Provérbios 10:14

Os sábios entesouram o conhecimento, mas a boca do néscio é uma ruína iminente.

Play Audio

Homens sábios estudam e acumulam conhecimento antes de falar. Insensatos falam sem estudar; e seus armazéns de conhecimento e as suas mentes, estão vazios! Aqui está a diferença clara entre um homem sábio e um insensato - um sabe do que está falando, e o outro fala de pura ignorância.

Você já viu e ouviu estes dois grupos de homens. O homem sábio é reservado antes de falar, e é cuidadoso enquanto fala. Ele usa de cautela em suas afirmações, cauteloso em suas declarações, e sóbrio no seu falar. O insensato adora falar. Uma palavra em cima da outra, ele quase não consegue parar, mesmo para respirar. Em um grupo, ele domina a conversa, pois palavras continuam jorrando da sua boca.

Homens sábios, por serem prudentes e cautelosos a respeito de falar, estão seguros (Pv 15:2; 16:23; 20:5). Um homem sábio, quando indagado a respeito de algum assunto, ele busca analisar antes de responder, a não ser que ele está confiante a respeito do seu conhecimento do assunto (Pv 15:28; 24:26; 25:11; 29:11). Ele está empenhado em aprender tudo que pode, e só então ele o compartilha com os outros (Pv 1:5; 9:9; 18:1,15)

Os insensatos, por amarem o som das suas palavras, se metem em grandes problemas. Eles se comprometem em transações financeiras (Pv 6:1-5); se metem em disputas sem conhecer os fatos (Pv 25:8); eles fofocam insensatamente a respeito dos outros (Pv 25:9-10); ele se expõe prematuramente, sem necessidade (Pv 29:11); e estes são alguns dos seus erros. Falam demais enquanto conhecem muito pouco. Suas muitas palavras revelam ao mundo que são tolos, e são logo destruídos por falta de conhecimento.

Homens sábios acumulam conhecimento; insensatos jorram palavras. Homens sábios estudam; insensatos falam. Homens sábios estão preocupados com a verdade; insensatos estão ansiosos por serem ouvidos. Homens sábios são rápidos para ouvir e lentos no falar; insensatos são lentos no ouvir e rápidos no falar. Os homens sábios desprezam os insensatos. Os homens sábios crescem no favor de Deus e no dos homens; insensatos são desprezados por Deus e pelos homens.

É seu dever ser um homem sábio com a sua boca, e isto lhe trará sucesso. Você começa aprendendo a falar menos e a ouvir mais (Pv 17:27-28; Tg 1:19). Dê ênfase ao estudo acima do falar (Pv 15:28; 22:17-21). Se certifique que entendeu a situação antes de falar (Pv 18:13; Jo 7:24). Em seguida, certifique-se de que cada palavra é adequada à situação do momento (Pv 15:23; 25:11). E apresente cada palavra com afabilidade, usando só uma pitada de sal, se o ouvinte assim exigir (Cl 4:6).

O santo Deus do céu está voltando para julgar os homens segundo as suas palavras (Mt 12:37). Você dará conta de cada palavra fútil proferida - aquelas faladas sem ponderação ou razão (Mt 12:36). E Deus odeia a fala e a pilhéria insensata, o esteio principal desta geração (Ef 5:3-7). Você está pronto a se encontrar com este Juiz "Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, Senhor, rocha minha e libertador meu!” (Sl 19:14)?

Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, Senhor, rocha minha e libertador meu!