Provérbios 10:11

A boca do justo é manancial de vida, mas a violência cobre a boca dos ímpios.

Play Audio

A sua boca é um canal de saída do seu coração. É uma passagem que permite a saída daquilo que está no seu coração. Um homem justo tem um coração bom e nobre e a sua boca é um poço de vida para aqueles que estão à sua volta. Ele os conforta, encoraja e instrui. Um homem mau tem um coração mau e a sua boca está repleta de violência. Ele machuca e destrói aqueles que estão à sua volta.

Você pode conhecer o coração de um homem pela sua fala (Pv 10:20). Enquanto que muitos gostam de dizer, "Você não conhece o meu coração," é fácil conhece os seus corações pelo tipo de palavras que saem de suas bocas. Linguagem mansa, graciosa, prestativa, bondosa e modesta confirma um coração virtuoso. Mas palavras cáusticas, críticas, cruéis, ásperas, negativas e caluniadoras confirmam um coração depravado.

O Senhor Jesus Cristo explicou esta parábola. Ele disse, "Raça de víboras, como podeis vós dizer boas coisas, sendo maus? Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca. O homem bom tira boas coisas do seu bom tesouro, e o homem mau do mau tesouro tira coisas más." (Mt 12:34-35).

Este provérbio é fruto da observação de Salomão. Você consegue avaliar o caráter de uma pessoa pela sua linguagem. Um homem bom sabe que palavras são aceitáveis, e ele as profere na hora aceitável (Pv 10:32; 15:23; 25:11). Isto dá vontade de beijar os seus lábios (Pv 24:26)! Ele fala com intenções boas - para confortar, curar, encorajar, ensinar ou avisar (Pv 13:14; 15:7). Ele agrega à paz, o prazer e a prosperidade àqueles que estão à sua volta (Pv 12:18; 15:26; 16:24; 18:4).

Um homem mau não consegue governar a sua boca, consequentemente ela jorra o mal vulcânico que há no seu coração. Ele fala mais do que deveria (Pv 15:2,28; Ec 10:12-14). A espada áspera, odiosa e sarcástica da sua boca deixa sangrando aqueles que estão à sua volta (Pv 12:18; Sl 52:2). Ele não sente nenhuma dor de consciência ou remorso ao arruinar as reputações dos outros através da calúnia, da difamação, da maledicência ou de cochichos (Pv 26:20-28). Ele é uma testemunha falsa e mentirosa (Pv 14:5; 18:21; 25:18).

O provérbio tem duas metáforas. De que forma a boca de um homem justo é um poço de vida? É um lugar de onde um linguajar refrescante pode satisfazer os seus anseios e revigorar a sua alma! De que forma a violência cobre a boca do homem mau? Porque não há águas que refrigeram em sua boca, pois a sua boca só produz violências. Compare "cobre" em outras referências (Sl 73:6; Jr 3:25).

Leitor, o que você vai fazer com respeito a esta lição? Os outros anseiam pelas suas palavras e conversações da mesma forma que um homem sedento anseia por um poço? A sua linguagem abençoa e enaltece vidas? Ou as outras pessoas têm pavor de estar perto de você, porque as sua palavras são críticas, negativas e destrutivas. Se você tem uma linguagem desagradável, confesse a Deus e rogue por um coração novo!

O que você pensa a respeito da sua linguagem é completamente irrelevante! Seu coração é a coisa mais enganosa que há neste planeta (Jr 17:9-10). Você pode medir com segurança a sua fala na proporção em que os outros desejam estar com você e ouvir as suas palavras. Se você tem poucos amigos, é porque a sua boca é muito violenta em alguns aspectos. Purifique a sua linguagem!

De que forma você pode melhorar a sua linguagem? Se você fala muito, então fale menos (Pv 17:27-28; Tg 1:19)! Tome cuidado para que a sua forma de falar seja sempre agradável (Pv 22:11; Ec 10:12; Cl 4:6)! Tome cuidado para que ela seja sempre prestativa (Pv 10:31; 31:26; Ef 4:29)! Aprenda as palavras da verdade para dar respostas àqueles que estão perguntando (Pv 22:17-21; IPe 3:15)! E abençoe e louve ao Senhor (Sl 34:1-3)!

Ministros! Dentre todos os homens, sua boca deve ser um poço profundo de vida, pois você traz as boas novas do evangelho da paz! Você tem as palavras mais confortantes, encorajadoras e saudáveis do universo! Tome cuidado para pregar a Sua palavra ao invés de fábulas e divertimentos que a maioria busca hoje em dia (ICo 2:1-5; ITs 2:13; IITm 3:14-17; 4:1-5).

Que tipo de boca tinha o Senhor Jesus Cristo? Era um poço bem, bem fundo com água que satisfazia a alma para sempre (Jo 4:13-14; 6:63,68)! Suas palavras eram tão agradáveis que deslumbraram uma sinagoga até o silêncio total (Sl 45:2; Lc 4:20-22)! Quando Ele falava das coisas da Escritura, o coração daqueles que O ouviam ardiam de prazer (Lc 24:32)! Glória!