninho, deve ser cultivado, mas especialmente o praticar o bem para com todos os homens (Dt 22:6-7; Gl 6:10; ITm 4:10).

Um homem de entendimento tem sabedoria relacionada com estas questões - ele enxerga através da tolice dos insensatos e os considera com atenção. Ele vê o problema de amanhã se aproximar pela tolice de hoje. Ele vê o julgamento que vem após a morte. Ele vê a grande recompensa da justiça. Seja sábio, leitor, e entenda (Pv 21:12; Jó 18:5-21; Sl 19:11; 37:34-38; 58:11)!

Moisés orou, "Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos coração sábio." (Sl 90:12). Ah, leitor, esta deve ser a sua oração e a sua busca! Pois o favor de Deus e a vida estão sobre o sábio, mas o caminho dos transgressores é difícil (Pv 13:15; IICo 5:10-11)!

Ao invés de preferir as alegrias e as brincadeiras que esta vida tinha a oferecer, o nosso abençoado Senhor olhava para a alegria que O esperava no céu (Hb 12:1-2; Sl 16:8-11)! Ele tinha sabedoria e entendimento para enxergar além da insensatez daqui e ver a alegria no céu. Isaac Watts nos estimulou escrevendo o seguinte, "O monte de Sião produz milhares de sagrados doces, antes de alcançarmos os campos celestiais, ou andarmos nas ruas de ouro." Somente a sabedoria e o entendimento da fé podem encontrar os sagrados doces aqui e ver as ruas de ouro ali. Senhor, abra os nossos olhos!