Provérbios 7:15

Por isso, saí ao teu encontro, a buscar-te, e te achei.

Play Audio

A prostituta fala. Suas palavras são preciosas. Ela descreve a sua paixão, esforço e sucesso em encontrar o seu amante. Ela romanticamente o seduz na sua consciência e no seu treinamento. Ela o lisonjeia com um desejo ansioso, e ele cai com tanta facilidade e rapidez como o pássaro que cai numa armadilha. Ela sabe beijar e lisonjear a sua presa num pesadelo estonteante de um falso amor.

Qualquer mulher que não seja a sua mulher é uma estranha. Ela é uma mulher estranha - e uma inimiga - se ela fizer algo para excitar ou despertar seus ardentes desejos para uma intimidade com ela. Seus beijos ou palavras são uma mentira, pois falam de afeição e prazer, onde só existe ódio e dor. Não se aproxime dos seus beijos, e não dê ouvidos às suas palavras.

O homem sábio usa este capítulo para fazer uma advertência contra a mulher estranha. Ele descreve com detalhes a sedução dela; o caráter sutil dela, suas ações românticas, suas palavras lisonjeiras, e suas cuidadosas precauções (Pv 7:10-11). Como um perfeito exemplo de um sábio pai, ele se preocupa em avisar o seu filho contra uma das mais perigosas tentações na vida - uma mulher prostituta.

A extensa experiência de Salomão com mulheres - 700 mulheres e 300 concubinas - lhe dá uma vantagem única (IRs 11:3).

Várias vezes ele adverte sobre o apelo e o poder da fala lisonjeira de uma mulher (Pv 2:16; 5:3; 6:24; 7:5,21). Mas aqui está uma pré-estreia das próprias palavras - suas expressões aduladoras de ardente paixão e ardente amor pela sua vítima!

Que todo homem trema de medo deste inimigo! José fugiu de uma prostituta sedutora, apesar disto o ter lançado na prisão (Gn 39:7-20). Sansão deu ouvidos a mentiras sedutoras e isto lhe custou seus cabelos - e a sua vida(Jz 16:4-21). Veja os comentários de Provérbios 7:18

A segurança é simples. Evite mulheres desejáveis com quem você não está casado. Rejeite quaisquer palavras ou correspondências que possam até mesmo dar uma indicação de afeto, e ponha um fim nesse relacionamento. Lembre-se que beijos e lisonjeios de outra que não seja a sua mulher são simples disfarces sedutoras visando a sua destruição, não importa se foram dadas maliciosamente ou na ignorância.

Mulher cristã, se você privar o seu marido de afeição e louvor adulador, você será cúmplice em seu adultério, pois você o tornou vulnerável para aquilo que outras mulheres sabem dar! Quando foi a última vez que você louvou suas boas feições de aparência e de caráter (Ct 5:9-16)? Até mesmo Paulo encorajou isto (ICo 7:3).

A advertência do nosso provérbio de hoje é extensivo a adoradores dos seus ventres e comprometedores - cristãos com uma forma de piedade, mas que não vivem vidas santas e verdadeiras. Suas boas palavras e falar agradável, engana os simples, da mesma forma que a prostituta enganou o jovem nesta passagem. Por isso Paulo adverte para tomar conhecimento e evitar tais pessoas (Rm 16:17-18; Fp 3:17-20; ITm 6:3-5).

Lembre-se que beijos e palavras de um inimigo são enganosos (Pv 27:6; 26:24-28). Suas vidas são falsas e, por isso, não é de causar surpresa que suas palavras e afeições são falsas (Sl 28:3; 55:21). Assim como a prostituta, seus corações são sutis (Pv 7:10), eles comprometeram a verdade e a integridade de suas almas, por isso as suas palavras também são comprometedoras. Suas grandes palavras inchadas de vaidade é tanta inchação de mentiras. Julgue-os pelas suas vidas (IIPe 2:18; Jd 1:16)!

Quando eles dizem, "Foi muito bom vê-lo!" o que será que querem dizer? O que é bom? O que de bom lhe fizeram? Ou, o que de bom você recebeu deles? Que coisa boa eles querem lhe dar, ou o que de bom eles esperam de você? Ao invés de falar a respeito daquilo que é bom, deviam estar praticando o bem, seja por se unir na sua boa adoração de Deus ou corrigindo sua adoração de forma que se torne boa!

O verdadeiro amor só é encontrado em Jesus Cristo e só Nele existe a verdade (ICo 13:4-7; Fp 1:9-11; IJo 4:7-13). É incrível como grandes sorrisos, saudações esfuziantes, abraços afetuosos, e olhos lacrimejantes frequentemente nada têm a ver com Jesus Cristo ou com o Seu evangelho! O que é esta ímpia manifestação de amizade? É o engano mentiroso de homens auto enganados, que escolheram o amor do prazer acima do amor de Deus (IITm 3:4,13). Tome cuidado com seus beijos e palavras (Pv 27:6)!

Não é de admirar que Davi duas vezes no mesmo Salmo orou para que fosse liberto de estranhos - de falsos irmãos - cujas bocas falam vaidade e sua mão direita é uma mão de falsidade (Sl 144:7-8,11). Sóbrio leitor, Davi orou por livramento de tais homens aduladores para que pudesse desfrutar da alegria das bênçãos de Deus sobre a sua família (Sl 144:12-15).

A igreja de Roma e todas as falsas igrejas seguem o mesmo curso. Eles usam do engano que aprenderam com os seus pais (Jo 8:44). Eles fingem ser homens justos - apóstolos de Cristo e ministros de justiça - mas são lobos devoradores (Mt 7:15; Lc 20:20-22; At 20:29-30; IICo 11:13-15). Da mesma forma como uma prostituta seduz um homem pelo seu dinheiro, assim essas igrejas mercadejam seus ingênuos santos pelas suas palavras fingidas (IIPe 2:3)