Provérbios 7:1

Filho meu, guarda as minhas palavras e esconde dentro de ti os meus mandamentos.

Play Audio

Filhos geralmente ignoram as instruções e advertências dos pais. Se as esqueceram, eles não estarão preparados quando a tentação estiver nos seus olhos, ouvidos, coração e quadris. E a tentação aqui é perigosa e poderosa - uma adúltera linda e hábil (Pv 7:5-27). A mesma lição se aplica às mulheres jovens quando ficam cegamente apaixonadas por um homem bem apessoado. Salomão começa e termina o seu aviso com apelos para que o seu conselho seja lembrado (Pv 7:1-4,24).

Salomão conhecia a loucura e a vaidade da juventude (Pv 22:15; Ec 11:10). Ele conhecia a grande vulnerabilidade a que os jovens e as mulheres tem com os desejos sexuais e as tentações (Sl 25:7; Ec 12:5; Ez 23:3,8,19,21; II Tm 2:22). Sua liberdade, tolice, ingenuidade, desejo sexual e corpos jovens criam uma perigosa combinação. Ele também conhecia o espírito arrogante existente na maioria dos corações. Portanto, ele repetidamente rogava aos seus filhos para ouvirem e lembrarem as suas instruções (Pv 1:8; 2:1-5; 3:1-4; 4:1-5,13; 5:1-2,7; 6:20-21; 7:1-4,24; 8:32-33).

Os perigos por não lembrar são grandes. De que maneira um jovem resistiria, quando os seus olhos estiverem cheios da beleza dela, os seus ouvidos cheios de suas lisonjas, seu coração cheio do amor e submissão oferecidos e os seus quadris cheios de desejos (Pv 5:3; 6:24-25; 7:13-21)? De que maneira uma jovem resistirá, quando os seus olhos estiverem cheio da masculinidade dele, os seus ouvidos cheios de suas lisonjas, o seu coração cheio de suas atenções e afeições e o seu corpo anseia por ser abraçada (Gn 34:1-3)?

As consequências de não lembrar são grandes. Salomão avisou cuidadosamente aos seus filhos a respeito da amarga dor que devastaria suas consciências e corpos depois de pecarem sexualmente (Pv 5:7-14). Eles perderiam suas reputações, anos de suas vidas, o trabalho e o dinheiro deles. Eles se lamentariam pelas suas hipocrisias miseráveis, mas seria tarde demais. Eles lembrariam os muitos avisos que lhes foram dados, mas seria tarde demais.

Por que é difícil aos jovens lembrarem as instruções recebidas? É porque eles têm mentes errantes e indisciplinadas; eles facilmente esquecem o que lhes foi dito em sua pressa de explorar coisas novas; eles ficam extasiados na vaidade das atividades e desejos sexuais da juventude; eles creem que os seus professores são muito conservadores e que perderam os grandes prazeres da vida; eles caem em tentação de uma forma ingênua e desatentas sem se recordar dos avisos recebidos. A juventude é tolice e vaidade!

Considere José no Egito. Ele trabalhou para Potifar por volta do final de sua adolescência ou início dos seus vinte anos, os anos em que o poder da força sexual é maior nos homens (Gn 37:2; 41:46). Ele estava longe de casa; ninguém o conhecia; o nível de moralidade no Egito era baixo; e uma linda mulher implorava para dormir com ele (Gn 39:7-12). Ele não tinha uma Bíblia, e não havia nenhuma à venda nas pirâmides locais! De que forma ele resistiu a essa mulher nessas circunstâncias? De que maneira ele deu a ela uma resposta tão sóbria? Ele se lembrou das instruções recebidas do seu pai desde a sua mocidade! Glória!

Mas considere Sansão com a mulher filistéia. Apesar de ele ter bons pais, que lhe haviam dado instruções cuidadosas a respeito da sua vida, ele muito cedo escolheu rejeitar os avisos deles a respeito de mulheres (Jz 13:1-25; 14:1-3). Ao esquecer os avisos dos seus pais, Sansão não estava em condições de resistir às palavras mentirosas, o corpo emprestado e os prazeres de curto prazo da Dalila; e ele foi totalmente arruinado (Jz 16:1-21)! Se tão somente ele tivesse menos lembrado dos conselhos dos seus pais e casado com uma linda mulher de Israel e com ela ter tido filhos (Pv 5:15-23)!

Salomão tinha sido bem ensinado pelos seus pais - Davi e Bate-Seba (Pv 4:1-4; I Cr 28:9). E tinha testemunhado os terríveis males do pecado sexual de seu pai e em sua família (II Sm 11:1-27; 12:1-25; 13:1-39). Mas Salomão se esqueceu das instruções do seu pai e arruinou a sua vida com mil mulheres pagãs (IRs 11:1-8; Ne 13:23-27). Se até esse homem sábio pode esquecer as instruções recebidas, o perigo é muito maior para você.

O quanto que você ouve e lembra daquilo que lhe foi ensinado pelos seus pais e pastores? Jesus Cristo ensinou que o ouvir cuidadosamente é muito importante, pois Ele conhecia os três inimigos da retenção e da aplicação (Lc 8:11-18). Você anseia ouvir e aprender para crescer em conhecimento (I Pe 2:1-3; II Pe 3:18)? Você passa em revista aquilo que lhe foi ensinado e o aplica praticando (Hb 5:12-14)? Você consegue ensinar a outros, ou você ainda tem necessidade de ser ensinado?