Provérbios 7:14

Sacrifícios pacíficos tinha eu de oferecer; paguei hoje os meus votos.

Play Audio

Prostitutas conseguem ser religiosas. Elas até conseguem fundar uma igreja. Salomão aqui descreve uma mulher estranha - uma meretriz, prostituta ou adúltera. Ela seduziu sua jovem vítima ao descrever para ele as suas atividades religiosas: ela se descreve como uma boa mulher, com altos padrões, incluindo o exercício religioso e ela reservou o melhor dos seus sacrifícios para compartilharem juntos.

O produto de sacrifícios pacíficos era dividido entre o adorador e o sacerdote. Considerando que o objeto do sacrifício era perfeito, o alimento resultante dele era da mais alta qualidade (Pv 17:1; Lv 3:6; 22:21). Isto seria o equivalente a um filé mignon! As outras partes que ficavam com o adorador era geralmente compartilhado com amigos ou servidos em festas (Lv 7:15-16; 19:5-6; Dt 12:6,7).

Ofertas pacíficas eram ofertas voluntárias como agradecimento ou pagamento de votos (Lv 19:5). Assim, até mesmo uma prostituta poderia ter uma forma de religiosidade, que servia a motivos egoístas. Poderia atenuar o remanescente de sua consciência ferida; poderia disfarçar suas atividades ilícitas com um ''show'' de religião; e também poderia ajudá-la na sedução do seu jovem homem virtuoso (Pv 6:26). E poderia atender aos três objetivos, simultaneamente!

A mulher na extensa parábola de Salomão não é uma meretriz comum do "bas fond". Ela é uma mulher fina com bons meios financeiros, de nobre reputação e de bom gosto. Ela ofereceu compartilhar com alegria a celebração religiosa com um homem jovem. O Pregador fez todo o possível para advertir o seu filho que a prostituta poderia mudar a sua conduta para seduzir o mais astuto homem jovem (Pv 5:6; Ec 7:26).

Temos aqui uma poderosa sedutora - uma mulher elegante e fina com caráter e espiritualidade para valorizar seu amor e seu ato amoroso. Os homens temem prostitutas por causa dos seus corações frios, pelos seus óbvios motivos financeiros, pela grande possibilidade de doenças, pela falta de higiene, pelas suas práticas frequentes, pelos riscos legais e pelo desempenho impessoal. O Pregador sabia como chegar ao âmago da questão!

Que convite maravilhoso! Ela não tinha nenhum motivo financeiro posterior, pois ela provia os comes e bebes! Ela era uma mulher sensível, uma mulher sincera, bem aceita nos melhores círculos da cidade! Ela tinha muitas comidas finas e, pelo que tudo indica, sua única ambição era ter companhia. Ela disse, "Venha, eu preciso de você para completar este dia maravilhoso e desfrutar das coisas boas da vida comigo."

Jovem, acorde! Abra os seus olhos! Atrás do convite dela está uma armadilha para leva-lo à morte e o inferno (Pv 7:27)! Quando você estiver abraçado pelos braços lascivos dela e sob o feitiço dos seus lábios libidinoso, você estará perdido, sem esperança de recuperação (Pv 5:22; 22:14; 23:27). Mantenha distância!

Uma forma religiosa para encobrir o pecado agrava o crime (Pv 21:27). Roma oferece muitas pretensões religiosas lisonjeiras; mas ela é a maior prostituta e mãe de meretrizes e uma abominação da terra (Ap 17:1-6), que usa de votos de celibato para defraudar e matar a muitos.