Provérbios 7:23

Até que a flecha lhe atravesse o fígado, como a ave que se apressa para o laço e não sabe que ele está ali contra a sua vida.

Play Audio

Sexo livre vai lhe matar! Quantos avisos dados por Deus e pelo Rei Salomão você vai ignorar? Adultério, fornicação, sodomia, prostituição, e sexo livre são pecados mortais.

Não importa se parecem ser inocentes, que esta perversa geração exalta, ou de que dão prazeres a curto prazo. São ofensas capitais que geram morte. Rejeite as mentiras enganosas deste mundo degenerado que propões o sexo livre como um grande prazer. Isto prova a ignorância deles a respeito do verdadeiro amor ou do prazer sexual ao defender a perversão do mesmo sexo.

Flechas que atravessam o fígado eram mortais. Antes do aperfeiçoamento da arte do arco-e-flecha e o advento de espingardas e rifles, flechas eram atiradas ou lançadas como um meio de abater animais selvagens ou inimigos em batalha (IISm 18:14; IICr 32:5; Jó 41:26,29; Ef 6:16; Hb 12:20). O fígado, sendo um órgão interno essencial, é uma sinédoque para as partes vitais do corpo. Uma flecha ou um dardo que perfurasse o fígado ou qualquer outro órgão vital do corpo produziria a morte.

Também, naquele tempo, pássaros eram capturados por armadilhas para então serem mortos (Sl 124:7; Ec 9:12). Os pássaros não voam lentamente, portanto, a imagem criada pela símile é poderosa. Um pássaro desavisado da armadilha e do seu objetivo final, mergulha insuspeito e é facilmente capturado e morto. Ele não tinha idéia de que a morte estava escondida na ceva. Ele não tinha a menor idéia de que a sua liberdade e a sua vida iria ser roubada por uma situação que parecia tão inocente.

O rei Salomão, um pai sábio e inspirado, temia por seu filho. Ele sabia que mulheres prostitutas poderiam roubar a sua alma, destruir a sua reputação, arruinar o seu reinado, reduzir as suas finanças, e corromper a árvore genealógica da família. Ele advertiu repetidamente a respeito do perigo da adúltera, a qual ele chama de mulher estranha (Pv 2:16-19; 5:1-23; 6:20-35; 7:1-27; 9:13-18; 22:14; 23:27-28; 30:20; Ec 7:26-29). Você vai dar atenção ao conselho inspirado do mais sábio rei ao seu filho?

Ele exortou o seu filho a ser fiel à sua mulher e desfrutar do corpo dela e dos filhos que ela lhe daria (Pv 5:15-19). Todo pai sábio fará o mesmo ao avisar frequentemente os seus filhos contra o pecado sexual, especialmente nesta geração lasciva e devassa. O sexo livre deverá ser chamado daquilo que ele é - adultério, fornicação e prostituição.

O contexto deste provérbio é uma extensa parábola descrevendo em detalhe a sedução de um insensato jovem (Pv 7:6-23). O provérbio diante de você é a conclusão que Salomão continuou com uma aplicação e uma exortação aos seus filhos (Pv 7:24-27). O jovem enfeitiçado pela aparência, pela lisonja, e pelas garantias da sedutora, foi atrás dela ignorantemente e de boa vontade como o boi para o matadouro ou o tolo para a prisão (Pv 7:22).

A lição é simples, mas imprescindível. Sexo livre, não importa quão fascinante é ele será fatal! A beleza visual, as palavras lisonjeiras, e a corrida da excitação sensual são mentiras. O boi estúpido está para ser sacrificado; o passarinho estúpido está para ser morto. Se você considera a fornicação e ou o adultério você é tão estúpido quanto os dois. A morte é certa! Você não consegue enxergar claramente, porque você permitiu a concupiscência cegasse os seus olhos (Tg 1:14-15).

O adultério corrompe a alma (Pv 6:32). Condena a consciência (Pv 5:11-14). O adultério arruína a reputação (Pv 5:9; 6:30-33). Destrói a confiança (Pv 6:26). O adultério rouba o seu patrimônio (Pv 5:10). Escraviza o seu coração (Pv 5:22). O adultério destrói casamentos e viola famílias (Pv 5:17; Ml 2:11-16). Porque você consideraria isto?

É praticamente impossível acabar com o adultério (Pv 23:27-28). Ele poderá lhe trazer um assassino vingativo (Pv 6:34-35). Adultério poderá trazer doenças sexualmente transmissíveis. Elas reduzem a função sexual. Adultério poderá trazer a pena capital (Lv 20:10). O adultério traz o juízo de Deus (Hb 13:4). E então o adultério o levará para baixo por toda a eternidade num lago de fogo (Ap 21:8).

Quanto deste grave perigo o jovem viu? Nenhum! Ele viu a beleza física dela que incendiou os seus desejos através da concupiscência dos seus olhos (Pv 7:10). Ele sentiu os seus braços e beijos que incendiaram os seus pensamentos através da concupiscência da carne (Pv 7:13). E ele ficou embasbacado com as suas palavras que acariciaram o seu orgulho da vida (Pv 7:21). Ele deveria ter ficado longe dela e nunca ter olhado a segunda vez em sua direção (Rm 13:14; IJo 2:15-17).

Leitor, você tem três inimigos que lhe odeiam e que lhe dirão que a fornicação não é perigosa. Em primeiro lugar, o seu coração, controlado pelas suas luxúrias, lhe dirá que os avisos a respeito de sexo livre é a linguagem desvariada de pessoas antiquadas que nada sabem a respeito de sexo. Você tem que aprender acerca do seu coração - ele é desesperadamente perverso e enganoso acima de todas as coisas (Jr 17:9)!

Em segundo lugar, o mundo, pela orientação do diabo, exaltará, promoverá e tornará disponível para você por todos os meios que possa inventar. E terceiro, Satanás e os seus anjos soprarão pensamentos sugestivos para a sua mente a favor dele. Se você é ignorante ou indolente a respeito destes três inimigos, eles o derrubarão, assim como fizeram com Sansão e com Davi.

Qual é a cura? Escreva este provérbio e o seu aviso de morte certa em seu coração (Pv 6:20-24; 7:1-5,24-27)! Fique longe de qualquer tentação relacionada com os pecados sexuais, seja pela pornografia em uma revista, uma novela romântica, a televisão ou a internet.

Rejeite academias mistas, praias, bares, festas do escritório, salas de "chat", ou qualquer lugar ou atividade imoral ou onde pessoas seminuas se reúnem. E evite até aquelas pessoas virtuosas entre amigos, família, associados, ou membros da igreja que estejam tentando a sua alma.

Qual é a cura? Case com uma mulher piedosa e invista num relacionamento cheio e satisfatório com ela (Pv 5:19; ICo 7:1-5). Nenhum dos cônjuges em Cânticos de Salomão estava pensando em adultério! A alegria dos prazeres a longo prazo de uma família legítima e amorosa com muitos filhos (Pv 5:15-18; Sl 127:3-5; 128:1-4). Substitua atividades pessoais e privadas que se inclinam para o pecado, com atividades conjugais que promovem a virtude.

É tarde demais para você? Você já está envolvido neste terrível pecado? A flecha já entrou no seu fígado? O laço já lhe prendeu para a matança? Arrependa! Confesse seu pecado! Admita a sua estupidez! Corra de qualquer nova tentação com a mesma rapidez e firmeza que José correu da mulher de Potifar (Gn 39:12). Não corra amanhã - corra hoje, agora!

Deus pode e o perdoará (Jó 33:27-28; I Jo 1:9). Ele pode e honrará você ainda (I Co 6:9-11). Davi era ainda o favorito de Deus, mesmo depois deum adultério agravado e assassinato (I Rs 15:1-5). O perdão de Seus vai além da nossa compreensão pela provisão total e gratuita de Jesus Cristo para pecadores arrependidos (Is 55:6-9). Creia nisto! Mas você precisa se arrepender e correr agora, neste minuto, pois você não pode contar com a sua convicção nem com a vida amanhã!