Provérbios 7:2

Guarda os meus mandamentos e vive; e a minha lei, como a menina dos teus olhos.

Play Audio

Bons pais aconselham os filhos a respeito das mulheres. Aqui temos Salomão aconselhando o seu filho (Pv 7:6-27), e ele pediu ao seu filho que lembrasse dos seus conselhos e os valorizasse acima de tudo. As prostitutas têm causado mais danos a mais homens jovens do que qualquer outra influência isoladamente (Pv 7:26; 23:27-28; Gn 3:12; Ec 7:26). Eles devem ser avisados frequentemente sobre elas, e os avisos devem ser considerados.

Este provérbio não dá ênfase à obediência paterna, mas sim o de não negligenciar ou esquecer o conselho. O verbo no imperativo "guarda" é compreendida aqui como o prestar atenção ou respeito aos mandamentos. Isto sabemos por causa do contexto anterior (Pv 7:1), e o seguinte contexto (Pv 7:3), e a explicação elíptica de "a menina dos teus olhos" (Pv 7:2).

Quando a elipse é dada, o provérbio é lido da seguinte forma, "Guarda os meus mandamentos, e viva; e guarde a minha lei como a menina dos teus olhos." A grande tentação encarada pela maioria dos homens jovens é o de desconsiderar o conselho do pai a respeito de mulheres, devido à tolice contida em seus corações e a luxúria desandada de seus olhos e dos seus lombos (Pv 22:15; Sl 25:7; II Tm 2:22; I Jo 2:16).

A expressão idiomática "menina dos olhos" significa algo pelo qual se tem muito carinho com a maior consideração. Originalmente se aplicava unicamente à pupila do olho. Esta parte do olho é tão preciosa para poder enxergar, e todos os objetos são contemplados através dessa abertura, a expressão veio a significar algo muito precioso.

Bons pais alertam seus filhos a respeito das prostitutas. Salomão enfatizou o perigo delas no livro de Provérbios (2:16-19; 5:1-23; 6:20-35; 7:1-27; 9:13-18; 22:14; 23:27-28; 30:20; 31:3). Teria sido por causa do erro cometido por seu pai (II Sm 11:1-27)? Ou pelo seu próprio erro (I Rs 11:1-8)? Ou foi por causa de Judá (Gn 38:12-26)? Ou Sansão (Jz 16:4-21)?

Por natureza o filho não dá valor aos conselhos do pai. Ele engana a si mesmo ao ponto de acreditar que o seu pai está por fora, que o seu pai exagera com respeito ao perigo, que o seu pai quer lhe privar de prazeres, que o seu pai nunca encontrou uma mulher desejável, que o seu pai não provou das luxúrias sexuais, ou ainda, chega a acreditar que ele pode escapar das consequências descritas pelo seu pai. Tudo isso são mentiras condenáveis advindas de um coração jovem e do pai das mentiras.

Filhos devem confiar em seus pais e apreciar os conselhos e avisos dele. Todo pai já foi um homem jovem com os mesmos desejos e tentações. Mas um pai sobreviveu à sua juventude e refletiu muito a respeito do que era melhor para o seu filho. Ele considera o sucesso a longo prazo, não prazeres de curto prazo que arruinarão a sua vida! Os pais amam os seus filhos mais do que qualquer mulher que os possam jamais amar, mesmo uma mulher virtuosa! Jovem, guarde os mandamentos do seu pai!

Os homens jovens devem resistir à atração e à tentação das prostitutas, tendo a sua mente firmemente estabelecida nos mandamentos do seu pai muito antes de se deparar com esta criatura muito perigosa. Uma vez cativados, mesmo que superficialmente, pelas aparências, adulações e ofertas da sedutora, torna-se quase impossível se lembrar de quaisquer conselhos.

Mas o que é que o homem jovem fará, cujo pai não lhe ensinou nem lhe advertiu a respeito de tal mulher? Ele estará indefeso ante o poder de atração do corpo e das seduções dela. Tais pais são cúmplices na destruição dos seus filhos! Mesmo que ele os tenha aconselhado e avisado a respeito de muitos perigos, ele negligenciou o mais danoso de todos eles. Pais, salvem os seus filhos!

Leitor! Deus, seu Pai, lhe deu os Seus mandamento e leis para você. Você os guarda como a menina dos seus olhos? Você os lê diariamente? Você medita sobre eles? Você treme ante os seus avisos e se regozija em suas instruções? Ou você engana a si mesmo dizendo que você pode esquecê-los e negligenciá-los e ainda sobreviver? Não seja um tolo!