Provérbios 6:21

Ata-os perpetuamente ao teu coração e pendura-os ao teu pescoço.

Play Audio

Boas regras devem ser lembradas, ou elas não terão valor algum. Se você recebe instruções a respeito de como salvar a sua vida, você deve revê-las e obedecê-las para evitar a morte. Se você se defronta frequentemente com situações de vida ou morte, as regras necessárias nunca podem ser esquecidas e devem ser lembradas continuamente. O rei Salomão avisou o seu filho a nunca se esquecer dos mandamentos do seu pai e as leis de sua mãe relativas às mulheres adúlteras (Pv 6:20-35).

Pecados sexuais são de grande perigo para todos os jovens, especialmente os desta geração. As consequências são muito caras com abortos, doenças, divórcios, culpa, solidão, relações destruídas, reputações arruinadas e disfunções sexuais entre outras. Mas o mundo chama isso de sexo casual e o valoriza. O que Deus despreza e condena, Hollywood defende e promove. Pais devem ensinar aos seus filhos a verdade sobre o sexo e lembrá-los frequentemente a este respeito.

Os pecados sexuais são uma grande tentação para todos os jovens, especialmente os desta geração. Os altos níveis hormonais, o bombardeio dos sentidos pela mídia, tempo excessivo para o lazer, vestimentas indecentes, o ridículo dos casamentos jovens e muitos parceiros disponíveis se juntam para exercer um poderoso ponto de atração. Ao invés de condenar e fazer um alertar a respeito deles, os estabelecimentos de entretenimento e de educação não só os permitem como também os estimulam. Pais devem controlar os seus filhos.

O pronome pessoal ‘os’ se refere aos mandamentos do pai e a lei da mãe (Pv 6:20). Estes eram regras dos pais para salvar o filho da ameaça das meretrizes (Pv 6:23-24). Salomão escreveu muito a respeito deste perigo no livro de Provérbios (Pv 2:16-19; 5:1-23; 6:20-35; 7:6-27; 9:13-18; 22:14; 23:27-28). Pais, vocês alertam os seus filhos a respeito deste perigo?

Atando-os continuamente ao coração significa aceitá-los com carinho e obedecê-los fervorosamente com a intenção de nunca os esquecer (Pv 3:3; 4:21; 7:3). Atando-os em volta do seu pescoço é o ato de mantê-los à vista em todas as situações da vida - uma lembrança constante. Se as advertências sexuais feitas por Deus são escondidas no coração e visíveis na vida, o sucesso é bem provável (Sl 119:9,11).

Salomão sabia que isso poderia funcionar, pois ele escreveu, “Quando caminhares, isso te guiará; quando te deitares, te guardará; quando acordares, falará contigo” (Pv 6:22).

Mas você consegue ver um homem sem olhos moendo numa prisão filistéia? Os seus pais o avisaram? É claro que sim (Jz 14:1-3)! Mas ele não atou o conselho seguro no seu coração nem o pôs em volta do seu pescoço. Apesar de ser mais forte do que qualquer outro homem, ele não foi páreo para a beleza, as palavras e os abraços da Dalila (Pv 7:26). Ele teve muito tempo para refletir e a odiar o fato de que ele havia esquecido as boas regras dadas pelos seus pais (Pv 5:8-14). O sexo casual o havia destruído. A culpa foi dele.