Provérbios 7:22

E ele segue-a logo, como boi que vai ao matadouro; e, como o louco ao castigo das prisões.

Play Audio

Quando é que um homem é tão idiota quanto um boi? Tão estúpido como um reiterado ofensor indo para a prisão? Quando ele segue uma mulher prostituidora! Um homem que brinca com uma prostituta será destruído tão certo quanto um boi que vai para o matadouro. Ele a segue sem saber que isso vai lhe custar a vida (Pv 7:23). Ele não consegue resistir a ela: a atração dela é grande demais; ele a segue diretamente para a morte e o inferno (Pv 7:27).

Uma mulher estranha - qualquer uma que não seja a sua mulher - é uma atração perigosa. Ela entorpece a mente e silencia a consciência. Um insensato a seguirá imediatamente - direta e rapidamente, sem qualquer consideração. Como um boi que se move por uma passagem para o abate, assim ele continua os seus crimes, e a cada vez pensando que vai escapar da justiça. Quão seriamente errados estão os dois!

Salomão ensinou o seu filho a sabedoria e o preparou para o sucesso na vida. Ele preveniu o seu filho a respeito da mulher estranha (Pv 2:16-19; 5:1-23; 6:23-35; 7:1-27; 9:13-18; 22:14; 23:27-28; 30:20).

Ele sabia que tinha que avisá-lo a respeito de uma mulher fácil que poderia atraí-lo para o adultério pela sua maneira de vestir, de adular e de beijar. Ele usou uma extensa parábola para descrever como ela agia (Pv 7:6-23). Ele introduziu e concluiu a passagem acima com vários avisos (Pv 7:1-5,24-27).

Se um homem ceder a uma mulher prostituidora um centímetro, ela o destruirá (Pv 7:21,26; 23:28). Ela é agradável demais para ele enxergar a dor e a morte que está a caminho (Pv 9:18), ela é enganadora e desejável demais para ele livrar a si mesmo (Pv 5:6; 7:21). A vítima na parábola de Salomão cometeu um erro fatal quando ele se aproximou da casa dela à noite (Pv 7:6-10). Ele deveria ter ficado longe: ele deveria ter rejeitado os pensamentos dela; ele deveria ter ficado em casa.

As mulheres são mais fortes do que o homem (Pv 7:26)! As mulheres perversas usam a adulação, a roupa nada modesta, o flerte, frequentes saídas de casa, toques descontraídos, e descontentamento verbal a respeito dos maridos e da família para seduzir outros homens. Uma mulher virtuosa usa o louvor, a submissão, várias mudas de roupa em casa, um corpo saudável, toque calculado em seu homem, e convites verbais para desfrutar do seu marido num feliz casamento! Veja (Ct 4:1-16), e (Ct 7:1-9)

Homem, o perigo é grande. As consequências são terríveis demais. O prazer é curto demais, e não presta por causa do medo, da culpa, da vergonha e dos problemas. Fique longe dela! Se você olhar para ela você não vai conseguir resistir (Pv 6:25). Se você der ouvidos a ela, ela o forçará com suas palavras (Pv 7:14-21). Se você deixar ela te tocar, será demais (Pv 5:20; Pv 7:13). Só existe uma regra segura - nunca chegue perto dela! Fique longe de uma mulher liberada; não tenha nada a ver com ela; nem permita uma oportunidade de pecar (Pv 5:15; 6:27-28; 7:25; Rm 13:14).

O exemplo de Sansão não é suficiente? Ele sabia que Dalila tinha a intenção de destruí-lo. Ele sabia. Mas ele brincava com ela. Ele não conseguia resistir a ela. Ele não conseguia se afastar. Ele não conseguia rejeitá-la. E ela ganhou. Ela ganhou com facilidade. Ele perdeu. Ele perdeu terrivelmente. Uma prostituta filistéia pagã derrotou o homem mais forte do mundo! Ele foi humilhado diante de todos. Ele morreu como um animal cego, zombado e ridicularizado pelos seus inimigos. Judá, Davi, Salomão e outros não são avisos suficientes? Se contente com a sua mulher (Pv 5:19-20; ICo 7:1-5; Hb 13:4)!

Prostitutas das "zonas" de meretrício não são uma ameaça. Os homens que ali vão estão além da esperança. A verdadeira ameaça é a mulher cristã carnal que se comprometeu com o mundo e perdeu suas inibições, roupas modestas, contentamento em casa, e o amor de Cristo. A mulher na parábola de Salomão era uma religiosa de classe e de estilo (Pv 7:14-18). Mas ela era uma mulher perversa desprezada por Deus (Pv 30:20; Nm 5:11-31; Is 3:16-26; Ez 16:30-34).

A lição não é complicada. Se você pensa a respeito ou interage com uma mulher flertando, você está a caminho do inferno e da morte (Pv 2:18; 5:5; 7:27; 9:18). Sim, até mesmo pensar em tolice é pecado (Pv 24:9). Fantasias e pornografia são tão ruins quanto o adultério literal à vista de Deus, e as duas lhe porão no caminho do abate e do tronco sem possibilidade de recuperação (Jó 31:1,9-12; Mt 5:27-28; Mt 15:19; Tg 1:14-16). A melhor proteção é o seu relacionamento com a sua própria mulher (Pv 5:19; Ec 9:7-10; ICo 7:1-5; Hb 13:4).

Para chamar a sua atenção, Deus compara a falsa religião e o adultério, pois a sua escolha das religiões mundanas é como a mulher que deixa o seu marido por outro homem (Sl 106:39; Tg 4:4). Ele descreve as verdadeiras igrejas com as mulheres puras, as falsas igrejas como mulheres prostitutas. A lição do provérbio de hoje se encaixa perfeitamente. Muitas correm atrás, ou mergulham de cabeça no largo caminho das religiões populares que levam à destruição (Mt 7:13). Somente alguns são suficientemente nobres para buscar e provar os caminhos antigos da verdadeira religião (At 17:11; Mt 7:14; Jr 6:16; ITs 5:21).