Provérbios 8:4

A vós, ó homens, clamo; e a minha voz se dirige aos filhos dos homens.

Play Audio

A Senhora Sabedoria é sexista? Ela despreza as mulheres? Ela se dirige aos seus ouvintes neste provérbio através de dois substantivos masculinos - homens e filhos. Ela oferece sabedoria através de uma introdução (Pv 8:1-11), Uma relação de suas virtudes e recompensas (Pv 8:12-21), o uso que Deus fez da sabedoria na criação do mundo (Pv 8:22-31) e uma sóbria conclusão (Pv 8:32-36).

Salomão personificou a sabedoria como uma mulher desejando ajudar os homens, assim como as personificações da Senhora Liberdade, a Mãe Natureza, Tio Sam, etc. Personificação é uma figura linda e poderosa da linguagem e Salomão usou-a extensivamente como um dos seus instrumentos inspirados para exaltar a sabedoria (Pv 1:20-33; 2:1-5; 3:13-18; 4:5-13; 7:4-5; 8:1-36; 9:1-12).

Tanto os homens como as mulheres, e os filhos e filhas precisam de sabedoria. Mas a Senhora Sabedoria claramente declara que o seu objetivo são os homens e os filhos do homem. Isto está em acordo com o objetivo de Salomão em suas instruções (Pv 1:1-6) e de muitos apelos ao seu filho (Pv 1:8; 7:1; 19:27; 27:11). Agur e a mãe do rei Lemuel também escreveram aos homens (Pv 30:1; Pv 31:1). As únicas referências às mulheres são indiretas, mas assim mesmo as mulheres podem certamente aprender a sabedoria através delas (Pv 11:16,22; 14:1).

Salomão era preconceituoso para com as mulheres? Ele desprezava as mulheres em sua nação? Ele descreveu o seu esforço de ensinar o seu povo através de provérbios, mas ele não identifica as mulheres (Ec 12:9-12). Quando as mulheres são mencionadas, isso se faz quanto à forma em que elas afetam os homens ou como os homens devem se relacionar com elas (Pv 2:16-20; 5:3-13; 12:4; 18:22; 21:9,19; 23:27; 30:19,23; 31:3). Ate mesmo a descrição da mulher virtuosa foi escrito para ajudar o homem a encontrar uma grande esposa (Pv 31:10-12,30-31).

Salomão era sexista? Não, Deus o inspirou para sabiamente se concentrar nos meninos e nos homens de Israel. Em primeiro lugar, ele tinha que preparar o seu filho para reinar sobre a nação e, por isso, há muitas referências a ele. Em segundo lugar ele conhecia a ordem de Deus para que os maridos governassem e ensinassem as suas mulheres (Gn 3:16; 18:19; Js 24:15; ICo 14:34-35). Em terceiro lugar, ele conhecia a determinação de Deus para que os pais ensinassem aos seus filhos (Sl 78:1-8; Is 38:19; Jl 1:1-3; Ef 6:4). Em quarto lugar, ele sabia que as grandes sociedades têm grandes homens (Is 3:1-4,12; ITm 2:11-14; IITm 3:6-7). Em quinto lugar ele conhecia a frustração de mulheres que tentavam viver sabiamente e que tinham se casado com homens tolos (ISm 25:3,25; IPe 3:6).

Qual a lição a ser extraída? A melhor forma de ajudar a nação, a igreja ou os lares é de concentrar a atenção nos meninos e nos homens, pois eles serão os líderes de amanhã nestas e em outras esferas. A maioria das igrejas dá ênfase às meninas e mulheres por causa da teologia Armeniana, à sua vulnerabilidade à decepção e a aceitação do movimento da liberação das mulheres. A Senhora Sabedoria sabia mais e ela focou sua atenção dos meninos e nos homens; ela sabia que tendo pais e maridos sábios e piedosos, as mulheres teriam uma vida e famílias melhores do que se fosse de outra forma. Homem jovem, você é importante para Deus e para a Senhora Sabedoria. Se entregue a ela ainda hoje (Pv 4:5-13)!