Provérbios 8:30

Então, eu estava com ele e era seu aluno; e era cada dia as suas delícias, folgando perante ele em todo o tempo.

Play Audio

O SENHOR, o Jeová da Bíblia, sempre teve a infinita sabedoria. Não há e nunca teve qualquer limite ao Seu entendimento. Alguns chamam a Sua infinita sabedoria de onisciência, mas isto é muito mais do que o conhecimento de todas as coisas: é o perfeito entendimento de qualquer situação e da perfeita resposta a ela. A Senhora Sabedoria, personificando a sabedoria neste capítulo, sempre esteve com Ele, pois Ele sempre foi o único Deus sábio (ITm 1:17; Jd 1:25).

Existem sete pronomes no capítulo 8 de Provérbio hoje, representando duas pessoas, uma masculina e outra feminina. Em primeiro lugar, o SENHOR é representado especificamente por "ele" (duas vezes) e, subentendido, uma vez pela conjugação da primeira pessoa no singular "eu era", e uma vez da terceira pessoa do singular "suas". Você pode ver isto facilmente no contexto precedente, que fala do SENHOR possuindo a sabedoria desde o "princípio de Seus caminhos" e "antes de suas obras" (Pv 8:22), chegando ao ponto de usar a sabedoria para decretar os limites do mar (Pv 8:29).

Então você poderá ver a Senhora Sabedoria, que é a personificação da sabedoria por Salomão, de quem se fala em todo este capítulo pelos pronomes femininos. Neste capitulo 8 de Provérbios, particularmente, a sabedoria é identificada pelos pronomes "eu", pela conjugação do verbo subentendido na primeira pessoa do singular "eu era" e, novamente o "eu". Para maior clareza com esta personificação feminina, considere "sua" em 8:1, "ela" em 8:2 e "ela está" subentendida em 8:3, e mais abaixo como "mim" e "me" em 8:36 (Pv 8:1; Pv 8:2; Pv 8:3; Pv 8:36).

Deus inspirou Salomão, como um método de ensinar sabedoria, para personificar sabedoria como uma mulher, a quem deveríamos optar por ouvir e seguir ao invés da mulher estranha ou da Senhora Insensata. Cada leitor precisa fazer uma escolha sobre qual mulher ele vai seguir e ser amigo. Ele com frequência usa este tipo de figura de linguagem (Pv 1:20-33; Pv 2:4; Pv 3:15-18; 4:5-13; 8:1-36; 9:1-5). Por favor, veja os comentários de Provérbios 8:1, para obter uma curta explicação desta figura de linguagem.

Este provérbio é frequentemente pervertido para ensinar que Jesus é um Deus gerado - um segundo Deus gerado pelo Pai. Os heréticos penetraram na igreja 150 anos depois dos apóstolos e ensinaram que a deidade de Jesus foi obtida do Seu Pai. Eles afirmam que Jeová gerou um Filho na eternidade por um misterioso processo de eterna geração. Você pode ler esta horrível blasfêmia em João 1:18 da versão bíblica dos alegados "testemunhas de Jeová". Estes heréticos, blasfemos que são, ama essa doutrina diabólica pois, para eles, Jesus é só um subordinado a Deus.

Jesus não é, de forma alguma, um gerado de Deus. Jesus é o Deus Todo Poderoso (Is 9:6). Jesus é Jeová, a plenitude do Deus Supremo (Cl 2:9). Jesus é o EU SOU O QUE SOU. Jesus é o Pai Eterno (Is 9:6). Jesus é a Palavra de Deus feito carne (Jo 1:1,14). Jeová nunca gerou um deus ou um filho em sua natureza divina. Jeová teve um Filho chamado Jesus, quando Ele realizou a concepção de Maria; é este nascimento miraculoso que torna Jesus Filho de Deus (Lc 1:35). Só depois deste nascimento, a encarnação da deidade em humanidade, foi que Deus teve um Filho (Jo 1:14;18). Este é o grande mistério da piedade (ITm 3:16). Creia nisto!

A mais importante mensagem do Novo Testamento é que Jesus de Nazaré é o Filho de Deus e você deve crer e defender esta precisa doutrina. Um ser gerado, produzido, ou de alguma outra forma de deidade inferior desde a eternidade não é o Filho de Deus. A natureza divina de Jesus foi e é, indivisível, não gerada, não originada, não produzida! Ele foi e é a Palavra de Deus, sem divisibilidade, sem origem, sem geração, ou qualquer outra idéia produzida pelo homem (Jo 1:1). Ele é Jeová! Jesus não é um eterno Filho! Ele é o Eterno Deus! Ele se tornou o Filho de Deus pela Sua gloriosa encarnação no útero de Maria (Lc 1:35; Gl 4:4).

Estes heréticos ignorantemente rejeitam a personificação da sabedoria neste capítulo. O provérbio não está falando de Deus tendo um pequeno menino brincando diante Dele na eternidade. A Senhora Sabedoria está falando, e ela está descrevendo a si mesma como estando sempre presente com o SENHOR dos céus e da terra. Leia Provérbios 8:22, novamente. Aqui está, "O Senhor me possuiu no princípio de seus caminhos e antes de suas obras mais antigas." Deus sempre tem tido sabedoria.

Se este provérbio descreve a natureza divina de Jesus na eternidade, como esses falsos mestres dizem, então a divina natureza de Jesus é feminina, pois os pronomes são femininos! Sabedoria é uma mulher por personificação neste capítulo e em outros onde Salomão usou a figura. Se Jesus é quem está aqui representado, então Jesus era simplesmente uma espectadora feminina na criação (Pv 8:27)!

Chega das heresias deles. O que é que você pode aprender que seja proveitoso para a sua alma? O glorioso e infinito Deus se alegra na sabedoria e Ele sempre se alegrou na sabedoria e sempre usou a sabedoria, que é o poder do justo juízo em qualquer situação. Do Seu santo exemplo, você deve buscar e regozijar-se na sabedoria tanto quanto Ele faz.

A Senhora Sabedoria se regozijou em ver homens criados, e ela se alegra em servi-los (Pv 8:31) Ouvindo-a, esperando-a e guardando os seus caminhos lhe trarão bênçãos (Pv 8:32,34). Se você buscar a sabedoria, você encontrará vida e obterá o favor do SENHOR da glória (Pv 8:35).

Caro leitor, o que você fez neste dia para ouvir sabedoria, de esperar por ela e para guardar os caminhos dela? Você se alegra em conhecê-la? Vida, bênção, e o favor do Senhor estão lhe esperando! O que é mais importante para você do que estas coisas maravilhosas? Se a sabedoria é suficientemente importante ao ponto de alegrar a Deus, porque não alegraria você?

Todos os tesouros da sabedoria são encontrados no Senhor Jesus Cristo (Cl 2:3). Apesar do provérbio não ensinar isto, depois da encarnação de Jesus Cristo no útero de Maria, Deus o Pai se alegrou grandemente em Seu único Filho gerado, o homem Cristo Jesus (Is 42:1). Ele publicamente declarou isto no batismo e na transfiguração Dele (Mt 3:17; 17:5). Você se alegra no Filho de Deus? Os anjos se alegraram Nele, e você deveria se alegrar ainda mais.