Provérbios 4:24

Desvia de ti a tortuosidade da boca e alonga de ti a perversidade dos lábios.

Play Audio

Governe o seu falar! Ponha guarda na sua língua! Controle as suas palavras! Depois de guardar o seu coração com toda a diligência, de onde procedem todas as questões da vida, Salomão alertou o seu filho para que esse rejeitasse a fala profana (Pv 4:23). Começando com os pensamentos e as intenções do coração, a sabedoria exige que você governe a sua fala (Pv 4:24), seus olhos (Pv 4:25), e os seus pés (Pv 4:26-27). Conselho Precioso!

É impossível ter uma fala santa e piedosa sem que tenha um coração puro, pois é o que está no coração que alimenta a boca (Mt 12:33-35). Você pode conhecer um coração bom pelas palavras bondosas e santas, e você pode conhecer um mau coração pelas palavras ásperas ou carnais. Jesus disse isto; creia nisto! Os reis adoram um homem perfeito que fala graciosamente a partir de um coração puro (Pv 22:11).

Este provérbio não está lhe aconselhando a se afastar daqueles que têm bocas descontroladas e lábios perversos, pois isto está dito em outro lugar (Pv 14:7; Pv 19:27; ICo 15:33). Ele está lhe alertando para que se livre de sua boca descontrolada e dos seus lábios perversos. O contexto trata do controle do seu coração, lábios, olhos e pés (Pv 4:23-27), e não o de evitar os outros que tenham pecados nessas áreas.

Salomão falando ao seu filho, disse a ele para que ele desse ouvidos e se submetesse às instruções paternais (Pv 4:20). Em seguida ele recomendou que mantivesse o seu conselho diretamente na sua frente e fosse firme em sua determinação (Pv 4:21). E ele o encorajou dizendo que isto lhe daria vida e saúde (Pv 4:22). Então, por ordem, ele disse ao seu filho para guardar o seu coração, lábios, olhos e passos (Pv 4:23-27).

Uma boca tola arruinará a sua reputação (Ec 5:3; Ec 10:12-14). Uma boca ofensiva vai lhe arrumar confusão com os homens (Pv 12:13; Pv 13:3; Pv 14:7; Pv 18:6-7; Pv 22:10; Pv 24:9). E você então terá que dar conta de cada palavra ociosa no dia do Juízo (Pv 6:16-19; Mt 12:36-37; Ef 5:3-6);

O falar bondoso e sábio edificará a sua reputação (Pv 15:4; Pv 18:20; Pv 24:26). Palavras apropriadas enaltecerão o seu relacionamento com os homens (Pv 10:32; Pv 15:23; Pv 16:13; Pv 25:11). E o abençoado Deus se agrada das palavras construtivas e auxiliadoras (Pv 12:22; Ef 4:29; Cl 4:6).

Você consegue melhorar a sua fala se você reduzir as suas palavras à metade, desde que você tem a tendência de falar mais do que a média das pessoas (Pv 17:27; Tg 1:19). Então você deve governar o seu espírito, pois ele pode acender o fogo do inferno (Pv 16:32; Tg 3:3-8)! E você tem que evitar discussões; (Pv 26:4-5; IITm 2:23)

Se você mantém em paz o seu coração para com o Senhor e o homem, será difícil você jorrar coisas ásperas e dolorosas. Se você guarda o seu coração puro diante de Deus e do homem, será difícil você ter um fala tola ou carnal. Se você encher a sua mente com coisas nobres, você terá material precioso para uma conversação (Fp 4:8). Senhor, guarde as nossas línguas.