Provérbios 4:13

Retém a instrução e não a largues; guarda-a, porque ela é a tua vida.

Play Audio

"Agarre o salva vidas e não largue! Você vai conseguir! Você vai viver!" Se você estivesse se afogando no mar, você obedeceria a estas palavras de um marinheiro num barco salva vidas? Sem dúvida nenhuma, pois a consequência de não obedecer representaria uma morte certa. Você obedeceria, pois se agarrar a um colete salva vidas é um preço muito baixo para pagar e um mínimo de esforço para realizar, para poder salvar a sua vida.

Você talvez nunca tenha que encarar um afogamento no mar, mas você terá que enfrentar o mar da vida, quando as tempestades de um mundo pecaminoso abaterem sobre você. Só com o cumprimento de instrução que você será capaz de sobreviver à tempestade. O Senhor nos orienta pelos pais, pastores e pela Sua palavra. Você se agarrou aos seus ensinos para salvar a sua vida (Pv 3:18-20; Ec 7:12; Dt 32:45-47)?

O nosso provérbio nos ensina como devemos dar ouvidos à instrução. Devemos agarrar com entendimento aquilo que ouvimos e não deixá-los escapar. A instrução de sabedoria é o que nos salvará das perplexidades e dos perigos da vida. Devemos retê-la e não deixá-la escapar. Temos que guardar aquilo que aprendemos. Não o venda por preço algum (Pv 23:23)! Veja os comentários de Provérbios 3:1

Jesus descreveu os bons ouvintes como sendo aqueles que tomaram as Suas palavras e edificaram suas vidas sobre elas (Mt 7:24-27). Ele falou de dois homens, um que construiu a sua casa sobre a areia, outro que construiu a sua casa sobre a rocha. As tempestades da vida destruíram a casa construída na areia, mas o que construiu sobre a rocha resistiu com facilidade a tempestade. O que você faz com a instrução, caro leitor?

Quanto que os seus pais e pastores lhe ensinaram através dos anos? Quanto você reteve? Ou a maior parte foi perdida e você precisa ouvir novamente? Você comete os mesmos erros muitas vezes? Você consegue aplicar rápida e facilmente os ensinos recebidos anteriormente às situações que você enfrenta na vida? Você consegue defender aquilo no qual você acredita? Aqui está a nossa lição: sua vida está na capacidade de você reter e aplicar a instrução que lhe foi passada.

Quando você se apropria fortemente da instrução, você a retém sob o seu poder. Ela não pode escapar. Você fixa em sua mente de tal forma que ela sempre estará contigo. Você está empenhado em aprender dos seus professores, e em não esquecer suas palavras de sabedoria? Você experimenta, revê e reflete sobre o que lhe ensinaram? Você analisa e medita sobre elas até que elas se tornam parte da sua própria alma e do seu ser? Isto vale por toda a sua vida!

Porque os pais, pastores e outros professores precisam usar de tanta repetição? A maioria dos ouvintes é preguiçosa, teimosa e facilmente se distrai. Ela não aprecia a instrução e, por isso, não faz esforço algum, nem toma qualquer medida para guardá-la. A aprendizagem efetiva exige atenção, submissão, retenção e aplicação. Veja os comentários de Provérbios 12:1 (1).

Leitor, você gosta de ser corrigido e ensinado como viver? Você consegue rejeitar os seus pensamentos instintivos de forma a considerar os pensamentos dos sábios? Meça a si mesmo por esta pergunta, pois isto é instrução! São regras pelas quais você consegue salvar a sua vida. Mas elas só beneficiam aqueles que a retém. Isto é para a sua vida! Ame a correção e a instrução!

A instrução é uma grande bênção do céu, pois grande número de homens ficou sem ela pela soberana justiça do nosso Deus santo e ciumento (Sl 147:19-20; Is 44:9-20; Mt 10:6; Mt 15:24; Mt 13:9-18; ITs 2:9-13). Dizemos que os ministros de Deus têm pés bonitos pela instrução que eles nos trazem a respeito da vida eterna e dos nossos deveres para com Deus (Rm 10:15).

Todas as igrejas dos nossos dias teriam doutrinas apostólicas perfeitas, se os membros tivessem guardado bem a instrução que lhes foi dada pelos apóstolos! Mas os homens permitem que aquelas coisas preciosas escapem ao ponto de existirem milhares de erros ensinados hoje no nome do cristianismo. O aviso foi dado com toda a clareza (IICo 11:3-4; ITs 5:21; IITs 2:15; Jd 1:3).

Se o abandono das verdades do Velho Testamento trouxe juízo, quanto mais trará então o abandono da verdade do Novo Testamento (Hb 2:1-4; Hb 10:26-31; Hb 12:25-29; Ap 2:14-16). Considerando que só o nosso Senhor Jesus tinha as palavras da vida eterna, você as guardou (Jo 6:68)?

Jesus disse que àqueles a quem muito foi dado muito será cobrado (Lc 12:47-48). Se você foi abençoado por pais e pastores piedosos, você será julgado de acordo com esta bênção e instrução. Você as reteve e as guardou para a salvação da sua vida?